Cláudio Duarte chora e abraça Thammy Miranda ao falar sobre homofobia; assista

O pastor Cláudio Duarte respondeu com firmeza às respostas sobre homossexualidade. Com lágrimas nos olhos, ele lamentou a homofobia e deu um abraço em Thammy Miranda.

No último sábado (20), o pastor Cláudio Duarte emocionou o Brasil ao responder com sinceridade uma pergunta sobre homossexualidade no programa Raul Gil (SBT).
No quadro "Elas Querem Saber" - que promove um tipo de 'sabatina' com o entrevistado - Thammy Miranda perguntou ao pastor sobre como ele reagiria à presença de um homossexual na igreja dele.

"Uma pessoa como eu, por exemplo, seria bem-vinda na sua igreja ou como sua religião não concorda, talvez não?", questionou Thammy, que assumiu publicamente sua homossexualidade tempos atrás.
O pastor foi enfático em afirmar que não gosta da ideia de expulsar alguém do culto ou do templo, somente pela opção sexual dela.

"Nós temos padrões que seguimos. Esses padrões me ensinam a respeitar e amar as pessoas e a discordar de posturas, atos e uma série de coisas. Você será recebida, da melhor maneira possível, com a maior educação. Não se brinca, utilizando palavras pejorativas. Mas eu tenho valores que não negocio e eu vou expor esses valores a todos que vão caminhar conosco", disse o pastor.

Questionado por Val Marchiori se já foi preciso expulsar alguém do templo, Cláudio Duarte deixou claro que para expulsar alguém do culto, há critérios a serem levados em consideração e a opção sexual de uma pessoa não está nestes quesitos.

"Eu nunca coloquei ninguém para fora, porque nós entendemos que só se colocaria alguém se esse alguém, por exemplo estivesse bêbado, incomodando ou atrapalhando eu jamais colocaria alguém para fora porque está com a roupa curta, porque é homossexual, porque é feio, bonito, pobre, rico", explicou.

"Se tem algum louco que toma partido, que agride, que é homofóbico, eu não tenho nada a ver com isso", acrescentou.

Val Marchiori então foi mais direta em sua pergunta, ao questionar se o pastor "é a favor do casamento gay" e ele prontamente respondeu que não.

"Eu não sou a favor do relacionamento [gay]. Eu respeito, mas tenho as minhas convicções e a base daquilo que eu acredito", explicou.

A partir daí, o pastor compartilhou algo de sua vida que o levou às lágrimas. Ele contou que já foi criado por várias famílias que não o aceitavam porque julgavam que ele "não se encaixava nos padrões por eles exigidos".

"Eu me tornei um cara introvertido. Parei de falar com as pessoas. Mas num desses lares, eu vivi com um cara que foi meu irmão e ele era gay. Ele tinha uma situação melhor que a minha, eu usava o tênis dele. Naquela época eran difícil", contou.

"Eu não tenho problema nenhum. Tenho valores e não vou abrir mão deles. Mas isto não nos faz inimigos", acrescentou.

Após o relato emocionado, Thammy Miranda se levantou e deu um abraço no pastor.

Guiame

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...