Foto de vendedores de abacaxi em oração no trabalho em MS ganha web


Amigos oram todos os dias antes de começar vendas no trânsito da capital. Dentista tirou foto e postou
pedindo 'mundo com mais pessoas assim'.

A oração no início de mais um dia de trabalho faz parte da rotina de quatro amigos vendedores de abacaxi, em Campo Grande, mas a atitude chamou a atenção de uma dentista que registrou o momento em foto. A imagem viralizou na internet. Até a publicação desta reportagem já havia 355 compartilhamentos no Facebook e 38 comentários.

O cruzamento das ruas Sebastião Lima e Rodolfo José Pinho é trajeto para o consultório da dentista Juliana Frigeri. Na última quinta-feira (28), a jovem registrou a cena que fez a diferença no caminho dela naquela manhã. Ela postou a imagem no perfil dela do Facebook. "Cena linda"; "por um mundo com mais pessoas assim", publicou.

"Me surpreendeu. Equipe unida, jovem e em oração. Isso é muito positivo, porque eles vendem alimento e isso vai para dentro da nossa casa. Alimento abençoado, energias positivas", resume Juliana.

A dentista saía da manicure e parou no semáforo ao lado do caminhão onde ficam os abacaxis para venda. Ela viu os vendedores orando e fotogafou a cena, com conscentimento deles, e publicou no Facebook.

"Eu fiquei parada no semáforo. Então, abaixei o vidro para fotografar e ouvi a oração. Pediam para que o Pai abençoasse o dia de trabalho deles", conta Juliana.


Amigos

No dia seguinte à foto, o G1 esteve no local em busca dos jovens, mas só encontrou Rafael Escobar, de 18 anos. Ele é um dos quatro vendedores que aparecem na imagem feita pela dentista. Os outros jovens são Thiago, 25 anos, Benites, 24 anos, e Rafael Henrique, 17 anos. Eles se conheceram na igreja e trabalham juntos na venda de abacaxis há cerca de 2 meses.

Thiago já ganhava a vida com essa atividade há 8 anos e os demais entraram no negócio há pouco, uns por iniciativa própria e outros para ajudar o amigo. Ao G1, Rafael Escobar disse que a oração no começo do dia é rotina.
Vendedor oferece abacaxi para motorista provar
 (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)

"Pra gente é uma coisa normal, que a gente faz todo dia. Muitas pessoas perderam hoje o hábito de ir à igreja, de falarem a palavra de Deus. Mas, é nosso costume fazer nossa premissa, entregar nosso dia a Deus e pedir para ele as proteções para que não aconteça nada com a gente na rua, porque é perigoso, que traga clientes e que abençoe o alimento que vendemos", contou.


Trabalho

O dia de trabalho dos amigos começa na esquina das ruas Sebastião Lima e Rodolfo José Pinho, onde Rafael é deixado com parte dos abacaxis para venda enquanto o resto do grupo segue para o centro da cidade, onde também vendem a fruta. Antes da despedida, eles se reúnem, dão as mãos e fazem uma breve oração.
Em seguida, Thiago segue caminho e Rafael fica até o fim do dia. Eles vendem quatro unidades de abacaxi a R$ 20, ou 5 a R$ 30, mas tudo se negocia, garante Rafael. Ele conta que a média de vendas no ponto onde fica é de 100 a 150 unidades por dia.

Abacaxis à venda pelo grupo de amigos (Foto: Gabriela Pavão/ G1 MS)


Fonte: G1

Vendendo abacaxi para glória de Deus

Foto de vendedores orando antes do trabalho ganha destaque na internet
Quatro amigos vendedores de abacaxi, em Campo Grande (MS) ganharam destaque nas redes sociais por aparecerem orando em uma fotografia postada por uma mulher que passou por eles e registrou a cena.

“Hoje pela manhã vi uma cena linda, uma equipe fazendo oração antes de sua jornada de trabalho”, escreveu Juliana Frigeri.

A fotografia se espalhou pela rede e os quatro amigos foram entrevistados pelo G1, que conseguiu identificar os quatro vendedores: Rafael Escobar, de 18 anos, Thiago, 25 anos, Benites, 24 anos, e Rafael Henrique, 17 anos. Todos eles são amigos de igreja e trabalham juntos vendendo abacaxis há cerca de 2 meses.

“Pra gente é uma coisa normal, que a gente faz todo dia. Muitas pessoas perderam hoje o hábito de ir à igreja, de falarem a palavra de Deus. Mas, é nosso costume fazer nossa premissa, entregar nosso dia a Deus e pedir para ele as proteções para que não aconteça nada com a gente na rua, porque é perigoso, que traga clientes e que abençoe o alimento que vendemos”, contou Thiago.

Ao contrário dos seus amigos, Thiago trabalha nesse ramo há 8 anos e os demais amigos entraram no negócio há pouco tempo.

Eles trabalham juntos, mas ficam em pontos diferentes. Rafael fica na esquina das ruas Sebastião Lima e Rodolfo José Pinho, os demais seguem para o centro da cidade para venderem a fruta. Antes de se separarem, porém, eles fazem uma oração.

Juliana Frigeri é dentista e estava se dirigindo para o seu consultório quando viu e registrou a cena. Ela ficou impressionada e resolveu compartilhar com seus amigos.

“Me surpreendeu. Equipe unida, jovem e em oração. Isso é muito positivo, porque eles vendem alimento e isso vai para dentro da nossa casa. Alimento abençoado, energias positivas”, disse ela.

A dentista estava em seu carro aguardando a movimentação do trânsito e chegou a ouvir a oração dos jovens vendedores. “Pediam para que o Pai abençoasse o dia de trabalho deles”, contou ela.

Gospelprime

Filme do Porta dos Fundos é fracasso de bilheteria e Feliciano ironiza: “Arremessados para o limbo da rejeição”

O pastor Marco Feliciano (PSC-SP) comentou o fracasso de bilheteria do filme “Contrato Vitalício”, produzido pelo Porta dos Fundos e ironizou o grupo de humor e os críticos que o apontavam como sucesso certo.

