Rabinos ligam reconhecimento de Jerusalém com Terceiro Templo

Movimento Unidos Pelo Templo diz que os gentios “são parte essencial do processo de reconstrução"
A proclamação histórica do presidente Donald Trump na quarta-feira (6), reconhecendo Jerusalém como a capital do povo judeu foi um passo importante para estabelecer o Terceiro Templo e acelerar a vinda do messias, acreditam rabinos e lideranças judaicas que trabalham pela reconstrução do Terceiro Templo.

“O que ele fez foi um passo enorme para a chegada do Templo”, disse Asaf Fried, porta-voz do Movimento Unidos pelo Templo, uma associação de organizações que tentam tornar o Terceiro Templo uma realidade.

Em entrevista ao site Breaking Israel News, ele explicou que “Isto necessariamente precisava partir de um não-judeu para envolvê-los no processo e para que eles possam assumir sua parte no Templo”.

Fried comparou o papel de Trump com o de Ciro, o rei persa que pôs fim ao exílio babilônico e ajudou a construir o Segundo Templo. Ele lembrou de Provérbios 21:1, que diz: “O coração do rei é como um rio controlado pelo Senhor; ele o dirige para onde quer”.

Yakov Hayman, presidente do Unidos pelo Templo, viu a declaração do presidente americano como parte de uma progressão histórica que se junta a uma série de mudanças importantes na história moderna de Israel. “Em 1917 tivemos a Declaração de Balfour que restabelecia Israel entre as nações da terra. Cem anos depois, em 2017 temos a declaração de Trump”, comparou.

Ele diz acreditar que é uma questão de tempo até que os não-judeus façam outra declaração semelhante, reconhecendo o Monte do Templo como o local do templo dos judeus. Também entende que, para o projeto avançar, era necessária essa união. “Quando os judeus e os não-judeus se unirem em massa, o novo Templo será inevitável”, enfatiza.

Hayman sabe que ainda faltam muitas etapas nesse processo complexo, com judeus e não judeus desempenhando diferentes papéis enquanto buscam um objetivo mútuo.

“O povo de Israel está voltando às suas raízes, ao mesmo tempo que os não-judeus do mundo estão percebendo a autenticidade de nossa reivindicação ao Monte do Templo e nosso direito de construir um Templo judaico como Casa de Oração para Todas as Nações”, enfatizou Hayman. Segundo o seu movimento, os não judeus “são uma parte essencial do processo”. No templo de Salomão havia um lugar destinado a eles, chamado de “pátio dos gentios”. Algumas traduções usam o termo “átrio” para se referir ao mesmo local, que rodeava o santuário.

“Nossa tarefa é agir como sacerdotes para tornar o mundo inteiro santo”, lembrou Hayman, citando o Êxodo 19:6. “Isso só acontecerá com um Templo em Jerusalém”, enfatizou. “O próximo passo, o mais importante, deve ser tomado pelos judeus. Nós precisamos reunir muitas pessoas para começar a subir para o Monte do Templo com frequência. Uma vez que fizermos isso, o Templo será o próximo passo inevitável”.

Sua avaliação da personalidade do presidente americano é que se trata de uma figura única: “Há algo muito especial e até sagrado em Trump. Às vezes, ele parece grosseiro e não conectado à religião, mas toda vez que se dirige à sua nação, fala sobre Deus. Na noite passada, disse que reconhecia Jerusalém porque esta era a coisa certa. É exatamente assim que um líder guiado por Deus deve falar”.

O rabino Hillel Weiss, porta-voz do Novo Sinédrio, mostrou-se cauteloso, mas otimista. “Um ano atrás, o Sinédrio pediu a Trump para construir o Templo como Ciro fez há 2.000 anos”, “Ele claramente manifestou-se nesta direção, mas ainda há um longo caminho a percorrer e muitas armadilhas que podem impedir que isso aconteça logo”.

Weiss admite que há questões complexas que precisam ser resolvidas. “O Monte do Templo ainda não é um problema resolvido e as Nações Unidas estão trabalhando duropara tentar convencer o mundo de que os judeus não têm direito a ele”, encerrou.

