Ator revela que é seu dever “dar testemunho da verdade” em Hollywood

O ator Jim Caviezel, que ficou famoso por interpretar Jesus no longa de Mel Gibson, “A Paixão do Cristo”, em 2004, disse que os jovens cristãos precisam “romper com essa civilização contaminada e desmoralizada.”

Para ele, algumas questões estão ficando “de lado” na sociedade. “Fico triste que tantas pessoas em meu país não busquem a santidade, substituindo-a por drogas e hedonismo, simplesmente tentando preenchendo seu vazio emocional”.

Quando ele interpretou Jesus, tinha 33 anos de idade, e suas iniciais são J.C. Garante que o longa mudou sua vida e não se trata de coincidência. “Não me diga isso… A secularização afeta o mundo inteiro. Só os ateus acreditam na coincidência”, afirmou o ator, acrescentando que “Não há coincidências para Deus”.

Como todo fiel, ele diz que por vezes passa por lutas com a fé, mas deixa claro que apesar do longa e os diferentes papéis que desempenhou, nunca esquece o nome de Jesus. “O amor é controverso e Jesus é o amor encarnado… Meu dever não era apenas mostrar isso na tela, meu dever é viver de acordo com o Evangelho todos os dias e dar testemunho da verdade”, destaca.

Ele explica que não faz o seu trabalho “apenas pelo dinheiro, mas por amor, para cumprir minha missão cristã”.

Falando sobre seus planos para o futuro, Caviezel afirma que gostaria de participar da sequência de “A Paixão de Cristo” anunciada por Gibson, que mostrará, segundo os Evangelhos, o que ocorrer após a ressurreição.

“Eu quero trabalhar com Gibson novamente. Desta vez será um filme sobre a ressurreição. Se A Paixão de Cristo inspirou tantas pessoas a fazer o bem, por que não tentar de novo? Eu sinto que há um Propósito em minha vida novamente”, garantiu. 

Com informações Christian Post

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...