“O dia 30 de junho ficará para sempre na memória do grupo Porta dos Fundos como o dia da colheita. O filme ‘Contrato Vitalício’ apontado pela mídia esquerdista como sendo a promessa de sucesso das férias, tornou-se um fracasso de bilheteria. Nem os R$ 7.5 milhões captados pelo incentivo da Lei Rouanet, nem seus milhões de seguidores, nem o ‘carisma e inteligência’ da dupla Porchat/Duvivier foram capazes de lotar as 515 salas onde foram exibidos, e, um mês depois saiu pelas portas dos fundos. Seria o roteiro? A malandragem? A falsa ousadia de tocar em alguns assuntos politicamente incorretos? Ou seria a resposta do povo brasileiro, que assim como eu acredita que humor tem que ter independência? Afinal Duvivier e Porchat até tentaram, mas nunca conseguiram negar serem cabos eleitorais do PT”, escreveu Feliciano em seu perfil no Twitter.



 O filme recebeu autorização da Agência Nacional de Cinema (ANCINE) para arrecadar até R$ 7,5 milhões em patrocínios através da Lei Rouanet, mas obteve um valor menor. Mesmo assim, a maior parte dos R$ 5,6 milhões do orçamento da produção foram financiados pela lei de incentivo à cultura.

No total, “Contrato Vitalício” levou 440 mil pessoas aos cinemas, arrecadando R$ 6 milhões de bilheteria, que não voltarão para os bolsos dos contribuintes que financiaram o filme, de forma indireta.

“A boquinha da lei Rouanet fechou. Nem eles nem os ‘intelectuais’ de esquerda conseguem mais defender o indefensável. O PT deu PT e os que estavam nesta ‘lotação’, a famosa esquerda caviar, foram arremessados para o limbo da rejeição”, acrescentou Feliciano.



Fonte: Gospel Mais

Caio Fábio lamenta exposição do caso Bianca X Felipe e diz temer pela vida do pastor; Assista

O reverendo Caio Fábio comentou o escândalo envolvendo a cantora e missionária Bianca Toledo e seu ex-marido, pastor Felipe Heiderich, e lamentou que o caso tenha sido trazido à tona.

“Isso não deveria ter sido exposto assim. Do ponto de vista direto do Evangelho não é assim que a gente trata uma coisa nesse nível. Essas coisas, desse nível, elas ficam num lugar escuso. Essas coisas que saem assim como dejetos da vida a gente deixa lá, no sanitário da existência”, disse, em seu programa.

Questionado se a exposição poderia ter sido feita para que a imagem pública de pregadora de Bianca Toledo não fosse prejudicada, Caio foi direto: “Tem toda essa coisa de imagem, ministério, não perder cliente… Eu não quero falar não, porque eu passei a vida vendo isso, eu não quero falar nisso”.

Um dos telespectadores do programa levantou a hipótese de esse escândalo ter evidenciado um mau-caratismo de Felipe Heiderich, e Caio ponderou: “Que falta de caráter? A gente não sabe. Eu queria conversar com esse rapaz. Se alguém conhecer esse rapaz, pode dizer que eu estou aberto para conversar com ele. Precisa de ajuda. Do contrário, ele vai ficar tão desesperadamente amaldiçoado pelos crentes, que um cara desse dá um teco na cabeça”, disse, fazendo referência à uma eventual tentativa de suicídio.

“Eu acho que essa primeira tentativa foi um pedido de socorro”, disse o reverendo, comentando as alegações de Bianca Toledo de que Felipe Heiderich teria tentado se matar com Rivotril. “Foi justamente o fato de que essa homossexualidade ficou enrustida, guardada, proibida, camuflada no armário tantos anos, ele vivendo uma falsa identidade para os crentes, que agora apresentou-se e explodiu, como acontece sempre. Isso é doença acumulada”.

Assista:





Número de cristãos mortos este ano na Nigéria já é quase igual ao total de 2015

Até o momento, pelo menos 384 cristãos foram mortos na Nigéria e as
lideranças de associações cristãs pedem que o governo nigeriano seja mais
incisivo na luta contra a perseguição religiosa.
A Associação Cristã de Nigerianos Americanos (CANAN) pediu ao governo nigeriano para acabar com o crescente assassinato de cristãos nas mãos de radicais islâmicos no país.

"O que quer que o governo federal esteja fazendo, se houver, é demasiadamente lento ou insignificante em comparação com a recorrência das mortes. O governo federal precisa intensificar e tomar ações ousadas para dar aos membros da comunidade cristã no país uma sensação de segurança e de pertencimento", disse o Pastor Ade Oyesile, diretor executivo da CANAN, em um comunicado.

"Devemos todos trabalhar duro para evitar esses assassinatos sectários, que diante dos nossos olhos, envolveram países que se tornaram nações falhas. Essa não deve ser a nossa parte, em nome de Jesus Cristo".

Como outros grupos de vigilância sobre a perseguição religiosa (Portas Abertas, CSW, etc), a CANAN elevou a sua voz contra a onda de assassinatos de cristãos por muçulmanos radicais ao longo de 2016.

O grupo diz que, segundo seus registros, pelo menos 384 cristãos foram mortos até agora, neste ano, e produziu uma lista dos vários ataques realizados por grupos radicais como o Boko Haram e os pastores Fulani.

Oyesile advertiu que o número de cristãos mortos em 2016 já está perto de se igualar o total de mortos em 2015, e quase metade do ano se passou.

"Estes assassinatos covardes de cristãos no país devem parar. É mais decepcionante que estes crimes continuem, apesar das declarações de condenação do governo federal", disse ele.

O pastor destacou que os cristãos não têm muitas opções para se defender em casos como este, uma vez que eles pregam a paz em vez da vingança e assim contam com as forças do governo para que façam mais para protegê-los e apliquem a lei sobre estes extremistas.

Oyesile disse ao 'Christian Post', em entrevista no início deste ano que somente o arrependimento e o temor de Deus podem vencer a guerra contra o islamismo radical.

"O Boko Haram, o Estado Islâmico e Al-Shabab são maus. Até que todos se unam juntos para condená-los, eles continuarão a se espalhar. Nós, os cristãos podemos ajudar o governo, com as nossas fervorosas orações sem cessar", disse à CP na época.

"A estratégia certa para expulsar esse povo mal da Nigéria, Deus vai dar às pessoas do governo. Os líderes mundiais podem se unir e tentarem o que for, mas o arrependimento e o temor de Deus é o caminho certo para prosseguirmos", declarou.

Vozes ocidentais, como o ex-deputado Frank Wolf, da Iniciativa Wilberforce, também falaram contra a matança em curso e pediram ao governo dos Estados Unidos, que também para intensificasse sua ajuda.