GospelPrime

"Síndrome da Sereia": Bebê morre horas após nascimento por causa de doença rara

Os pais da criança só souberam da doença após nascimento, já que a indiana não tinha dinheiro para fazer exames; condição é causada por falta de circulação sanguínea do cordão umbilical e/ou por desnutrição materna

Uma jovem mãe indiana ficou perplexa depois de dar à luz um bebê com um raro distúrbio de saúde chamado sirenomelia, também conhecido como “síndrome da sereia”, na última quarta-feira (7). Este foi o segundo caso da doença já registrado no país. Infelizmente, a criança não resistiu e acabou falecendo apenas quatro horas depois de nascer. As informações são do "Daily Mail". 

Muskura Bibi, de 23 anos, deu à luz no hospital Chittaranjan Deva Sadan, em Calcutá. Por causa das condições financeiras da família, ela não realizou pré-natal e, portanto, não fez nenhum exame de ultrassom durante a gravidez. Desse modo, só ficou sabendo que seu bebê tinha a "síndrome da sereia " após o nascimento. 

O sexo do bebê não pode ser descoberto, uma vez que a síndrome da sereia apresenta a junção das pernas e uma pélvis com má formação.

O médico pediatra Sudip Saha afirmou que “os pais do bebê são trabalhadores e não tiveram condições de buscar ajuda médica e de medicamentos ao longo da gravidez”. Ele ainda explicou que algumas condições – como a desnutrição da mãe e a circulação sanguínea inapropriada podem ser fatores para a anomalia.

Dr. Saha também conta que ficou bastante surpreso quando se deparou com o caso no hospital. “Nunca vi um bebê assim antes. É o primeiro caso de sirenomelia no estado e o segundo, no país”, lembra. “Ele nasceu com a parte superior com a formação normal, porém do quadril para baixo apresentou deformação. Não estava desenvolvida completamente”, diz.

Em 2016, uma mulher de Uttar Pradesh , no norte da Índia, deu à luz um bebê com a condição rara, e que sobreviveu apenas por 10 minutos. 

Entenda a doença
A síndrome da sereia afeta um bebê a cada 100 mil nascimentos. De acordo com médicos da Universidade de Oxford, a ocorrência dos distúrbios está relacionada a defeitos congênitos ligados a anormalidades dos vasos sanguíneos do cordão umbilical. Isso porque o normal é que o feto desenvolva duas artérias umbilicais, que levam o sangue para a placenta, bem como uma veia umbilical, que faz o sentido contrário do sangue.

Segundo os médicos, a síndrome da sereia é extremamente mortal, ocorrendo, na maioria das vezes, cerca de 100 vezes mais, em gêmeos univitelinos do que em gestações isoladas em gêmeos bivitelinos.

Saúde IG

Vídeo de Fernanda Brum cantando música secular aos 14 anos viraliza na internet: ‘Nunca quis voltar. Deus me tirou de lá'

Fernanda Brun diz: Olha que interessante ... eu tinha 14 anos e vivia os piores momentos da minha vida sem Jesus ... no meu novo livro o “Na Mira” conto muito sobre essa época! Foi daí que Jesus me tirou! Glória a Deus por ter me salvado! Em nenhum momento de dificuldade na vida eu pensei em fazer música secular! Eu vim de lá! O altar é o meu lugar! 

Tem muito mais vídeos de onde tiraram esse! Esse vídeo não me envergonha mais! Na verdade glorifica o nome de Jesus! Pq Ele me tirou de lá! Do mundão! Por isso eu posso pregar em qualquer janela de mídia! Aleluia! Hoje as 17:00 no altar da Ipan vamos falar mais de como Jesus liberta! Glória a Deus! Um salve ao colega #sergiomalandro!

Assista ao vídeo, Fernanda Brum adolescente, cantando uma canção chamada Bem Que se Quis, de Marisa Monte no extinguido programa do apresentador Sérgio Mallandro.



Informação Simião Célio

Marcos Mion pede que pessoas aceitem Jesus: "Quanto mais demora, maior o arrependimento"






Marcos Mion usou seu perfil da rede social para alertar as pessoas sobre a urgência de se entregar a Jesus. (Imagem: Twitter)
A mensagem foi publicada no perfil oficial do apresentador no Twitter.
As mídias sociais têm se tornado plataformas cada vez mais movimentadas, nas quais as pessoas expõem suas opiniões e acabam até gerando debates bem acalorados sobre assuntos considerados polêmicos. Porém o apresentador e comunicador Marcos Mion acredita que os mais de 20 milhões de usuários que o acompanham no Twitter precisam também receber mensagens edificantes.

