Trailer de filme cristão é barrado no Youtube, após protestos de ateus

O filme conta a história de Rachel Scott, uma jovem que morreu
vítima do "Massacre de Columbine", onde dois jovens mataram
12 alunos e um professor e deixaram mais três feridos.
Os membros de uma comunidade ateia estão intensificando uma crítica contra o filme "I'm Not Ashamed” (Eu não estou envergonhado, em tradução livre), que estreia nos cinemas dos Estados Unidos nesta sexta-feira (21). No Brasil, o longa será exibido no primeiro semestre de 2017, com distribuição da California Filmes em parceria com a 360 WayUp.

Os ateus estão acusando a produção de “contar mentiras” sobre o Massacre de Columbine que aconteceu no dia 20 de Abril de 1999, na Escola de Ensino Médio Columbine. Além do tiroteio, o ataque envolveu o uso de bombas para dificultar os bombeiros, tanques de propano convertidos em bombas colocadas no refeitório, 99 dispositivos explosivos, e carros-bomba.

Os estudantes Eric Harris e Dylan Klebold são os autores do massacre que matou 12 alunos e um professor. Além disso, feriram outras 21 pessoas, e três outras ficaram feridas enquanto tentavam escapar da escola. A dupla cometeu suicídio.

A crítica dos ateus contra o filme atingiu tanta intensidade que o trailer foi bloqueado no YouTube por 11 meses, pois foi marcado como negativo pelos membros da comunidade que se mostraram indignados com o conteúdo do longa.

A Fox News informou que os sites relacionados à comunidade ateia estão indignados sobre uma cena no filme que retrata a primeira vítima do massacre, Rachel Scott. A cena mostra a jovem se levantando ao ser questionada se ela ainda acreditava em Jesus em meio aquela situação.

Alguns ateus estão insistindo que a tal conversa não ocorreu, argumentando que os relatórios policiais dos eventos do dia 20 de abril de 1999, não se alinham com o que o filme está tentando apresentar.

"É uma vergonha, pois eles estão apresentando toda a premissa deste filme em torno de fatos que não têm qualquer evidência como base", informa um dos sites. "O que se tem de concreto é justamente o contrário".

Testemunha ocular

Os cineastas estão sustentando a história, afirmando que a conversa em questão é encontrada em declarações posteriores da testemunha Richard Costaldo, que diz que estava perto de Scott quando os assassinos atiraram.

A atriz Sadie Robertson, que protagoniza o filme e tem ajudado a promover o projeto, tem insistido que o longa merece uma chance de contar a história. "A história do massacre de Columbine é aquela que todos ouvem falar, mas nem todo mundo sabe da história de Rachel Scott. É uma história que precisa ser ouvida", disse Robertson em setembro.

A atriz ainda disse em outubro ao site americano The Christian Post que a história de Scott precisa ser ouvida por todos os jovens e adultos. "Nós nos preocupamos tanto com o que as pessoas pensam de nós e por isso muitas vezes não defendemos o que acreditamos. Rachel, literalmente, deu a sua vida por aquilo que ela acreditava. Como cristã, isso é algo que eu realmente admiro. Eu quero ser parte do povo que espalha a mensagem do evangelho”, disse.

Confira o trailer do filme:




Fonte: Guiame

0 comentários:

Postar um comentário


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...