Wolf, que visitou e falou com líderes nigerianos locais em fevereiro, disse ao 'Christian Post' em uma entrevista separada que os cristãos da Nigéria estão se sentindo abandonados com a falta de atenção concedida à sua situação no Ocidente, inclusive de igrejas.

"As pessoas de fé, os cristãos, se sentem como se tivessem sido esquecidos. A Nigéria está quebrada de tantas formas e parece que o mundo se esqueceu disso", disse Wolf anteriormente, em julho.


Fonte: GuiaMe

"O poder da oração salvou meu filho", testemunha ator de Hollywood

O ator falou novamente sobre a cura de seu filho, enquanto pedia orações
por outra criança, que está lutando contra o câncer cerebral. "Este
menino, Sam precisa de um milagre", disse.
O ator Chris Pratt pediu aos que o acompanham pelo Twitter que orem pelo pequeno Sam, de apenas 4 anos de idade, que está lutando contra o câncer cerebral.

Conhecido por atuar no sucesso de Hollywood, 'Jurassic World' disse aos mais de 3.5 milhões usuários do Twitter que o acompanham, que acredita no poder de Deus, agindo em uma corrente de orações - pois seu filho se livrou da morte com a ajuda de uma - e pediu que os usuários da mídia social também se unissem em oração pelo pequeno Sam.

"O poder da oração salvou meu filho. Este menino, Sam precisa de um milagre. Ore pelo Sam, mesmo que você nunca o tenha feito antes. Experimente...", escreveu o astro de Hollywood em seu tweet.

Sua postagem foi motivada pelo pedido do pai do pequeno Sam, Spencer Hodnett, que também é seguido pelo ator no Twitter. Ele enviou mensagens a Pratt, pedindo-lhe que incentivasse seus milhões de fãs a orarem pela criança doente. O pai do garoto também citou algumas passagens bíblicas.

"Gostaria de um RT, pedindo aos seus seguidores que oram para um fã de 4 anos de idade. Salmos 107:28-30.; MT 21:21"

O tweet de Pratt foi replicado mais de 2.000 vezes e curtido por mais de 11.000 pessoas.

O ator também recebeu muitos comentários em sua postagem. Alguns usuários disseram que estavam deixando de seguir o perfil de Pratt por causa do conteúdo de seus tweets, mas muitos outros apoiaaram a iniciativa e também se comprometeram a orar pelo pequeno Sam.

Posteriormente ao tweet no qual ele testemunhava a cura de seu filho e pedia orações pelo garoto de 4 anos, fez outra postagem, na qual compartilhava uma oração pelo garoto que luta contra o câncer.

"Senhor eu oro pelo Sam. Que o Senhor possa colocar Sua a mão de cura nele, pai. Que a sua família seja alcançada pela graça neste momento difícil", escreveu.

Este segundo tweet já foi replicado quase 900 vezes e curtido por quase 8.000 usuários do Twitter.

Mais tarde, o pai do garoto expressou sua gratidão pelo apoio do ator.

"Por todas as orações, tambémn agradeço do fundo do meu coração. Meu filho tem a melhor equipe de médicos e terapeutas do mundo", postou Hodnett.


Testemunho

Atualmente com três anos de idade, o pequeno Jack, filho de Pratt com sua esposa, a atriz Anna Faris, nasceu dois meses prematuro.

O ator já compartilhou diversas fotos de seu filho em mídias sociais e é conhecido para legendar suas fotos no Instagram com versículos bíblicos e referências a Deus. Ele já havia falado sobre a chegada antecipada do filho e as complicações posteriores na saúde da criança.

A Revista 'Us' compartilhou o testemunho de Pratt sobre o nascimento de seu filho e os momentos que se seguiram. Falando no 'March of Dimes Celebration', em Hollywood, no ano de 2014, Pratt disse: "Ele [Jack] estava ligado a estes monitores e, para nós, isso significava que a máquina começava a apitar porque ele tinha cada vez mais paradas respiratórias... Um dos bravos e surpreendentes enfermeiros o sacudiu um pouco, eu acho que para lembrá-lo que ele estava vivo. As únicas pessoas que têm permissão para tocá-lo eram eu e minha esposa, a menos que outras pessoas estivessem usando luvas".

"Nós fizemos aquela coisa incrível que eles chamam de 'pele a pele' ou 'corpo a corpo'. Foi simplesmente a melhor sensação que já tive", contou.


Esposa de Pratt, Anna Faris disse à revista 'Redbook' no ano passado, que toda essa experiência marcante também serviu para unir ainda mais o casal.



Fonte: GuiaMe

Bianca Toledo faz vídeo com “esclarecimento final”

Pastora insinua que Felipe é hipocondríaco e mentiroso
A pastora Bianca Toledo usou mais uma vez as redes sociais para falar sobre seu drama pessoal, que vem sendo amplamente noticiado pela mídia. Com o nome de “esclarecimento final”, ela rebate acusações que vem sofrendo e conta detalhadamente o que a levou a tomar a decisão de denunciar o suposto abuso sexual sofrido do filho de cinco anos e o fim do casamento com o pastor Felipe Heiderich.

Ao longo de quase 40 minutos, ela lê um texto redigido previamente, com riqueza de detalhes, a fim de estabelecer uma ordem cronológica dos acontecimentos e revelar um pouco sobre a intimidade da vida de casal.

Ela explica que teve a orientação de um advogado e redigiu o texto, que soa como uma carta aberta ao seu público. Com quase três milhões e meio de seguidores somente no Facebook, Toledo ficou famosa por conta do seu testemunho de ressurreição após ter sido dada como morta pelos médicos.

No vídeo mais recente, ela explica que ficou “abalada psicologicamente” com toda a situação que envolveria a descoberta que o ex-esposo sofre de um distúrbio de múltiplas personalidades. Também abordou a questão dele ser homossexual e pedófilo, deixando claro várias vezes que durante o casamento, foi descobrindo várias mentiras.

Isso inclui as doenças afirmadas por ele, até o câncer na hipófise alegado por Felipe – que pediu por meses orações por cura divina. Relata ainda que a avaliação da situação dos distúrbios e problemas psicológicos do pastor podem ser comprovados por uma médica que o atendeu.

A líder religiosa afirma também que uma assessora do ministério deles teria provas de que o pastor Felipe tinha uma vida dupla. Ela se diz enganada e que sempre foi “muito sincera” nos programas que gravou com o cônjuge falando sobre casamento.