No último sábado (25), por exemplo, o apresentador cristão foi bem claro em alertar sobre a importância de que as pessoas decidam se entregar a Jesus e façam isso o quanto antes.

"#AceitemJesusPorque quanto mais voce demora, maior vai ser a sensação de arrependiento por não ter aceitado e entendido tudo antes!", publicou ele.

A fé de Mion tem sido manifesta pelo apresentador, também em outras oportunidades, como por exemplo em uma edição anterior de seu programa, no qual ele reconheceu que "o plano de Jesus Cristo para a gente é a família".

Na ocasião, Mion falou sobre como ele e sua família têm lidado com a criação de seu filho, Romeo - diagnosticado com autismo, ainda bebê.

"Imagine você, vivendo esse sonho, essa vida perfeita para ir para um próximo passo, porque o plano de Jesus Cristo para a gente é a família. E aí o seu filho, quando você tem 24 anos e esse sucesso todo, ele nasce dentro do espectro autista. Muita gente acha que quando isso acontece, esse é o fim. É um desespero, você perde o chão", afirmou.

Guiame

Evangelista prega para tribo que matou seu filho e perdoa criminosos


Imagem ilustrativa. Evangelista prega para tribo que matou seu filho e perdoa criminosos. (Foto: Global Disciples)



Gabriel assistiu seu filho de três anos ser morto por homens que, mais tarde, ele teve que rever e fazer uma escolha: perdoar.
Gabriel assistiu seu filho de três anos ser morto por homens que, mais tarde, ele teve que rever e fazer uma escolha: perdoar. “Gabriel é um evangelista e plantador de igrejas entre a tribo nômade de Turkana na África Oriental”, disse Galen Burkholder, fundador da organização missionária Global Disciples.

“Um dia, seu filho de 3 anos estava lutando para respirar, então eles o levaram para a clínica mais próxima”, relata Burkholder. Sem nenhum médico disponível, os enfermeiros colocaram o menino em um tanque de oxigênio e orientaram seus pais a buscarem um hospital em uma cidade próxima.

Infelizmente, sua rota percorreu o território de uma tribo inimiga onde Gabriel, sua esposa e o filho foram presos por três homens armados. “Quando os assaltantes viram que Gabriel não tinha dinheiro, eles roubaram a máscara e o tanque de oxigênio de seu filho e correram”, conta Burkholder.

“Gabriel e sua esposa seguravam seu garotinho enquanto ele lutava para respirar — então morreu em seus braços. Furiosos e perturbados, eles voltaram para enterrar seu filho precioso”, lembra o missionário.

Dentro de alguns meses, Gabriel recebeu uma notícia surpreendente de um líder do movimento missionário: as pessoas da mesma tribo inimiga estavam respondendo ao Evangelho e recebendo Jesus Cristo. O líder que transmitiu a notícia a Gabriel o convidou para ajudar com a evangelização da tribo.

“Você deve estar louco”, Gabriel respondeu com raiva. “Estas são as pessoas que mataram meu filho!”

Mas nas próximas semanas, o evangelista teve seu coração suavizado pelo Espírito Santo e concordou em se juntar à equipe que compartilharia as Boas Novas com a vila onde seu filho morreu.

Compaixão
Depois que Gabriel chegou, ele e outros missionários se encontraram com um pequeno grupo de novos cristãos na tribo inimiga. “O líder de Gabriel pediu para ele compartilhar seu testemunho. Enquanto contou a história da morte de seu filho, três homens do grupo ficaram de pé”, lembra Burkholder.

“Nós somos os que te pegamos na estrada”, eles confessaram, com os braços levantados. “Nós merecemos morrer. Há uma arma no canto. Pegue e atire em nós. Desculpe”.

Abalado pela notícia, o coração de Gabriel disparou e um turbilhão de coisas passaram por sua mente, enquanto ele considerava como responder aos homens que haviam tirado a vida de seu único filho.

Induzido pelo Espírito Santo, Gabriel fez algo notável. “Ele atravessou a sala estendendo o perdão em nome de Jesus e abraçando seus três novos irmãos em Cristo”, lembra o missionário.

Hoje Gabriel está trabalhando em colaboração com esses mesmos homens para alcançar uma tribo que ele já considerou “inimiga” mas, agora, está sendo transformada pelo poder do Evangelho.

Guiame


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...