“Ficar desesperado em relação aos sinais no céu é coisa de gentio”, alerta rabino


Uma teoria alega que o fim do mundo aconteceria neste sábado (23). (Foto: Reprodução)



Uma teoria alega que o fim do mundo aconteceria neste sábado (23), devido a colisão do Planeta X com a Terra.
Uma teoria defendida pelo numerólogo David Meade alega que o fim do mundo aconteceria neste sábado (23), devido a colisão do planeta Nibiru (também chamado Planeta X) com a Terra, resultando na destruição da humanidade.

Meade baseadas suas evidências em versículos e códigos numerológicos retirados da Bíblia, alegando que o eclipse solar do dia 21 de agosto foi apenas um aviso para a data apocalíptica.

Diante disso, muitos cristãos têm se preocupado e questionado se, de fato, 23 de setembro seria uma possível data para a volta de Jesus Cristo.

Em um estudo promovido no último sábado (16) na sinagoga Beit Har Tzion em Belo Horizonte, Minas Gerais, o rabino messiânico Matheus Zandona esclareceu que embora os sinais apontem o fim dos tempos, ninguém pode prever a data do último dia.

“É claro que os sinais nos céus funcionam como um alerta da parte de Deus, para nos avisar sobre a época na qual vivemos. Mas o dia e a hora, nem o Messias (Jesus) sabe”, afirmou.

Matheus observou que diante das luas de sangue, eclipses, terremotos e furacões, ele tem visto muitas pessoas vivendo em uma paranoia. “Mas o próprio Yeshua (Jesus) disse: não se atemorize dessas coisas, porque elas vão acontecer para confirmar sinais da época na qual estamos vivendo”.

O que fazer em relação ao próximo sábado? Segundo Matheus, a própria Bíblia já apresenta uma indicação, em Jeremias 10:2: “Não aprendam as práticas das nações nem se assustem com os sinais no céu, embora as nações se assustem com eles”.

“Ficar desesperado em relação aos sinais no céu é coisa de gentio. Lembre-se: você não é mais gentio”, disse o rabino, fazendo referência aos cristãos não judeus. “Você faz parte de Israel e esse anúncio é para você”.

Escatologia
Matheus acredita que muitas pessoas se confundem em relação aos eventos por não estarem alinhadas ao calendário de Deus. “Os céus não são parâmetro para você saber que horas são no relógio de Deus. Pela própria Bíblia, Israel é o relógio de Deus. Israel é para onde você deve olhar, para saber que horas são no relógio de Deus”, ressalta.

O rabino ainda criticou estudos de escatologia promovidos por alguns meios evangélicos que se baseiam nas datas. “Eles sempre atrelam Apocalipse e Daniel, sendo que o cerne da escatologia bíblica se encontra na restauração de Israel”, disse ele. “Conseguiram, num movimento precisamente calculado, introduzir nos meios cristãos uma escatologia onde não existe Israel. E se existe, é atrelado ao juízo”.

Confira o estudo completo


Guiame

“Nosso refúgio se chama Jesus Cristo”, diz pastor em meio à terremoto no México


Resgatistas trabalham na operação de resgate em escombros na Cidade do México. (Foto: Carlos Jasso/Reuters)



O México registrou ao menos 233 mortes depois que um terremoto de magnitude 7.1 atingiu o país na tarde desta terça-feira.
O México registrou ao menos 233 mortes depois que um terremoto de magnitude 7.1 atingiu o país na tarde desta terça-feira (19). Nos 18 municípios onde o tremor foi sentido, edifícios sofreram quedas e pessoas continuam soterradas.

Uma das regiões mais afetadas foi a Cidade do México, capital do país, onde foram registrados 102 mortos, segundo o secretário de Governo, Miguel Ángel Osorio. Além disso, há 69 vítimas no estado de Morelos, 43 em Puebla, 13 no Estado do México, 5 em Guerrero e um em Oaxaca.

Diante da destruição provocada pelo terremoto, os cristãos decidiram agir e oferecer apoio às vítimas. “A Igreja está trabalhando para apoiar todas as vítimas do terremoto”, disse ao site Mundo Cristiano o pastor Gilberto Rocha, líder do Centro Cristão Calacoaya.

“O Centro Cristão Calacoaya, graças a Deus, está longe da área de risco, mas estamos perto de quem precisa. Estamos fazendo isso de várias maneiras: enviando brigadas de apoio para procurar e salvar as vítimas que estão soterradas e transportando comida, água e atenção para as equipes de resgate”, acrescentou o pastor.

Gilberto também está incentivando os pastores que estão próximos às áreas afetadas “para abrir os templos e servir como abrigo, de forma possamos atender às vítimas e elas possam receber o amor de Deus através da igreja”.

Equipes de resgate trabalham em prédio após terremoto atingir a Cidade do México. (Foto: Yuri Cortez/AFP)

“Como igreja, temos que aproveitar isso para levar a mensagem de Cristo, demonstrar amor e, obviamente, para orar. Ao invés de espalhar o medo, temos que ser instrumentos de Deus para transmitir paz e mostrar às pessoas que nosso refúgio se chama Jesus Cristo”, o pastor destaca.

Considerado um dos países com maior atividade sísmica no mundo, o México está localizado entre cinco placas tectônicas. 

Em 7 de setembro, um terremoto de magnitude 8.1 deixou 96 mortos e mais de 200 feridos no sul do país, especialmente nos estados de Oaxaca e Chiapas. 

Em 19 de setembro de 1985, a Cidade do México foi parcialmente destruída por um terremoto de 8.1 graus que deixou mais de 10 mil mortos.

Guiame

Peça que retrata Jesus como transexual é autorizada por juiz de Porto Alegre


A atriz transexual Renata Carvalho apresenta um monólogo, no qual interpreta Jesus como estando na pele de um homem que decidiu se tornar mulher. (Foto: Saulo Ohara/Filo 2016/Divulgação)



Na última terça-feira (19), o juiz José Antônio Coitinho, da 2ª Vara da Fazenda Pública da Comarca de Porto Alegre, negou o pedido que exigia a interdição da peça teatral "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu".

A peça está está sendo apresentada durante o 24º Porto Alegre Em Cena, evento cultural realizado na capital gaúcha. No enredo, a atriz transexual Renata Carvalho apresenta um monólogo, no qual interpreta Jesus como estando na pele de um homem que decidiu se tornar mulher. O roteiro foi escrito pela dramaturga (que também é transexual) e hoje adota o nome artístico de Jo Clifford.

Segundo o juiz, "não seria preciso citar a lei" para garantir que a peça seja liberada.

"E, sem citar um único artigo de lei, vamos garantir a liberdade de expressão dos homens, das mulheres, da dramaturga transgênero e da travesti atriz, pelo mais simples e verdadeiro motivo: porque somos todos iguais", determinou o juiz na sua sentença.

O magistrado afirmou ainda no texto de sua decisão: "Não se pode censurar a peça sob argumento de que estamos em desacordo com seu conteúdo. A liberdade de expressão tem de ser garantida e não cerceada – pelo Judiciário. Censurar arte é censurar pensamento e censurar pensamento é impedir desenvolvimento humano".

O pedido para para que houvesse uma intervenção judicial sobre a peça foi movido pelo advogado Pedro Geraldo Cancian Lagomarcino Gomes contra a Prefeitura de Porto Alegre, que é a responsável pela promoção do festival, e contra a Pinacoteca Rubem Berta, onde a peça está sendo apresentada nos dias 21 e 22 de setembro, às 22h.

Banida
Em Jundiaí (SP), a peça teve um final bem diferente do ocorrido em Porto Alegre. Após uma ação de uma advogada da cidade, a apresentação do monólogo foi suspensa.

A ação da advogada alegou que a peça "vai contra à dignidade cristão, posto apresentar JESUS CRISTO como um transgênero, expondo ao ridículo os símbolos como a cruz e a religiosidade que ela representa".

Neste caso, o juiz Luiz Antonio de Campos Júnior aceitou o argumento da advogada para conceder a tutela de urgência, reconhecendo que não é correto expor figuras religiosas e sagradas ao ridículo e destacou que a peça é de “indiscutível mau gosto”.

“De fato, não se olvide da crença religiosa em nosso Estado, que tem JESUS CRISTO como o filho de DEUS, e em se permitindo uma peça em que este HOMEM SAGRADO seja encenado como um travesti, a toda evidência, caracteriza-se ofensa a um sem número de pessoas”, destacou o juiz.