O material postado por Toledo deixa claro que a decisão tomada por ela de expor tudo publicamente foi calculada e levou tempo para ser feita, enquanto ela recolhia provas e procurava orientação.

Explicita que foi o filho dela que contou sobre o suposto abuso, em uma conversa de duas horas. Segundo a pastora, o menino de 5 anos afirmou: “Mamãe, se eu te contar ele vai dizer que é mentira”.

Com visível consternação, a pastora narra que levou o filho à uma psicóloga. O menino narrou a essa pessoa o que aconteceu durante os abusos, material que hoje fazem parte do processo que corre em segredo de justiça. Logo, ela não forneceu maiores detalhes.

Bianca Toledo explica que seu casamento não era de fachada, acusação comum dos internautas. Fica claro também o quanto a superexposição nas redes sociais interferiu na relação deles.

Quando narra a confrontação com o marido, ela se emociona e classifica Felipe de “monstro”. Asseverou que temia pela sua integridade física.

Insistiu que o pastor com quem foi casada por mais de dois anos tentou cometer suicídio, tomando antidepressivos e sofreu um surto psicótico. “Psicose maníaco-depressiva com neurose grave” foi a avaliação do quadro por um psiquiatra da clínica onde ele foi internado.

Ela termina com uma oração, pedindo que Deus traga discernimento sobre a igreja nos últimos dias. Avisa ainda que deseja esclarecer todas as mentiras e boatos que vem circulando na internet em relação a ela. “Eu sei que Deus vai me restaurar de novo”, finalizou.

Logo em seguida, há o depoimento do advogado da pastora Bianca, que menciona a existência de oito testemunhas que comprovam todas as acusações dela. Justifica que a soltura de Felipe se deu por questões jurídicas, não por ser inocente. Queixou-se da participação do advogado do pastor em programas de TV e assegurou que tudo será provado no julgamento do processo.


A versão de Felipe

Felipe Heiderich ficou preso por cinco dias e foi solto sem tornezeleira eletrônica. Ele está em prisão domiciliar e logo que saiu do presídio divulgou um vídeo no qual falou sobre as acusações contra ele.

Com a cabeça raspada e visualmente abatido, reafirmou que é inocente de todas as acusações que foram feitas. Primeiramente disse que sua vida conjugal estava normal até o dia 12 de junho. Segundo ele, Bianca o comunicou que teria descoberto sua homossexualidade e o acusou de abusar sexualmente de seu filho.

Felipe revela que entrou em desespero e tomou alguns comprimidos de Rivotril para “dormir”, mas nega que tenha tentado se suicidar.

Em seguida, pede perdão à igreja, caso esse episódio tenha feito alguém se enfraquecer na fé. “Só de achar que eu tenha sido uma vergonha para o Evangelho já causa uma dor insuportável no coração”, afirma ele que era pastor da AME (Associação Mundial de Evangelização e Ensino), fechada por conta do episódio. “Deus não tem nada a ver com isso”, afirmou.

Ao dar sua versão dos fatos, acusa a ex-esposa de ter o internado como louco no Hospital Vitória, onde ele ficou por oito dias até que sua mãe conseguiu tirá-lo dali.

Sobre os dias na prisão, desabafou: “Eu fui acusado, julgado, sentenciado”, comparando-se com a história bíblica de José.

Não comentou as acusações de homossexualidade, mas afirmou ainda que o laudo sobre possíveis abusos sexuais no filho de Bianca Toledo é “inconclusivo”, o que comprovaria sua inocência.

Assista:



Fonte: Gospel Prime

Yousef Nadarkhani é acusado novamente

Ele tem até o domingo para pagar fiança de 33 mil dólares
ou será preso novamente
No último dia 24 o pastor Yousef Nadarkhani foi convocado pelo Tribunal Revolucionário do Irã, na cidade de Rasht, para responder pelas acusações de atividades sionistas e por evangelizar muçulmanos.

Até o próximo domingo (31), Nadarkhani tem que pagar uma fiança de 33 mil dólares se não quiser ser preso.

Mas desde maio deste ano ele e sua esposa, Tina Pasandide Nadarkhani, estão sob acusações. Outros três cristãos também foram presos e liberados mediante o pagamento de fiança, mas Nadarkhani ainda precisa pagar a sua parte para não ser preso.

O pastor iraniano ficou preso por três anos, chegando a ser condenado à morte. Ele chegou a ser coagido a renunciar sua fé em Cristo, mas se negou dizendo que não poderia se arrepender de ter aceito Jesus.

Os juízes, por diversas vezes, tentaram fazer com que ele aceitasse a religião de seus antepassados, no caso, o Islã.

Foram anos de tentativas na Justiça para revogar a sentença de morte. Autoridades internacionais se pronunciaram sobre o caso e ONGs de direitos religiosos foram importantíssimas para trazer informações, assim como o ministério Portas Abertas que tem acompanhado esse novo caso.


Fonte: Gospel Prime

Jean Wyllys diz que nem a família de Jesus era tradicional

Marco Feliciano rebate: “não merece credibilidade,
é uma caricatura parlamentar”
O deputado Jean Wyllys (PSOL-RJ) continua se atritando com os cristãos por causa de agressões gratuitas. Contrariando seu discurso vitimista característico, ele partiu para o ataque, condenando o Estatuto da Família – proposto pela Bancada Evangélica – com uma declaração no mínimo bizarra.

Na noite desta quinta-feira (28), o ex-BBB participou de um seminário sobre gênero e diversidade no parlamento. Afirmou ainda que não acredita na aprovação do projeto de Lei que classifica família apenas como a união entre um homem e uma mulher.

“Nem mesmo a Sagrada Família é uma família tradicional. Porque pelo que consta nas narrativas bíblicas, Maria concebeu do Espírito Santo. Jesus não é filho de José. Então já começa aí uma família não tradicional formada por uma mulher que engravidou do Espírito Santo e o filho foi criado por um homem que não era necessariamente pai dele. Então mesmo na narrativa bíblica esse projeto não encontra amparo. A diversidade de arranjos familiares já estava presente ali”, disparou segundo o Jornal do Comércio.

Um dos primeiros membros da bancada evangélica a se se manifestar sobre o assunto foi Victório Galli (PSC/MT), que usou as redes sociais para dizer que Wyllys está desinformado. “Como ele mesmo diz, José não era o pai biológico de Jesus, mas era…. HOMEM. Ademais a sagrada família continuou sendo formada por homem, mulher e sua prole”, escreveu o mato-grossense. Considera ainda que o “argumento de Jean é fruto de um analfabetismo teológico. E, o pior, afronta um dos pilares da fé cristã”.

A redação do portal Gospel Prime também ouviu o deputado federal Marco Feliciano (PSC/SP) sobre o assunto. O pastor acredita que a fala de Wyllys mostra que o psolista desconhece o conteúdo do Estatuto da Família. “Ele não participou da comissão especial que debateu exaustivamente o tema e não deixou de reconhecer os arranjos familiares, categoria na qual se encaixaria a sagrada família”.

Sem meias-palavras, chamou Jean de “parlamentar de mídias sociais”. Feliciano foi enfático: “Ele se aproveita da ausência de deputados sérios e mente. Não aceita debater com conhecedores da matéria, vive das luzes da ribalta e do reflexo dos seus 15 minutos de fama concedidos pela toda poderosa Rede Globo”.

Finalizou dizendo que Wyllys “não merece credibilidade, é uma caricatura parlamentar. Sua pirotecnia ilude alguns, mas não a todos”.


Dois pesos e duas medidas

Embora afirme não ter nada contra a representação de evangélicos no Congresso, em Recife Jean Wyllys fez a ressalva que os deputados da bancada não deveriam legislar a partir de seus “dogmas”.  Algo que ele parece não fazer, tendo dificuldade em discernir o que é Estado Laico quando defende a taxação de igrejas.

Curiosamente, sua trajetória parlamentar é marcada por tentativas de incluir o estudo de religiões “não cristãs” nos currículos escolares. Em 2011, emitiu um voto em separado na Comissão De Educação e Cultura, onde sugeria que a matéria “Ensino Religioso” passasse a se chamar “Direitos Humanos e Diversidade Religiosa” e deveria incluir uma abordagem das religiões minoritárias, de matriz africana – Candomblé, Umbanda, Xangô, Tambor-de-Mina, Batuque, Jurema.

No mesmo ano, apresentou o projeto de Lei 1780/11, que propunha incluir no currículo oficial da rede de ensino “a obrigatoriedade da temática “cultura árabe e tradição islâmica”.  Posteriormente, retirou a proposta.

Já em 2013, Wyllys participou de um programa na TV Brasil onde afirmou literalmente que “os orixás me colocaram neste mandato”.

Mais recentemente, afirmou em entrevista que usa, há muitos anos no pulso direito uma pulseira de contas com muitas voltas: “É uma guia de proteção, dos meus orixás, Oxum e Oxóssi”


Fonte: Gospel Prime

Deus vai mandar meu marido no momento certo, diz Ellen Rocche

A atriz está focada no trabalho, mas aberta para encontrar uma
“pessoa de Deus”
A atriz Ellen Rocche completou 37 anos na semana passada e afirmou em entrevista ao GShow que sonha em se casar e construir uma família, mas que está esperando em Deus.

“No momento certo, Deus vai mandar meu marido e vou construir uma família linda”, disse ela.

No momento Ellen interpreta Leonora, na novela “Haja Coração”, e nesse momento seu principal objetivo é o trabalho, porém está aberta para que algo aconteça na sua vida sentimental.

“Eu estou agora numa fase de trabalho, mas de braços abertos esperando que Deus me mande a pessoa certa”.

Outro desejo que a atriz revelou nessa entrevista e de ser perdoada por quem ela possa magoar no seu dia a dia.

“Melhor presente é colocar a cabeça no travesseiro e saber tudo que fiz na vida, pelo mais que exista arrependimento, foi tentando acertar, foi tentando fazer o bem. Esse é o melhor presente. Eu só peço a Deus que se fizer alguma coisa para alguém, que as pessoas consigam me perdoar.”


Fonte: GospelPrime

Australiano que afirma ser Jesus reúne milhares de seguidores

Ele e a mulher afirmam terem memórias de “2 mil anos atrás”
Alan Miller, 53 anos, vive no Estado de Queensland, Austrália. AJ, como prefere ser chamado, afirma ser Jesus Cristo e tem reunido milhares de seguidores.

Segundo ele, a “descoberta” ocorreu em 1997, após a separação de sua ex-esposa. Desde então começou a “recordar” de forma acentuada as memórias de 2 mil anos atrás.  Afirma que a partir de 2004 essas memórias foram ainda mais intensificadas.

Nega ser o líder de uma seita, mas vive atualmente dos ensinamentos que oferece em um “movimento espiritual” chamado Verdade Divina, prometendo aos seguidores um relacionamento próximo com Deus, que teria características diferentes do que está na Bíblia.
Faz questão de frisar que não é uma reencarnação de Jesus, mas se vê como uma continuação de sua existência na terra.

“Comecei o processo de aproximação a Deus da mesma forma que fizemos no primeiro século”, explica Alan, um ex-engenheiro de sistemas de computador. “Sei que sou Jesus e tenho memórias de toda essa vida”, resume. A atual esposa chama-se Mary Lucky, a qual afirma ser Maria Madalena.

“Eu tinha uma vida no primeiro século, quando fui a esposa de Jesus. Aprendia e ensinava a verdade divina com ele. Depois de sua passagem para o outro plano, fui para o mundo dos espíritos e vivi por lá”, explica Mary. Assegura que retornou à Terra quando nasceu de novo, em 1978.

O casal organiza seminários em que ensinam seu movimento espiritual sobre a “verdade divina” e onde prometem um contato pessoal com Deus. Eles também têm um site disponível em várias línguas e um canal no YouTube. Estranhamente, um dos tópicos mais abordados por eles no material diz respeito a relações sexuais.
Mary afirma que, semelhantemente a AJ, passou a ter memórias mais fortes dessa vida anterior após eles se conhecerem. “Minha família decidiu que nada disso era verdade e que, na verdade, [eu] estava sendo manipulada por Alan”, lembra ela, que continua sem se relacionar com os parentes.

Afirmam terem atraído mais de 20.000 pessoas para ouvir seus ensinamentos, sendo que mil os procuram constantemente e uma porcentagem destes fazem doações regulares a eles.


Recusa em oferecer provas

Quando é desafiado a fazer algum milagre para provar quem diz ser, AJ argumenta que não precisa, pois sabe quem é. Além disso, nunca afirmou que ele é Deus. Insiste que alguns atos que Jesus realizou e são narrados pela Bíblia nunca aconteceram. Portanto, não poderia repeti-los hoje em dia. “Supõe-se que no primeiro século eu transformei água em vinho, mas não fiz isso”, sublinha. Minimiza o fato, ressaltando que isso não afeta sua identidade: “Se eu pudesse fazer isso, apenas provaria que tenho o poder de transformar água em vinho”.