Além das apresentações em Porto Alegre, a peça "O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu" também tem apresentações agendadas para os dias 27, 28 e 29 de setembro em São Paulo.

Guiame

"A fé não garante saúde ou riquezas, pois com Jesus não foi assim", diz autor cristão


Frank Turek afirma que mesmo em momentos ruins, Deus está acompanhando os seus. (Foto: Reprodução).



Frank Turek afirma que vivemos em um mundo caído, mas Deus prometeu estar conosco na aflição.
O escritor evangélico Frank Turek se pronunciou sobre a morte de seu amigo Nabeel Qureshi, o evangelista ex-muçulmano que perdeu uma batalha contra o câncer. Ele comentou sobre Deus continuar sendo bom, mesmo em situações que questionamos. “Como um homem morre, mesmo exalando uma combinação edificante de graça, amor e verdade? Meu amigo Nabeel Qureshi morreu aos 34 anos”, escreveu para o site Christian Today.

“Caso você não saiba, Nabeel foi um ex-muçulmano que se tornou um poderoso defensor do cristianismo após um processo de sete anos analisando as evidências do cristianismo com seu amigo David Wood. Seu primeiro livro, Seeking Allah, Finding Jesus (Procurando Alá, achando Jesus, em tradução livre) é um best-seller internacional”, contextualizou.

“Desde que foi diagnosticado com o câncer de estômago no estágio quatro, Nabeel compartilhou seus pensamentos, preocupações e orações através de 43 vídeos no YouTube. Seu último vídeo, gravado em sua cama de hospital, sete dias antes de morrer, é um pedido para que usemos seu trabalho e exemplo para amar os outros. Ele expôs o amor de Cristo até o fim. Ele nunca vacilou em sua confiança de que Deus poderia curá-lo, mas reconheceu que Ele não poderia”, pontuou.

Mundo caído
Segundo o autor, Cristo não prometeu uma vida cheia de riquezas, mas que estaria conosco mesmo em momentos de aflição. “Nabeel entendeu que vivemos em um mundo caído e que Deus não promete a nenhum de nós uma vida longa e sem problemas. Na verdade, Jesus prometeu mais do contrário. Ele disse que ‘teremos problemas neste mundo’, mas que Ele também venceu este mundo. No entanto, as pessoas estão se perguntando por que Deus não curou Nabeel. Afinal, ele era um jovem brilhante casado com Michelle e pai de Ayah. Por que Deus não curou Nabeel?”, questiona.

“Um mal, como uma morte prematura, prova que não há Deus? Não, porque o mal não existiria, a menos que o bem existisse, e o bem não existiria, a menos que Deus existisse. O mal não existe por conta própria. Só existe como uma falta de algo bom. O câncer não pode existir por conta própria. Só pode existir como uma falta de um bom corpo. Então, quando nos queixamos do mal, estamos realmente pressupondo o bem. Mas um padrão objetivo do bem é um padrão que está além da mera opinião humana”, ressaltou o escritor.

“Será que Nabeel não teve fé suficiente? As pessoas que afirmam essa bobagem não conheceram a Nabeel ou a teologia correta. A confiança de Nabeel em Cristo era profunda e inabalável. Mas o ponto maior é que a fé não garante boa saúde e riqueza como afirmam os pregadores da ‘Palavra de Fé’. Essa teologia egoísta pode ser refutada por uma simples observação: Jesus e os apóstolos não eram saudáveis ​​e ricos. Na verdade, eles sofreram e morreram por suas crenças. Não me diga que eles não tinham fé suficiente”, alertou Frank.

“Então, por que Deus não curou Nabeel? Que propósito Deus poderia ter para permitir sua morte? Ao responder a essa pergunta, devemos admitir que não pode haver uma finalidade para a morte de Nabeel se não houver nenhum propósito para a vida. Talvez mais pessoas conheçam Cristo por causa da morte de Nabeel. É impossível para nós saber a extensão disso agora, mas não é impossível para Deus”, finalizou.

Guiame

Psicóloga tem perfil bloqueado pelo Facebook, após denunciar Santander


Marisa Lobo é psicóloga, cristã e foi censurada pelo Facebook, após denunciar a exposição "Queermuseu", do Santander Cultural. (Imagem: Guiame)



Nesta quarta-feira, a psicóloga Marisa Lobo comunicou que seu perfil no Facebook foi bloqueado pela rede social. O motivo? Uma publicação de dias atrás, na qual ela denunciou a exposição "Queermuseu — Cartografias da diferença na arte brasileira", realizada pelo Santander Cultural em Porto Alegre.

A exposição, que foi acusada de promover a pedofilia, zoofilia e o vilipêndio a elementos religiosos como a imagem de Jesus Cristo, foi inaugurada lançada no dia 14 de agosto e cancelada no último domingo (10), após a forte repercussão negativa que gerou nas redes sociais. A exposição também recebia a visita de crianças, levadas por suas escolas, o que gerou ainda mais indignação.

"Bom dia amigos, o Foicebook bloqueou o meu perfil Marisa Lobo por 30 dias, por causa dessa postagem sobre o Santander. Uma ditadura sem precedentes me digam o que tem de errado nesta postagem que viola as política do Facebook? Me sigam neste perfil. É um absurdo não podermos protestar", publicou Marisa Lobo em outra página que mantém na rede social.

Procurada pela equipe do Guiame, Marisa Lobo destacou que se sentiu "amordaçada" e com sua liberdade de expressão ferida, após seu perfil ter sido bloqueado em razão de uma denúncia tão séria.

"Amordaçada, estou me sentindo na Venezuela. Falamos que vivemos em um país democrático por direito, quando a verdade é que vivemos monitorados, vigiados o tempo todo", disse Marisa.

A psicóloga chegou a usar novamente o 'apelido' que deu à rede social, em razão da aparente inclinação do rede às ideologias de esquerda.

"O Facebook tem sido a maior ditadura dos últimos tempos. Falam em ditadura de opiniões no regime militar, mas se notarmos só podemos contestar até onde o Facebook deixar.
Me digam onde eu ofendi as políticas do 'FOICEBOOK'. Acontece que minhas postagens estavam alcançando muitas curtidas e compartilhamentos e sempre que surge um assunto polêmico - por 'coincidência', está sempre relacionado à esquerda ou à tentativa de desconstruir a fé ou a infância - e nos voltamos contra ele, o Facebook me bloqueia", contou Marisa, que também é evangélica.

Citando outro episódio no qual ela também foi censurada outra vez pela rede social, Marisa destacou que o simples fato de publicar fotos com pessoas consideradas "intolerantes" pela grande mídia também gerou o bloqueio de suas publicações.

"Já pagaram o mico de me censurar por causa de uma foto que tirei com o Pr. Silas Malafaia, dizendo ser uma foto imprópria, já me censuraram por postar uma Selfie com Eduardo Bolsonaro e O Jair Bolsonaro. A perseguição é vergonhosa", disse.

Post de Marisa Lobo que foi removido pelo Facebook e acabou sendo o motivo do bloqueio de seu perfil na rede social. (Imagem: Facebook - Reprodução de tela)

Marisa acrescentou que o absurdo ainda maior nesta decisão mais recente do Facebook sobre o seu perfil pessoal foi que ela não dirigiu qualquer ofensa a uma pessoa ou organização, mas sim estava buscando provar a inconstitucionalidade da exposição realizada pelo Santander Cultural.

"Eu estava ensinando ao nosso povo sobre como eles podem, respaldados pela lei, defender seus direitos e processar uma exposição desastrosa e pornográfica, que faz alusão à pedofilia, zoofilia, além de escarnecer de símbolos religiosos", explicou.

"Como podemos nos calar diante dessa revolução perversa que estão promovendo com essa onda Queer que visa reorientar a moral, os princípios as leis, tornando aceitável o inaceitável? Querem transformar nossa sociedade em uma sociedade com sua sexualidade poliformicamente perversa e fazem isso a partir de crianças?", desabafou.

Marisa também argumentou que os ataques ao cristianismo são frequentes no Brasil - como em alguns outros lugares do mundo - porém isso comprova uma desigualdade na tolerância religiosa do país.

"E se fosse uma exposição da religião islâmica? O Santander teria aceitado expor este escárnio? De certo que não. Mas com o cristianismo e como as crianças brasileiras pode tudo?
[...] Foi isso que o Facebook fez, me puniu por protestar em favor das nossas crianças e por tentar defender a fé cristã".