Entende que não há necessidade de oferecer provas. “Não tenho nenhum desejo de provar que eu sou Jesus… sei quem eu sou. As pessoas que vêm até mim sabem quem eu sou e saberão quem sou”, justifica.

Miller já esteve no Brasil, em 2012, mas não divulga quantos seguidores ele possui no país. Em parte do material, eles falam sobre o falecido médium Chico Xavier.

AJ não é o único Jesus “vivo” de nossos dias. No mês passado, um homem que afirma ser Jesus foi preso em Uganda, por estelionato, após receber doações de seguidores. Ele afirmava estar selecionando os 144 mil “escolhidos” que viveriam com ele no céu. Com informações de Daily Mail


Fonte: Gospel Prime

Pastor que afirmou não existir inferno terá vida contada em filme

Carlton Pearson foi um importante líder pentecostal que acabou
sendo expulso da igreja por seus ensinamentos
Os atores Chiwetel Ejiofor (“12 Anos de Escravidão”) e Robert Redford (“Capitão América 2: O Soldado Invernal”) estão escalados para estrelar o primeiro drama religioso do Netflix.

A produção de “Come Sunday” foi anunciada essa semana pela empresa americana, adiantando que a trama será baseada em fatos reais.

Segundo informações do Pipoca Moderna, a história vai girar em torno de uma polêmica religiosa envolvendo o pastor Carlton Pearson em 2005.

Pearson foi um importante líder protestante nos Estados Unidos até que começou a defender uma teologia de inclusão e a fazer sermões que o fizeram ser expulso da junta de igreja afroamericanas pentecostais. Uma das declarações mais polêmicas de Pearson é que não existe inferno.

Na produção do Netflix Chiwetel será Carlton Pearson, o homem que chegou a ter uma igreja com mais de 5.000 pessoas, mas que acabou perdendo tudo.

“Come Sunday” terá o roteiro assinado por Marcus Hinchey (“Entre Segredos e Mentiras”) e a direção assinada por Joshua Marston (“Maria Cheia de Graça”).

O lançamento do filme não tem data definida, pois as filmagens só começam em janeiro de 2017.


Fonte: Gospel Prime

Filme sobre a vida de Edir Macedo pode ter sido suspenso ou cancelado, dizem sites

O filme que contará a vida do bispo Edir Macedo, empresário fundador da Igreja Universal do Reino de Deus e proprietário da TV Record, pode ter sido cancelado ou suspenso pela emissora.

O longa-metragem já tinha muitos detalhes definidos, faltando apenas a escolha do ator protagonista, que interpretaria o líder religioso.

No entanto, de acordo com informações do jornalista do site Uol Flávio Ricco, especializado em TV, o diretor que havia sido escolhido para dirigir o projeto já teve sua agenda comprometida com as gravações de mais uma novela bíblica da TV Record.

Alexandre Avancini, que dirigiu as duas temporadas de Os Dez Mandamentos e também comanda a novela Terra Prometida, tinha sido escolhido pessoalmente por Edir Macedo, e dentro do planejamento, já se considerava transformar o filme em minissérie após a exibição nos cinemas, em formato semelhante ao usado pela concorrente Globo Filmes.

No entanto, Avancini foi anunciado como diretor de uma das próximas novelas bíblicas da Record, Apocalipse, que será escrita por Vivian de Oliveira e deverá ser levada ao ar em 2017.

O site TV Foco pontuou que “não se comenta mais nada sobre formação de equipe, elenco ou até início das filmagens”, o que pode ser um indício de suspensão do projeto, ou até, cancelamento.


Roteiro

O filme, se acontecer, será baseado na trilogia de livros “Nada a Perder”, escrito pelo jornalista Douglas Tavolaro, a partir dos relatos do próprio Edir Macedo.

Os três livros se tornaram best-sellers, com milhões de cópias vendidas em todo o mundo e arrastando multidões de fiéis da Igreja Universal para as sessões de autógrafos em livrarias, estádios e shopping centers.


Fonte: Gospel Mais

Malafaia considera “esdrúxula” insistência do Ministério Público em processá-lo por homofobia

A decisão da Justiça em acatar o pedido da Procuradoria Regional da República para reabrir o caso em que Silas Malafaia foi denunciado por declarações homofóbicas, foi comentado pelo pastor em um vídeo.

Segundo o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo (ADVEC), a postura do procurador responsável pela reabertura do processo é “vergonhosa”.

“Vamos aos fatos. Em 2011, na Parada Gay, os camaradas pegaram os santos da Igreja Católica e esculhambaram, ridicularizaram. Eu vim no meu programa de TV – e eu vou mostrar esse vídeo dia primeiro de agosto, vou colocar aqui para você julgar toda a minha fala – e disse assim: ‘a Igreja Católica baixou o pau no pastor que chutou a santa’. Aí, eu digo: ‘porque a Igreja Católica não baixa o pau e não senta o porrete nesses ativistas gays da Parada?’ O procurador isola, tira do contexto, pega só essa parte, e diz que eu estou mandando a Igreja Católica bater em gay, como se por acaso a Igreja Católica mandasse bater em gay”, disse Malafaia, que atualmente participa do 20º Congresso Fogo Para o Brasil, em Águas de Lindóia, interior de São Paulo.

“Esse procurador fugiu da escola, ele não sabe o que é figura de linguagem. O juiz da primeira instância federal, [em] vinte laudas, detona os argumentos do procurador. Até fiquei com vergonha quando eu li o que esse cara [juiz] fala, e manda extinguir o processo. O procurador não fica satisfeito, vai na segunda instância e reabre. É a discussão agora”, disparou.

Malafaia alegou que seus arquivos do vídeo de 2011 estão no Rio de Janeiro, e como está com toda sua equipe de filmagem e edição cobrindo o evento no interior paulista, só poderá publicar a íntegra do vídeo em seu canal no YouTube na próxima semana.

“Eu vou mostrar o vídeo inteiro. É um acinte à inteligência. Você não precisa ser advogado, não precisa ser juiz, procurador. Você vai ver a lógica do que eu falo. Estou usando uma figura de linguagem. Tanto usei para o pastor [da Igreja Universal, que chutou a imagem da santa], como usei para o movimento gay. Por acaso eu mando bater em gay? Por acaso sou a favor de violência contra gay? Isso é uma coisa absurda, esdrúxula”, argumentou.

Por fim, disse que a postura do procurador evidencia interesses pessoais: ““Eu respeito muito o Ministério Público Federal pelo serviço que faz. Mas tenho que dizer: esse procurador está à serviço da causa gay. Ele envergonha o Ministério Público Federal […] Eu confio na Justiça, vou ganhar essa parada em nome de Jesus”.



Fonte: Gospel Mais

“Foi um grande livramento”, diz reverendo Augustus Nicodemus Lopes sobre acidente sofrido

O reverendo Augustus Nicodemus Lopes atualizou as informações sobre o acidente de trânsito que ele e sua esposa sofreram na última segunda-feira, 25 de julho, e informou que apesar dos machucados, eles passam bem.

“Minha esposa e eu agradecemos de coração as mensagens, telefonemas e especialmente as orações de todos que souberam de nosso acidente […] [que aconteceu] quando estávamos a caminho de Santa Maria, RS, para ver os netinhos e falar num evento organizado pela IPB de Santa Maria, cujo pastor é meu genro, Rev. Ronaldo Vasconcelos”, informou Lopes, em sua página oficial no Facebook.

De acordo com o reverendo, o acidente não deixou nenhum ferido grave: “Houve outro carro envolvido. Os ocupantes estão bem. […] A Minka machucou-se bastante. A pancada foi no lado dela, que estava dirigindo na ocasião. A princípio diagnosticaram duas costelas quebradas, mas hoje o médico já falou de uma trinca em uma costela. Deus é bom. Eu machuquei a coluna um pouco, mas nada grave. Pequenas escoriações pelo corpo”, tranquilizou.

“Foi um grande livramento”, disse Nicodemus Lopes, ao frisar que “ambos os carros ficaram bastante danificados”, o que significava perda total “com certeza”.

O reverendo presbiteriano destacou ainda que confia que Deus “tem um propósito geral com tudo isso, que é o nosso bem”, mas que muitas coisas são misteriosas: “De que maneira esse acidente nessa data contribui para esse bem, Ele ainda não nos disse. E nem precisa. Confiamos totalmente n’Ele e em Sua sabedoria e amor. Talvez saibamos mais adiante. Se não, nada mudará em nossa disposição de servi-lo até o último momento de nossas vidas. Domingo passado pela manhã preguei no Salmo 124, na minha querida igreja de Goiânia. Deus me deu a oportunidade ontem de experimentar minha própria mensagem: ‘Não fosse o SENHOR, que esteve ao nosso lado … as águas nos teriam submergido’ (Sl 124:2 e 4)”, concluiu.

Insensatez

Um pastor pentecostal usou as redes sociais para dizer que o acidente de Augustus Nicodemus Lopes era um aviso divino para que ele mudasse sua postura teológica.
“Deus está avisando… Arrependa-se Augustus. E peça perdão publicamente pela temeridade de caçoar daquilo que está além da exegese. O Senhor agirá. Quem viver, verá”, escreveu o pastor Renato Cunha.

Lopes segue uma linha de interpretação teológica alinhada ao calvinismo, enquanto os pentecostais, de maneira geral, se aproximam dos conceitos arminianos. Recentemente, uma declaração de Lopes sobre os pentecostais gerou celeuma.

O reverendo presbiteriano afirmou: “Quem sabe os pentecostais não estejam predestinados a avançar bastante a teologia da Reforma no Brasil?”. Tal declaração, com o uso do termo “predestinados” – um dos principais pontos de embate teológico entre as duas linhas de interpretação – causou profunda irritação aos pentecostais.

Um dos principais teólogos pentecostais do Brasil, pastor Altair Germano, se colocou à frente de uma linha de protesto, que pressionou a CPAD a cancelar uma palestra que faria com Augustus Nicodemus em sua principal loja no Rio de Janeiro.



Nem a Sagrada Família era tradicional, diz Jean Wyllys



'Jesus não é filho de José', argumenta Jean Wyllys, no Recife, ao criticar o Estatuto da Família Foto: Fernando da Hora/JC 
Principal porta-voz do movimento LGBT no Congresso, o deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) afirmou na noite desta quinta-feira (28), em passagem pelo Recife, que vê chances menores de o Estatuto da Família, projeto de Lei que classificafamília apenas como a união entre um homem e uma mulher, ser aprovado após a renúncia do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A proposta é do deputado federal pernambucano Anderson Ferreira (PR).

"Nem mesmo a Sagrada Família é uma família tradicional. Porque pelo que consta nas narrativas bíblicas, Maria concebeu do Espírito Santo. Jesus não é filho de José. Então já começa aí uma família não tradicional formada por uma mulher que engravidou do Espírito Santo e o filho foi criado por um homem que não era necessariamente pai dele. Então mesmo na narrativa bíblica esse projeto não encontra amparo. A diversidade de arranjos familiares já estava presente ali", argumentou.

O parlamentar do PSOL veio à Capital pernambucana para um seminário sobre gênero e diversidade no parlamento e em apoio ao deputado estadual Edilson Silva, candidato da legenda à Prefeitura do Recife. No Recife, Jean disse não ter nada contra a representação de evangélicos no Congresso, desde que eles não tentem legislar a partir de seus dogmas.

Ao dizer que não reconhece a legitimidade do governo do presidente interino Michel Temer (PMDB), Jean fez questão de ressaltar que a base atual é mais propícia a avançar em temas conservadores e criticou o ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM-PE).

"Não por acaso o ministro interino da Educação recebeu como primeiros representantes da sociedade civil um grupelho fascista, como o Revoltados Online, e uma cavalcadura, como aquele ator pornô (Alexandre Frota) que eu esqueci o nome dele agora, para apresentar as suas reivindicações acerca da educação no país. E essas pessoas que foram apresentar os projetos foram recebidas antes dos pedagogos, dos especialistas em educação, dos sindicatos de professores, do Conselho Nacional de Educação, do Fórum de Secretários da Educação", disse.

STF - Ainda sobre impeachment, Jean Wyllys se queixou da atuação do Supremo Tribunal Federal (STF) no processo de afastamento de Eduardo Cunha, principal articulador do afastamento da presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara. "O Supremo Tribunal Federal foi leniente e conivente de certa forma com essa postura porque, de alguma maneira interessava ao Supremo Tribunal Federal a deposição da presidenta Dilma Rousseff. E foi Eduardo Cunha quem acatou o pedido do impeachment", afirmou primeiro.