"Retratação"
Após o grande número de protestos contra a exposição e seu posterior cancelamento, o Santander Cultural informou que irá devolver à Receita Federal os R$ 800 mil captados via Lei Rouanet para sua realização.

Em um comunicado oficial, a organização ligada ao banco também pediu "sinceras desculpas a todos aqueles que enxergaram o desrespeito a símbolos e crenças na exposição 'Queermuseu".

Guiame

Teoria apocalíptica diz que mundo vai acabar no próximo sábado

Tese de numerólogo, porém, foi desmentida em 2012 por cientista da Nasa
RIO - Várias teorias que preveem uma data para o fim do mundo já circularam pela web, e a mais nova ameaça contra a vida na Terra como conhecemos está marcada para o próximo sábado, dia 23 de setembro. Segundo a teoria apocalíptica, o mundo será atingido por um planeta interestelar chamado Nibiru. A tese, porém, já foi desmentida há anos por um cientista sênior da Nasa, a agência espacial americana.

A previsão é do numerólogo David Meade, autor do livro "Planeta X". Ele acredita que o planeta Nibiru, também conhecido como Planeta X, vai atingir a Terra no próximo sábado. A previsão de Meade é baseada amplamente em versos e códigos numerológicos da bíblia, centrados no número 33, que é o número de dias entre o eclipse solar do dia 21 de agosto, que ele acredita ter sido um aviso, e a data fatídica para o fim do mundo.

"Jesus viveu por 33 anos, o nome Elohim, que é uma dos nomes usados pelos judeus para Deus foi mencionado 33 vezes (na bíblia). É um número muito significativo na bíblia e na numerologia. Estou falando de astronomia e da bíblia e juntando os dois", disse Meade em entrevista ao jornal "The Washington Post".

O planeta Nabiru está no centro de teorias da conspiração do fim do mundo desde os anos 1970. Em 2012, David Morrison, cientista sênior da Nasa, desmentiu a existência do planeta através de um vídeo publicado no Youtube com diversas explicações que comprovam que a teoria é mentirosa.

"Se o planeta estivesse tão perto, seria brilhante, seria facilmente visível a olho nu. Todos nós poderíamos vê-lo. Se Nibiru fosse real e se fosse um planeta com uma massa substancial, ele já perturbaria as órbitas de Marte e da Terra. Veríamos mudanças por causa deste objeto entrando no sistema solar interno", disse Morrison no vídeo.

Oglobo.globo

"Não existe cura gay, mas sim uma ciência que trata os conflitos da alma", diz psicóloga


Marisa Lobo é psicóloga. (Imagem: Guiame)



Marisa Lobo explicou que a recente decisão liminar sobre o atendimento a homossexuais não tem nada a ver com a 'cura gay'.

Após a decisão judicial liminar de que os psicólogos poderão atender homossexuais que estão insatisfeitos com sua conduta sexual, militantes e apoiadores do movimento LGBT no Brasil reagiram com indignação e chegaram a distorcer informações relacionadas à notícia. Exemplo disso é que muitos passaram a afirmar que tal decisão abre espaço para a chamada "cura gay", "terapias de reversão" ou que a partir de então, a homossexualidade poderá "ser tratada como doença".

Fato é que a decisão liminar não desconsiderou a declaração do Conselho de Psicologia, que afirma que a homossexualidade não configura qualquer tipo de patologia, porém buscou respeitar o sentimento de homossexuais que estejam buscando alguma mudança em sua orientação sexual.

Citada na ação apresentada por psicólogos e avaliada pelo juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho (que emitiu a decisão liminar), a paranaense Marisa Lobo explicou que de fato, a chamada "cura gay" não tem qualquer embasamento científico, pois a homossexualidade realmente não é uma doença. Porém ressaltou o respeito à liberdade profissional do psicólogo, que tem o direito de atender um homossexual egodistônico (insatisfeito com sua orientação sexual).

"Não existe cura gay, existe uma ciência que trata dos conflitos da alma e comportamento humano.
Não posso escolher conflitos a serem tratados, tirados todos em igualdade sem induzir qualquer convicção. Meu paciente é livre", destacou a psicóloga especializada em Direitos Humanos. 
"Não existe terapia de reversão, existem técnicas da psicologia que visam o encontro de si mesmo, visam restabelecer a sanidade procurada do paciente é ele que escolhe não o psicólogo".

Marisa Lobo também destacou que todas as técnicas usadas no atendimento a um homossexual egodistônico são aprovadas e não configuram "um novo tipo de tratamento".

"Nós usamos as técnicas aprovadas pela psicologia e não uma suposta terapia inexistente. E se estas linhas da psicologia são insuficientes para gerar bem estar a pessoa humana que nos procura, então que fechem a psicologia. 

No meu consultório quem manda é meu paciente", assegurou.
"Eu ajudo no que o meu paciente desejar. Em meu consultório quem manda é o paciente não o Conselho. Porém jamais afirmo que tem como reorientar ou não. Apenas explico sobre a TEORIA da diversidade sexual, que afirma que a sexualidade é fluida não é dinâmica ou estática como define asnciencias biológicas. Baseado neste ensinamento da pós-modernidade, se a sexualidade é plural e fluida, entende-se que ela vai para onde quiser e volta para onde desejar", acrescentou.

A psicóloga também destacou que cientificamente, não há qualquer pesquisa que comprove que um homossexual não possa mudar de orientação sexual, caso sinta este desejo.

"Não há um único estudo que afirma categoricamente sobre o como se forma o desejo sexual por este ou aquele objeto. É isso que a contemporaneidade quer que defendamos. Logo, se meu paciente busca ajuda por não querer esta ou aquela orientação sexual, ele tem direito de tentar buscar a sua verdade e ninguém nada pode contra essa máxima. 
Defender essa liberdade no setting terapêutico é ético, é não induzir convições de orientação sexual. Exatamente como prega a resolução", afirmou.

Decisão
Segundo o juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho publicou no documento oficial de sua decisão liminar, o Conselho Federal de Psicologia não pode impedir que psicólogos pesquisem, se informem e até mesmo atendam pessoas que busquem uma reorientação sexual.

"Sendo assim, defiro, em parte, a liminar requerida para, sem suspender os efeitos da Resolução nº 001/1990, determinar ao Conselho Federal de Psicologia que não a interprete de modo e impedir os psicólogos de promoverem estudos ou atendimento profissional, de forma reservada, pertinente à (re) orientação sexual, garantindo-lhes, assim, a plena liberdade científica acerca da matéria, sem qualquer censura ou necessidade de licença prévia por parte do C.F.P., em razão do disposto no art. 5º, inciso IX, da Constituição de 1988", disse o juiz no documento.

Guiame

"Deus não comete erros", diz cristã que não abortou filha com síndrome rara


A pequena garota recebe centenas de vídeos e cartas de pessoas que compartilham como sua história as tocou. (Foto: Reprodução).



Angie Rodgers conta que os médicos lhe disseram para abortar, mas ela recusou em obediência a Deus.
Angie Rodgers recorda do dia em que os médicos lhe disseram que algo não estava exatamente certo com seu bebê e recomendou que ela fosse submetida a um aborto. "Os médicos foram inflexíveis sobre isso", disse ela ao The Gospel Herald. "Eu disse: ‘Essa não é uma opção para nós. Isso nem sequer é um pensamento que passa pela nossa cabeça. Não importa o que você nos diga, não vamos abortar’. Foi uma espécie de batalha de fé", disse ela.

"Mas o que Deus quer é o certo para mim". Quando Grace Anna nasceu, foi diagnosticada com uma forma rara de nanismo chamado síndrome de Conradi Hunermann. Os sintomas para o distúrbio genético, que afetam apenas um em 400 mil recém-nascidos, incluem cataratas, curvatura espinhal, cabelos escassos ou grosseiros e descamação da pele. Nos primeiros seis meses de sua vida, Grace Anna passou tempo em hospitais se submetendo a múltiplas cirurgias.

A menina havia separado as retinas nos olhos e falhou no teste de audição. "Por meses, ela simplesmente ficou deitada na cama do hospital", disse Angie. "Eu simplesmente me sentava e acariciava seu braço. Ficava cantando para ela". E então, aconteceu algo incrível. "Grace tinha cerca de 20 meses, e antes que ela pudesse falar, ela começou a cantar 'Amazing Grace' do nada. Ela parecia adorar", contou a mãe.

Poder da oração
A pequena garota continuou a cantar e não demorou para que ela se tornasse uma sensação de YouTube. Em 2013, ela foi viral, com mais de 700 mil visualizações. Hoje, a página do Facebook da Grace Anna - onde sua mãe frequentemente publica vídeos da pequena cantora - tem mais de 1 milhão de curtidas. "Ela tem um ouvido incrível para a música”, conta a mãe.

“É realmente surpreendente, porque ela tem que usar tubos nos ouvidos", disse Angie. "Ela teve tantas cirurgias e problemas de saúde, mas continua alegre e anda por aí cantando constantemente. Ela se apaixonou pela vida e ama Jesus. Ela acredita de coração sincero na oração, que quando você ora, Deus responde".

"Grace tem um grande coração, ela tem esperanças, sonhos e objetivos", acrescentou Angie. "Ela é brilhante, ela tem sentimentos. Seu corpo pode parecer diferente, mas Deus não comete erros. Sua pequena vida é tão importante quanto as outras". Todos os dias, a menina recebe centenas de vídeos, mensagens e cartas de pessoas que compartilham como sua história as tocou.

Guiame

Cerca de 350 mil cristãos estão vivendo como escravos na Coreia do Norte


"Pelo menos 100 mil desses irmãos e irmãs estão presos em campos de trabalho", afirmou Eric. (Foto: Reprodução).



O escritor e pesquisador Eric Metaxas afirmou que o regime totalitário de Kim Jong-un persegue a comunidade cristã de forma brutal.
A Coreia do Norte é um lugar assustador. O governo totalitário de Kim Jong-un e a forma pública como seus seguidores dão suporte para este ditador brutal são suficientes para dar arrepios. Mas em um país onde existe um vazio espiritual enorme, há uma comunidade cristã que cresce. É claro que o cristianismo é ilegal nesta nação, e qualquer demonstração de fé, até mesmo portar uma Bíblia, pode resultar em execução.

"A Operation World diz que, embora não exista alguém que saiba o número exato, pode haver cerca de 350 mil cristãos vivendo de forma escrava em espaços subterrâneos, dentre os 24 milhões de pessoas da Coreia do Norte", escreveu Eric Metaxas ao site The Christian Post. "Tragicamente, e enfurecedor, mas pelo menos 100 mil desses irmãos e irmãs em Cristo estão presos em campos de trabalho".

“Estes são alguns dos ambientes mais severos da Terra. Com o frio e segurança máxima, muitos cristãos são condenados à morte por trabalho escravo, ou simplesmente executados no local. Como, a fé cristã continua a sobreviver? Como todos nós, pela graça de Deus”, escreve Metaxas.

Dificuldades
"Devido à vigilância sempre presente, muitos oram com os olhos abertos, e se reúnem para louvar ou ter momentos de comunhão. Mas, cenas assim são praticamente impossíveis de acontecer, pois os cristãos são presos, , torturados ou mortos. Todas as famílias cristãs são presas em campos de trabalho", salientou.

“Devemos orar por esses cristãos e apoiar organizações como o Ministério Portas Abertas em seu trabalho vital. Essas pessoas são importantes para Deus, e elas também devem ser importantes para nós. Eles não são invisíveis para Cristo", conclui Metaxas.

Guiame

Policial canta louvor e emociona milhões nas redes sociais: “Não imaginava”

Um sargento de Uberaba, em Minas Gerais, emocionou milhões de pessoas nas redes sociais cantando a música “Ressuscita-me” ao lado da cantora Aline Barros, por meio de recursos de um aplicativo de celular.

Foram mais de 4 milhões de visualizações no Facebook através de um vídeo publicado em 31 de agosto pela Polícia Militar de Uberaba, onde o militar Emerson Duarte Lino, de 38 anos cantou ao lado de Aline mesmo sem nunca a ter visto pessoalmente.

No aplicativo usado por Emerson, Aline gravou a parte dela e disponibilizou um link para quem quisesse soltar a voz junto com ela. No dueto, a cantora faz gestos e expressões faciais que dão mesmo a impressão de que está cantando simultaneamente.

O sargento cantou a música “Ressuscita-me” ao lado da cantora Aline Barros, por meio de recursos de um aplicativo de celular.
“Não imaginava essa quantidade de visualizações”, disse o sargento ao jornal Estado de Minas.Emerson faz parte da banda de música da 5ª Região de Polícia Militar e teve influência dos amigos, que são evangélicos em sua maioria.

Na banda ele toca instrumentos como teclado e trombone, além de cantar. “Sou intérprete, por causa dos meus amigos, da música gospel, e simpatizante desses estilo de canções”.

Diante da proporção tomada pelo vídeo, ele viu a oportunidade de levar o nome da PM para mais longe. “Já tive contato com pessoas de Rondônia, do Ceará. Estou abismado! A cada meia hora, eram 20 mil visualizações. Isso é muito rápido”, comenta.

As mensagens dos internautas o motivaram a criar seu próprio canal no YouTube, chamado Emerson Duarte. Ele já está preparando outro vídeo e diz que seu público verá novidades.

Guiame

Filme Em Defesa de Cristo é recomendado por líderes cristãos: "Ferramenta de evangelismo"


Os líderes cristãos aprovaram o resultado do que viram nas telas. (Foto: Reprodução).



O longa que conta a história do ex-ateu Lee Strobel estreou nos cinemas do Brasil no dia 14 de setembro.
O filme Em Defesa de Cristo estreou nos cinemas do Brasil na última quinta-feira (14). O longa tem sido visto por diversos líderes religiosos como uma forte ferramenta de evangelização, fator este, destacado por quem esteve presente na maratona de pré-estreias realizada de 28 de agosto a 06 de setembro, passando pelas cidades de Fortaleza (CE), Recife (PE), Goiânia (GO), Curitiba (PR), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo, Brasília (DF), Belo Horizonte (MG), São Gonçalo (RJ), Natal (RN), Belém (PA), Salvador (BA), Manaus (AM) e São Luís (MA).

Um dos líderes que expressaram apoio ao projeto foi o pastor Rinaldi Digilio, líder da Igreja do Evangelho Quadrangular. De acordo com ele, o filme é um filme impactante 100% evangelístico. "A história toca ao coração e fala profundamente sobre a necessidade de mudança que temos hoje dentro das famílias no mundo todo. Como mostra no filme, só Cristo pode mudar toda realidade de confusão, toda briga, trazendo paz e harmonia. Recomendo o filme e, sinceramente é resposta das minhas orações. Contar a história de um descrente nos cinemas? É maravilhoso e impactante. Subsídio forte de convencimento para nossa geração”.

Outro líder que também apoia o projeto é o Pr. Silas Malafaia. Para o pastor, as pessoas devem lotar as salas pela qualidade e poder de evangelização do filme, que é dos mesmos produtores de “Deus Não está Morto”. “O filme é sensacional. Recomendo que procurem as salas que estejam exibindo o filme por todo o Brasil. É uma ferramenta extraordinária para evangelizar, portanto, compre o seu ingresso e, faça ainda melhor, leve um amigo”.

Assim como eles, outros líderes cristãos aprovaram o resultado do que viram nas telas logo após terem assistido ao filme em uma das 14 pré-estreias pelo país e recomendam Em Defesa de Cristo para todos aqueles que desejam assistir a um filme verdadeiramente completo, que ensina sobre o poder da oração, fé, perseverança e amor.

“Eu saí completamente impactado. Em alguns momentos me emocionei bastante. Acredito muito nos filmes cristãos como arma de evangelização. Apoio hoje e sempre apoiarei o cinema para o alcance de vidas”.
Pr. Tiago Coelho – Membro da COMERJ - Conselho de Ministros do Estado do Rio de Janeiro

“Excelente filme! Enredo que escapa do lugar comum de um filme que fala de fé cristã. A história do jornalista investigando a veracidade dos fatos sobre a ressurreição de Jesus é imperdível. Recomendo a todos que assistam”.
Rev. Alfredo Oliveira – Igreja Presbiteriana Memorial (PE)

“É maravilhoso que tenhamos mais um filme falando sobre Cristo nos cinemas. Muito impactado com tudo que vi. Nos trouxe uma profunda reflexão, uma mensagem super lúcida em momentos onde vivemos num mundo distante de Deus, filme vai transformar vidas”.
Pr. Franklin Costa – Assembleia de Deus de Belém (AM)

“Ter assistido ao filme me deixou muito alegre. Que filme! Que mensagem! Que construção cientifica e ao mesmo tempo bíblica. Creio que Deus vai fazer uma reviravolta na vida das pessoas que assistirem a esse filme pelo nosso país. O filme alimenta nossa fé e a apresenta para aqueles que não conhecem. Eu indico, vale muito a pena!”.
Pr. Josué Valandro – Igreja Batista Atitude (RJ)

“Estive na pré-estreia do filme e pude conferir um trabalho que, tenho certeza absoluta, vai enriquecer bastante o cenário cinematográfico brasileiro e edificar muitas vidas”.
Pr. Rogério Dantas - Igreja Batista Lírio dos Vales (BA)

“O filme retratou com muita propriedade o que é a vida de alguém que não acredita em Jesus. Portanto, o mais cético dos céticos quando assistir, vai se reconhecer perfeitamente. Mostra bem as evidências e isso vai ajudar muito os cristãos que não conhecem tanto os fatos baseados em ciência, relatos médicos e etc.Para os cristãos, maravilhoso. Para os que só ouvem falar de Jesus, melhor ainda pois o filme é esclarecedor”.
Pastor Atilano Murada – Igreja Batista Getsêmani (MG)

“O filme é espetacular! A história é incrível e inteligente. Aconselho o filme para todos! Principalmente para os que não acreditam em Deus e para as famílias que estão em jugo desigual em casa. Assistam! O final, ah, é surpreendente. Como pastor de famílias, espero que todos os líderes levem suas igrejas aos cinemas”.
Pr. Paulo Lima – Pastor do ministério “Família Debaixo da Graça” (RJ)

“Chorei várias vezes assistindo ao filme. Foi um renovo no meu coração conhecer essa história. Me fez lembrar do grande amor de Deus, o início de minha conversão, olha, esse filme precisa ser visto por milhares e milhares de pessoas. Tenho certeza que Deus vai falar muito com todos que forem aos cinemas assistir Em Defesa de Cristo”.
Pr. Fernandinho – Ministério Faz Chover

Guiame

Terroristas que decapitaram cristãos são condenados à morte

Sentenças ainda serão revistas pelo mufti do Egito
Um tribunal egípcio condenou à morte sete membros do grupo do Estado islâmico envolvidos na decapitação de 21 cristãos coptas, em 2015. Seis dos assassinos e as 21 vítimas eram egípcios.

A imagem da execução, na beira de uma praia na Líbia, rodou o mundo, tornando-se um símbolo de intolerância e gerando a condenação internacional. Na época, começaram os ataques aéreos egípcios contra alvos jihadistas no estado árabe vizinho.

O tribunal não deixou claro quantos dos condenados, de fato, eram os executores que vestiam roupas pretas e máscaras tapando o rosto. Ainda há 13 outros sendo julgados no mesmo caso. Como as sentenças de morte no Egito estão sujeitas a revisão pelo mufti do país, que é o intérprete oficial da lei islâmica, não há data oficial para que o veredito seja cumprido.

Os promotores acusaram os sete condenados de pertencerem a uma célula do EI em Marsa Matruh, noroeste do Egito, e terem planejando os ataques depois terem recebido treinamento militar em campos jihadistas na Líbia e na Síria.

O presidente Abdel Fattah al-Sisi reconhece que o Egito tem encontrado dificuldades em combater a insurgência de jihadistas na península do Sinai. Centenas de membros das forças de segurança do Egito foram mortos em ataques terroristas desde o ano passado, enquanto mais de 100 cristãos foram vítimas de em atentados a igrejas e assassinatos por causa de sua fé. 

Com informações Aina

Os hereges piram com os crentes Reformados

Tem uma música evangélica que diz assim: 
"Oh meu Deus me guarde dos homens que virão falando em teu nome, com uma nova pregação. Oh povo de Deus, é chegado o dia dos falsos profetas com uma nova profecia.

É preciso estar alerta! Desperta igreja, para que não seja levada por uma estrada errada que não é a de Deus. Ora e confia, presta atenção, se não está na Bíblia é pura invenção."

Nunca esta letra esteve tão correta, tão presente para ser aplicada nos dias atuais. O que estamos vendo na igreja evangélica Brasileira é de arrepiar de tanta heresia. Crentes dominicais, sem conhecimento algum das escrituras, são arrastados, manipulados com falsas profecias, falsos ensinamentos, falsos Apóstolos que pregam "outro evangelho" diferente do que lemos e ouvimos nas Escrituras Sagradas.  

O Apóstolo Paulo, quando escreveu aos Gálatas, fez questão de enfatizar sobre tal situação que, possivelmente acontecia ou viria acontecer. Ele usou até o termo sobrenatural quando cita "anjo" trazendo profecia trazendo uma nova revelação, algo diferente do que havia anunciado, ele manda que considerássemos anátema. 

Mas, ainda que nós mesmos ou um anjo do céu vos anuncie outro evangelho além do que já vos tenho anunciado, seja anátema. Assim, como já vo-lo dissemos, agora de novo também vo-lo digo. Se alguém vos anunciar outro evangelho além do que já recebestes, seja anátema. Gálatas 1:8,9

Maravilho-me de que tão depressa passásseis daquele que vos chamou à graça de Cristo para outro evangelho; Gálatas 1:6

O povo gosta de ser enganado, só pode!  Como você vai saber se o que estão te ensinando está de acordo com o Evangelho e está na Bíblia? Lendo né, examinando né??!! João 5:39, 2 Pedro 3:17,18
Mas quando não se le, não se estuda,  o que acontece?? Somos enganados, erramos e nos perdemos.

Porque meu povo se perde por falta de conhecimento. Oséias 4:6, João 5:39

O negócio tá tão sério que, quando mostramos o erro, somos pichados de julgadores, e que o nosso papel não é esse e que deixem que DEUS julgará a todos. Dentro dessa visão esses crentes gostam de serem enganados e se mantém na estrada errada por pura cobiça, ganância. Eu nunca vi tanta bizarrices nos sermões como nos dias atuais. Textos fora de contextos sendo jogados a tôrta e a direita apenas para justificarem a mais diversas heresias. Textos sempre direcionados a negócio, lucros, dinheiros.

Portanto, amados, sabendo disso, guardem-se para que não sejam levados pelo erro dos que não têm princípios morais, nem percam a sua firmeza e caiam. Cresçam, porém, na graça e no conhecimento de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. A ele seja a glória, agora e para sempre! Amém. 2 Pedro 3:17,18

JESUS é suficiente?

Vivemos uma época onde JESUS não é mais suficiente, não basta o sacrifício de Cristo para muitos. Parece que o preço pago por Cristo não foi tão caro assim. Cada vez mais o povo é ensinado a sacrificar, pagar o preço pela Salvação.

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie. Efésios 2:8,9

A Música "Ora e confia" foi escrita pelo compositor Dico Parente em 1996 portanto 21 anos atrás. Creio que ao escrever esse hino o autor deixa uma advertência a igreja sobre a estrada das heresias, o caminho contrário ao descrito na Bíblia. Faço uso da letra desse louvor como advertência e digo: Povo ore e confia no Senhor! Estude sua Bíblia! Não sejam enganados como muitos nos dias de hoje.
Não engula tudo o que seu líder fala; veja se está na Bíblia, examine, veja o contexto. 

Os hereges piram com os crentes Reformados

Não é errado o questionamento com o seu líder religioso. Se o que ele fala não tem respaldo bíblico não receba, não creia, não entre nessa estrada do erro, seja como os crentes de Bereia em Atos dos Apóstolos que examinavam o que os Apóstolos diziam. Atos 17:11

O momento é de prestar a atenção! Não seja enganado pelos falsos profetas e hereges desses dias.
Guarde isso: "Se não está na Bíblia é tudo invenção".

E também houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. 2 Pedro 2:1-3


Que o Senhor nos guarde dos hereges de hoje e dos que virão usando o nome do Senhor trazendo uma nova pregação. 

Por Pb Josiel Dias

Após lesão cerebral, menino que foi declarado ‘morto’ volta à vida e se batiza


Caê se batizou em setembro de 2016 ao lado do padrasto. (Foto: Reprodução/YouTube)



Caê se recuperou milagrosamente de duas paradas cardíacas, convulsões e graves lesões cerebrais em pouco menos de quatro meses.
Da morte súbita para a vida. Assim se resume a história de Caê, 10 anos, que se recuperou milagrosamente de duas paradas cardíacas, convulsões e graves lesões cerebrais em pouco menos de quatro meses.

Em junho do ano passado, Caê estava subindo as escadas de uma quadra de futebol, após assistir a uma partida com o padrasto, quando desmaiou. O garoto sofreu convulsões, duas paradas cardíacas e ficou entre 15 e 20 minutos sem oxigenação no cérebro, resultando em graves lesões que afetaram todas as regiões cerebrais.

Quando foi levado às pressas ao hospital público Walfredo Gurgel, em Natal, no Rio Grande do Norte, a família descobriu uma doença que nunca tinha dado sinais antes — a cardiomiopatia hipertrófica, uma patologia de origem genética caracterizada pelo engrossamento do músculo do coração.

Caê ficou em coma induzido durante 14 dias sendo submetido a exames, até o diagnóstico ser formulado pela equipe médica. No entanto, depois que os sedativos deixaram de ser aplicados, ele não voltou a ser o mesmo.

“O Caê não enxergava, não falava, não andava, fazia alguns movimentos, mas as mãos estavam um pouco atrofiadas”, disse em entrevista ao Guiame a mãe do garoto, Flávia Romano, 33 anos.

Diante do quadro, a Igreja Bola de Neve em Natal, na qual a família faz parte, se uniu para orar e jejuar por Caê. “Começamos a ver os milagres desde o início. Deus começou a me mostrar que desde o começo estava no controle”, conta Flávia.

Ela lembra que no dia do desmaio de seu filho, um policial surgiu para realizar uma massagem cardíaca em Caê e seu marido, Filipe Leandro, 28 anos, decidiu levar o garoto por conta própria até um hospital público, sem esperar a chegada do Samu.

“Isso tudo foi direção de Deus, porque se ele [Filipe] tivesse esperado o Samu, o Caê tinha morrido. Se ele tivesse ido para um hospital particular, o Caê tinha morrido, porque o hospital público é mais preparado para receber pacientes que estão em parada cardíaca”, observa a mãe.

Quando Caê chegou em estado grave no hospital, o médico realizou a desfibrilação por cinco vezes. “Geralmente, uma criança volta com adrenalina e massagem cardíaca. Realmente, ele estava mesmo sem vida. O documento do hospital diz que ele entrou em uma morte súbita que foi revertida”, lembra Flávia.

Caê ficou em coma induzido durante 14 dias. (Foto: Reprodução/YouTube)

Oração que sustenta
Enquanto isso, amigos, familiares e pessoas de diversas igrejas permaneceram em oração contínua. Depois de 45 dias de internação, os médicos informaram à família que Caê não voltaria a falar, andar e poderia ficar em estado vegetativo.

“Foi bem difícil ouvir isso, mas para Deus nada é impossível. Ele começou a reagir, aos poucos começou a enxergar, resmungar e dar sinais que ouvia. Depois de sair do hospital ele ainda não me reconhecia, enxergava um pouco, já falava algumas palavras, mas muito enrolado”, observa Flávia.

A mãe conta que os milagres e avanços foram acontecendo através de orações específicas. “Ele foi para casa com sonda e sem me reconhecer. No quarto dia, ele comeu e mastigou pela primeira vez. No sexto dia, que era uma sexta-feira, eu encomendei uma cadeira de rodas, mas no sábado ele andou”.

Para Flávia, receber apoio da igreja foi fundamental. “Por muitas vezes, eu não tinha fé, confesso, mas a igreja estando presente, as orações do povo, as pessoas que vinham me visitar de muitas igrejas no hospital, me trouxe ânimo. Eu recebi muitas profecias de que essa doença não era para morte, era para vida. Isso com certeza alimentou a minha fé”, destaca.

Vida após a tempestade
Hoje, aos 10 anos, Caê voltou a ter uma vida normal. Apesar de ter uma pequena sequela na parte cognitiva que afeta o aprendizado, ele se comporta normalmente e até mesmo decidiu se batizar.

“A primeira vez que eu fui batizado pela Espírito Santo, eu senti uma coisa sobrenatural. Uma coisa que eu nunca senti antes”, contou o garoto num culto em sua igreja, em setembro do ano passado.

Para a medicina, a rápida recuperação de Caê é considerada um milagre. “Deus fez o que poderia demorar anos ou uma vida toda para a recuperação, porque existe a plasticidade do cérebro. Mas Deus quis que tudo acontecesse para a glória Dele. Em dois meses, meu filho já estava andando, falando e voltou à escola”, celebra Flávia.

“Hoje não somos mais os mesmos”, reconhece a mãe de Caê. “Além de ter ganhado meu filho de volta, eu ganhei uma fé inabalável. Assim como Jó, que conhecia de ouvir falar, eu passei a conhecer verdadeiramente a face de Deus. Não vou dizer que hoje não tenho problemas, mas nada se compara àquilo que o meu grande Deus pode fazer”.

O testemunho de vida do Caê, registrado por sua família em um vídeo, já soma de 5 milhões de visualizações no Facebook. Assista:

Justin Bieber pede que paparazzi respeitem sua igreja: "É onde descanso minha alma"


O vídeo no qual Justin Bieber faz um desabafo aos paparazzi está ganhando as redes sociais nos últimos dias.
Na última quinta-feira (15), a divulgação de um vídeo recente de Justin Bieber ganhou as mídias sociais, sendo visualizado por mais de 1 milhão de pessoas em poucos dias. Nas imagens de pouco mais de um minuto, o jovem cantor aparece em frente à igreja ('City Church'), que ele frequenta em Bervely Hills (EUA), sendo alvo dos flashes dos paparazzi e posteriormente fazendo um desabafo aos fotógrafos.

Bieber pareceu não gostar de ver sua igreja cheia de paparazzi à porta.

"Não tirem fotos agora. Eu quero conversar", disse o cantor.

"OK! Tirem suas fotos", disse Bieber, antes de pedir novamente que eles baixassem suas câmeras.

Após um dos paparazzi perguntar sobre "como foi o culto naquela noite", o cantor pediu que respeitassem pelo menos seus momentos na igreja.

"Agora vamos conversar, abaixem suas câmeras. Abaixem as câmeras por dois segundos. Caras, quantas vezes eu tenho que dizer isso para vocês? É absolutamente ridículo o que vocês estão fazendo aqui fora da igreja", disse Bieber. "Vocês têm coração, certo? Vocês têm alma, né?".

O cantor explicou que entende que os paparazzi busquem fotos dele em outros lugares, mas pediu que os fotógrafos entendessem que os momentos dele na igreja envolvem outro contexto.

"Em qualquer outro lugar... Mas isso aqui... Eu não posso olhar para Deus e pensar: 'Esses caras estão fazendo isso porque o Senhor quer eles façam isso'. Entendem o que estou dizendo?", desabafou o cantor.

"Isso é ridículo! Eu quero que vocês saibam que isso é desrespeitoso. Isso não é legal... é nojento e mau", acrescentou.

Justin continuou sua crítica à 'pressão' dos paparazzi para conseguirem fotos e entrevistas dele em frente à igreja e explicou que ele vai para lá buscando justamente um afastamento daquele contexto agitado das mídias.

"Eu venho aqui porque este é o lugar onde eu descanso a minha alma. Então eu descanso a minha alma e quando eu saio, vocês estão em cima de mim. Isso não é legal", afirmou.

Guiame

Novo desenho animado da Netflix expõe pornografia infantil e promove pedofilia


A série 'Big Mouth' expõe crianças em contextos pornográficos. (Imagem: Variety)



A série 'Big Mouth' é dos mesmos produtores do desenho pornográfico 'Festa da Salsicha' e expõe crianças em contextos pornográficos.
Um desenho recentemente anunciado pela Netflix já está gerando polêmica nos Estados Unidos e também no Brasil, antes mesmo de ser lançado oficialmente. Isso porque, a divulgação do desenho que será apresentado em forma de série visa de um ponto de vista "humorístico" o ingresso de crianças / pré-adolescentes à fase da puberdade e acaba se tornando promoção da pornografia infantil e pedofilia.

O desenho "Big Mouth", que está com lançamento previsto para o dia 29 de setembro (2017) retrata seus jovens personagens se envolvendo em atividades sexuais.

Em uma cena no trailer, uma criança 'conversa' com o reflexo de sua genitália em um espelho. Versões masculinas e femininas de "monstros hormonais" também são retratadas como personagens com os quais os personagens infantis também interagem.

Em outro trecho do trailer, um garoto conversa com seu pai sobre ter visto o pênis de seu amigo e o pai responde ao filho: "Você tem medo de ser homossexual? Homens podem tocar em outros pênis. Até mesmo podem beijá-los bem de leve".

Na sinopse do desenho, a Netflix informa: "Amigos adolescentes têm suas vidas reviradas pelas maravilhas e horrores da puberdade nesta comédia nervosa dos amigos da vida real, Nick Kroll e Andrew Goldberg".

Nick Kroll também é o criador do polêmico desenho pornográfico "Festa da Salsicha", que levou a HBO a ser multada em mais de R$ 2 milhões por exibir a programação sem deixar claro seu conteúdo e a classificação indicativa. Muitos pais alegaram ter sido surpreendidos por cenas pornográficas no desenho e que seus filhos acabaram vendo algumas delas, antes que os responsáveis mudassem de canal.

A famosa blogueira pró-familia dos EUA, Elizabeth Johnston - mais conhecida como 'Activist Mommy' ('Mãe Ativista') está convocando um boicote à Netflix em resposta aos detalhes perturbadores do desenho 'Big Mouth'.

"Os desenhos animados de estilo adulto não são um fenômeno novo, mas dezenas de usuários são incrivelmente reprimidos por uma série de insinuações grotescas deste desenho", explicou a blogueira.

"É bastante perturbador imaginar que os órgãos moderadores tenham dado sinal verde para para essa imundície. Precisamos realmente que o comportamento sexual distorcido e precoce seja normalizado?", desabafou Johnston.

Protestos contra o desenho também surgiram na própria divulgação da nova série, no canal do Youtube onde o trailer foi divulgado.

"É como um desenho animado de pedofilia", escreveu um usuário do Youtube no vídeo. "Ele é tão nojento e vil, que nem vamos ligar para ele".

"Os palavrões e a grosseria tornam-se inadequados para uma audiência mais jovem, e o fato de que o desenho é sobre crianças literalmente passando pela puberdade torna-o inadequado para um público mais antigo", compartilhou outro usuário.

Guiame

Psicólogos poderão atender homossexuais que querem voltar a ser héteros


Psicólogos eram proibidos de atender homossexuais egodistônicos, conforme a Resolução 01-99, do CFP. (Foto: Reset.me)



Uma decisão recente da Justiça Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal pode significar uma considerável vitória para a liberdade profissional dos psicólogos e também um avanço para homossexuais egodistônicos (aqueles que se mostram insatisfeitos com sua atual conduta sexual e querem ajuda para se reorientar).

Na última sexta-feira (15), a Justiça divulgou uma decisão liminar sobre a Resolução 01/99, autorizando psicólogos a atenderem homossexuais nesta situação de insatisfação com sua atual conduta sexual.

A decisão foi proferida após uma ação popular ter sido apresentada por um grupo de mais de 30 psicólogos, que lutavam pelo direito de atender, também homossexuais egodistônicos. O documento tramitava desde 2014 e citava o caso da paranaense Marisa Lobo e da carioca Rozângela Justino, que foram perseguidas pelos Conselhos Regionais e Federal, acusadas de "promover a cura gay" em seus consultórios.

Confira imagens do documento da ata oficial de audiência, às quais o Guiame teve acesso:




"Sendo assim, defiro, em parte, a liminar requerida para, sem suspender os efeitos da Resolução nº 001/1990, determinar ao Conselho Federal de Psicologia que não a interprete de modo e impedir os psicólogos de promoverem estudos ou atendimento profissional, de forma reservada, pertinente à (re) orientação sexual, garantindo-lhes, assim, a plena liberdade científica acerca da matéria, sem qualquer censura ou necessidade de licença prévia por parte do C.F.P., em razão do disposto no art. 5º, inciso IX, da Constituição de 1988", disse o juiz federal Waldemar Cláudio de Carvalho em sua decisão.

Após a decisão liminar ser proferida, o Conselho Federal de Psicologia (o qual tinha primeiramente formulado primeiramente a Resolução que limitava a liberdade profissional dos psicólogos) publicou uma nota, na qual chamou o posicionamento da Justiça de "equivocada".

"Justiça Federal do DF preserva a íntegra do texto normativo, mas se equivoca ao definir como o Conselho Federal de Psicologia deve interpretar a resolução", destacou o texto publicado no site do CFP.

"A decisão liminar, proferida nesta sexta-feira (15/9), abre a perigosa possibilidade de uso de terapias de reversão sexual. A ação foi movida por um grupo de psicólogas (os) defensores dessa prática, que representa uma violação dos direitos humanos e não tem qualquer embasamento científico", acrescentou a nota do Conselho.

Ao final de sua nota, o Conselho Federal comunicou que ainda irá recorrer dessa liminar.

"O Conselho Federal de Psicologia informa que o processo está em sua fase inicial e afirma que vai recorrer da decisão liminar, bem como lutará em todas as instâncias possíveis para a manutenção da Resolução 01/99", afirmou.

Conquista
Segundo o advogado Leonardo Loiola Cavalcanti, a decisão da 14ª Vara Federal representa uma conquista, não somente para a psicologia, mas para a ciência de forma geral e também para o direito do consumidor.

"Dessa forma, todos os psicólogos podem atender os homossexuais egodistônicos, aqueles que não se aceitam em sua orientação sexual, sem o receio de serem punidos pelo Conselho Federal de Psicologia.

Viva a liberdade científica e o direito do consumidor!", afirmou o advogado em seu comentário sobre esta notícia.

Guiame

Morre, aos 65 anos, o jornalista Marcelo Rezende

Ele foi vítima de falência múltipla dos órgãos em consequência de um câncer, informou o Hospital Moriah.

O jornalista Marcelo Rezende morreu, às 17h45 deste sábado (16), em São Paulo, aos 65 anos, vítima de falência múltipla dos órgãos em consequência de um câncer, informou o Hospital Moriah.

Rezende foi diagnosticado no início do ano com câncer no pâncreas com metástase no fígado. Ele se afastou do comando do programa Cidade Alerta, da TV Record, para fazer o tratamento de quimioterapia. Ele estava internado no Hospital Moriah, na Zona Sul de São Paulo.

Em um vídeo postado no dia 3, Marcelo Rezende falou sobre os altos e baixos do tratamento contra o câncer. "O que eu tenho, a doença que eu tenho, o câncer que eu tenho, tem altos e baixos, é como uma montanha-russa. Uma hora eu to lá em cima, outra hora eu to lá embaixo. O mais importante é que eu estou firme e estar firme é aqui, onde a mente funciona. E eu estou firme para enfrentar os baixos, até chegar o momento em que o alto vai deslizar e aí a cura vai chegar. E eu tenho certeza dela porque Deus está comigo, Deus está contigo", disse o jornalista.

Marcelo Luiz Rezende Fernandes nasceu no Rio de Janeiro, em 12 de novembro de 1951.

Começou sua carreira como repórter esportivo nos anos 70 do Jornal dos Sports. Trabalhou em O Globo, revista Placar e chegou à TV em 1987 para trabalhar na Globo. Entre os destaques está a cobertura do caso da operação da polícia na Favela Naval, em Diadema e a apresentação do programa Linha Direta. Trabalhou também na Band e Rede TV.


O jornalista deixa cinco filhos e dois netos.

G1

Missionária deixa de fazer cultos debaixo de árvore após receber apoio: “Estou grata”


Rosenilda Almeida está há mais de dois anos convivendo em Guiné-Bissau. (Foto: Missões Mundiais).


Após dois anos de missões em Guiné-Bissau, Rosenilda Almeida resiste as dificuldades da região, como a pobreza.
A missionária Rosenilda Almeida está há mais de dois anos convivendo na aldeia Ponta Vicente com o povo Balanta, em em Guiné-Bissau. Com autorização de líderes locais, ela iniciou um projeto informal onde se reunia com adolescentes embaixo de uma mangueira. Durante essas reuniões, Rosenilda fazia cultos, discipulava vidas, auxiliava nos estudos com reforço escolar e palestrava sobre saúde e cuidados com o corpo.

Ao perceber as condições precárias em que se davam as reuniões, Santidé, o homem mais velho da aldeia, ofereceu para Rosenilda um terreno de 2.500 metros. Na época, ele havia dito para a missionária: “Sou velho, logo vou morrer, mas quero que as crianças e jovens da minha aldeia conheçam o seu Deus. Vejo que Ele é bom e faz coisas boas. Quero uma escola e um local de saúde para ajudar meu povo”.

Agora, dispondo de um local mais amplo, a missionária pode executar atividades de forma mais segura. Ela iniciou na região uma escola dominical, além de realizar reuniões com mulheres e meninas, atendimento e orientação de saúde.

Terreno doado pelo homem mais idoso da aldeia, antes de morrer. (Foto: Missões Mundiais).

Dificuldades
Guiné-Bissau é uma região que compõe a chamada “Janela 10/40”. O termo é usado pelos estudiosos de missiologia para localizar os lugares (ao todo 62 países) onde se encontram os maiores desafios para evangelização no mundo devido a extrema pobreza, as guerras e aos embates espirituais.

A “Janela 10/40” também é conhecida como o “Cinturão de Resistência”, pois são nesses locais que estão localizados os governantes e as religiões que mais se opõem ao cristianismo, promovendo os maiores relatos de perseguição na atualidade à igreja do Senhor.

Resistência
Apesar das dificuldades, o projeto foi crescendo e passou a dar bons frutos. O desenvolvimento dos projetos fez com que, ao passar dos meses, fossem batizadas 11 pessoas. Rosenilda fez até o Jardim Escolar Infantil Bu Wakele (que quer dizer “Deus nos abençoou”), um projeto regado à oração e confiança de que Deus cumpriria seus planos.

A missionária ressalta sua felicidade em ver que Deus fez com que tudo desse certo. “Expresso hoje grande alegria e gratidão ao Senhor que nos abençoou com os recursos para darmos o primeiro passo na construção da Igreja em Ponta Vicente. Hoje, nossa mangueira tem outro aspecto”, pontua a missionária.

Certamente o senhor Santidé, que doou o terreno para a igreja e para o trabalho com as crianças, é reconhecido por seu esforço. Ele faleceu no dia 25 de julho deste ano, sendo uma grande bênção. Ele sempre será lembrado em Guiné.

Guiame

Igreja comunica encerramento de sua conta no Santander, após exposição polêmica


Cristãos reagiram à exposição do Santander Cultural, expressando seu repúdio. (Imagem: SempreFamilia)



A exposição 'Queermuseu' gerou revolta por promover a pedofilia, zoofilia e ofender religiões, como o cristianismo.
A exposição de "arte" do Santander Cultural, "Queermuseu" continua tendo seus efeitos, apesar de já ter sido cancelada no último domingo (10). O mais recente foi a decisão da Igreja Batista do Bacacheri, em Curitiba, comunicar o encerramento de sua conta do Santander.

As apologias a pedofilia, zoofilia e o vilipêndio contra elementos religiosos, como por exemplo, o mau uso de uma imagem de Jesus Cristo geraram grande revolta, não apenas entre cristãos, mas entre tantos outros cidadãos, que consideraram a abordagem da exposição completamente inapropriada. Além disso, o fato do evento ter sido financiado com uma captação de R$ 800 mil pela Lei Rouanet agravou ainda mais o sentimento de revolta.

Segundo a Igreja Batista do Bacacheri comunicou em sua página do Facebook e também em seu site oficial, o motivo do encerramento de sua conta no Santander foi justamente o fato do banco ter apoiado a exposição "Queermuseu".

"Comunicamos aos membros e participantes da Igreja Batista do Bacacheri que, devido aos últimos acontecimentos vinculados ao Banco Santander, Decidimos encerrar a nossa conta na instituição", disse parte do breve comunicado exposto pela Igreja em suas páginas.

A igreja também explicou que aqueles que quiserem continuar apoiando a igreja com seus dízimos e ofertas podem fazer uso das outras instituições financeiras, nas quais a comunidade ainda tem suas contas abertas.

O líder da Igreja Batista do Bacacheri, pastor Luiz Roberto Silvado falou com exclusividade ao Guiame e destacou que a decisão de sua igreja em encerrar a conta que tinha no Santander foi "uma forma simples de expressarmos que desaprovamos os valores que a instituição está defendendo publicamente".

Apesar da decisão ter sido elogiada por muitos cristãos e apontada como "um exemplo" por tantos outros, Silvado lembrou que as igrejas e até mesmo os cristãos correntistas do banco deverão avaliar seus próprios contextos e não são obrigados a fazerem o mesmo que a Igreja Batista do Bacacheri fez.

"Cada igreja terá que avaliar a situação e decidir como deverá se posicionar neste tema. Está decisão não transformará ninguém em um melhor ou pior cristão", acrescentou.


Tentativa de retratação

Em comunicado divulgado nesta segunda-feira (11), o banco Santander pediu “sinceras desculpas a todos aqueles que enxergaram o desrespeito a símbolos e crenças na exposição ‘Queermuseu”.

O Santander Cultural também informou que resolveu devolver R$ 800 mil captados via Lei Rouanet para a realização da Exposição.

Guiame

Selena Gomez cita Bíblia após transplante de rim para tratar lúpus: "Foi através da fé"


Selena Gomez fez um transplante de rim em razão do tratamento do lúpus. (Foto: Instagram)



A atriz e cantora Selena Gomez revelou que sua melhor amiga lhe deu um presente que ficará marcado por toda a vida, doando seu rim para a jovem cantora, que tem travado uma guerra contra o lúpus.

Em uma recente postagem feita no Instagram, a cantora de 25 anos revelou que a razão pela qual ela fez uma pausa em sua carreira durante o verão, foi porque ela estava se recuperando de um transplante de rim.

"Estou muito consciente de que alguns dos meus fãs notaram que eu estive ausente durante o verão e questionaram por que não estava divulgando minha música nova, da qual eu estava extremamente orgulhosa", disse ela na publicação. "Então eu descobri que precisava fazer um transplante de rim devido ao meu lúpus e estava me recuperando. Era o que eu precisava fazer para minha saúde de forma geral".

A doadora, disse a cantora, foi sua amiga de longa data, Francia Raisa. Selena compartilhou uma foto das duas de mãos dadas em suas camas de hospital.

"Não há palavras para descrever como posso agradecer à minha bela amiga Francia Raisa", disse Gomez. "Ela me deu o melhor presente e sacrifício ao doar seu rim para mim. Eu sou incrivelmente abençoada. Eu te amo muito, irmã".

Ela acrescentou: "O lúpus continua sendo muito mal interpretado, mas está ocorrendo um progresso para essa conscientização".

Gomez concluiu seu post com as palavras "pela graça e através da fé" - inspiradas diretamente em Efésios 2:8, que revela os meios de salvação através da fé em Cristo: "Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus".

A partir da manhã de quinta-feira, a postagem no Instagram de Selena teve com mais de 3 milhões de curtidas e milhares de comentários de admiradores, que disseram que estão orando por ela e elogiaram a jovem cantora por sua coragem.

Selena Gomez já havia revelado sua luta contra o lúpus em uma entrevista de outubro de 2015 para a Billboard e disse que estava se submetendo a quimioterapia para vencer a doença. Em agosto de 2016, a cantora fez uma pausa na carreira, depois de sofrer com ataques de "ansiedade, de pânico e depressão", devido ao diagnóstico de lúpus.

A ex-estrela do show da Disney "Wizards of Waverly Place", Gomez se firmou mais em sua fé cristã nos últimos anos. Ela passou a frequentar regularmente a Igreja Hillsong durante os domingos e também é citou o pastor da Igreja da Cidade, Judah Smith como uma das suas maiores inspirações.

No ano passado, ela surpreendeu os fãs no show 'Young & Free Revival', da Igreja Hillsong, em Los Angeles. Na ocasião, Gomez cantou sua música de adoração intitulada "Nobody", pela primeira vez, em público.

"Esta noite é mais do que um concerto, é mais do que Hillsong, é mais do que eu entrar no palco e cantar uma música para vocês. Trata-se de um relacionamento maior que qualquer coisa, eu garanto", disse a cantora no palco.

"Eu compus minha primeira música de adoração. Estou agradecida pela graça e compreensão de Deus para comigo", escreveu mais tarde em uma postagem do Instagram.

Guiame


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...