Questionado pelo Jornal do Commercio qual seria o interesse do STF na deposição da presidente, Jean esclareceu que achava que, de certa forma, o STF foi conivente com o modus operandi de Cunha.

"Por que esse afastamento, tanto do mandato, quanto da presidência da Câmara, só aconteceu após a votação do impeachment, e não antes, apesar do corpo probatório dos crimes cometidos pelo Eduardo Cunha apresentados pelo Ministério Público Federal? Então, eu não estou dizendo que é verdade, que não é, ou qual é a motivação. O comportamento me permite essa leitura. Se não houve uma intervenção para preservar as regras democráticas, é porque algum interesse havia. Qual, eu não sei", explicou por fim.

Paulo Veras JcOline

Coreia do Norte proíbe a importação de qualquer produto que se pareça com uma cruz


Ditador norte-coreano, Kim Jong Un


"Algumas figuras ou formatos nas roupa das mulheres podem se parecer muito com uma cruz, dependendo de quem está olhando para elas", acrescentou uma fonte que confirmou a informação sobre o decreto.


A Coreia do Norte não só acusou o governo Estados Unidos de declarar guerra após a última rodada de sanções econômicas contra Kim Jong Un, mas o regime também proibiu todas as importações de produtos que se assemelhem a uma cruz, como grampos de cabelo e gravatas.

O diretor-geral do departamento de assuntos norte-americanos no Ministério das Relações Exteriores da Coréia do Norte, O Han Song Ryol disse à Associated Press nesta quinta-feira (28), que o governo dos EUA "cruzou a linha vermelha", ao punir diretamente o ditador Kim.

"O governo Obama foi tão longe que se atreveu a contestar a suprema dignidade da República Democrática da Coreia (RPDC), para se livrar de sua posição desfavorável durante o confronto político e militar com a Coreia do Norte", disse Han, argumentando que colocar Kim na lista sanções criou condições para uma guerra.

"Os Estados Unidos têm cruzado a linha vermelha para o nosso confronto", acrescentou o representante norte-coreano. "Consideramos este triplamente amaldiçoado como uma declaração de guerra".

A agência Associated Press observou que, embora a Coreia do Norte tenha enfrentado inúmeras sanções no passado, as sanções de julho foram pela primeira vez contra o próprio ditador Kim Jong Un, que foi colocado na lista de pessoas sancionadas por várias violações dos direitos humanos, documentadas pela Comissão de Direitos Humanos das Nações Unidas.


Repressão
Em paralelo a esta tensão entre os governos da Coreia do Norte e dos Estados Unidos, a Radio 'Free Asia' (RFA) informou nesta semana que os guardas das fronteiras norte-coreanas têm recebido ordens para barrar todas as importações estrangeiras que mostrassem qualquer semelhança com uma cruz.

Uma fonte anônima da RFA coreana disse que o decreto para confiscar os produtos é um nova forma de repressão do país.

"Nós sempre tivemos que nos certificar de que não havia caracteres coreanos nos rótulos dos produtos que eram trazidos da China", disse a fonte. "Agora temos que verificar novamente para ver que não há nada que se pareça com uma cruz".

A fonte disse que tais marcas (semelhanças) nem sempre são óbvias e às vezes podem ser apenas uma coincidência.

A Coreia do Norte é o país com maior índice de perseguição religiosa em todo o mundo. (Foto: Christian Post)

"Algumas figuras ou formatos nas roupa das mulheres podem se parecer muito com uma cruz, dependendo de quem está olhando para elas. Projetos transversais também aparecem em grampos das mulheres e faixas de cabelo ou em gravatas dos homens", acrescentou.

"Estes produtos são mais propensos a serem confiscados quando passam pelas alfândegas".

Pelo o 14º ano consecutivo, a Coreia do Norte foi listada como o primeiro país da lista de locais onde os cristãos sofrem mais perseguição religiosa. A lista é atualizada anualmente pela missão Portas Abertas, nomeando o país como o maior perseguidor dos cristãos em todo o mundo.

O CEO da Missão Portas Abertas, David Curry disse ao 'Christian Post', em uma entrevista no mês de janeiro, que mais de 70.000 cristãos foram presos por causa de sua fé em 2015. Execuções de cristãos também aconteceram, devido à intolerância religiosa, embora os números oficiais sejam difíceis de apurar.

Há uma proibição total do Cristianismo sob o regime de Kim. Professar sua fé ou simplesmente possuir uma Bíblia pode ser considerado um crime, passível de punição com prisão ou algo pior.

"Repassar informações da Coreia do Norte para fora é notoriamente difícil. Isso é o que torna o fato da Coreia do Norte ser o primeiro país da lista da Portas Abertas, algo ainda mais surpreendente. Nós nem sequer sabemos quantos cristãos já foram martirizados na Coreia do Norte", disse Curry CP naquela época.

"No entanto, o país se mantém no topo. Isso é porque ele usa todos os poderes de seu governo para suprimir a fé cristã, para punir até mesmo a mais básico das coisas, tais como possuir uma Bíblia".


Guiame


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(766) Cristãos Perseguidos (519) Cristãos (515) Bíblia (484) Intolerância Religiosa (362) Israel (333) Evangélicos (302) igreja (263) Reflexão (247) apocalipse (192) oração (181) Homosexualismo (177) catolicismo (151) Rede Record (146) homofobia (146) Irã (138) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (124) pecado (119) Política (112) islan (110) ateus (109) Religião (105) judeus (105) Milagres (103) Natal (102) Aborto (101) Ahmadinejad (91) esporte (91) Criança (90) Testemunho (85) globo (77) guerra (72) Salvação (69) Perdão (67) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (53) adoração (48) heresia (47) Drogas (41) Prosperidade (41) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (37) carnaval (36) Idolatria (34) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (25) esperança (22) Confiança (19) Mentira (19) Alegria (18) Nasa (18) Páscoa (17) DIP (16) Oriente Médio (16) Rei David (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Paz (15) Pena de Morte (15) Pornografia (15) Promessa (15) Sofrimento (14) Suicídio (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) obediência (12) benção (11) dia das mães (11) impureza (11) Ansiedade (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Justin Bieber (9) Perlla (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) livre arbítrio (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) Purgatório (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) vigilância (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil