Qual a direção?

UMA DIREÇÃO PARA VOCÊ
"...no sossego e na confiança estará a vossa força."
Isaías 30:15
Quando você estiver em dúvida sobre que direção tomar, submeta o seu poder de julgar inteiramente ao Espírito de Deus e peça-lhe para fechar todas as portas, menos a certa.
...Enquanto isso, continue a agir como sempre, e considere a ausência de orientação, como sendo uma indicação de Deus de que você está no trilho certo. ...
Quando estiver descendo o longo corredor da vida, você descobrirá que o Senhor já o precedeu, e fechou muitas portas, por onde você certamente teria entrado; mas esteja seguro de que mais além dessas existe uma que Ele deixou aberta.
Entre por ela, e se encontrará face a face com uma curva do rio da oportunidade, que é mais largo e profundo do que você teria imaginado em seus melhores sonhos. Lance-se nele: ele conduz para o oceano.
Deus nos guia muitas vezes pelas circunstâncias. Em certo momento, o caminho pode parecer totalmente bloqueado; e então, logo a seguir, acontece uma coisa simples, que pode não parecer nada aos outros, mas que para os olhos da fé significa um mundo. Às vezes, essas coisas se repetem de várias maneiras, em resposta à oração.
 Não são meros resultados do acaso, e sim a abertura de circunstâncias na direção do nosso alvo, exatamente como acontece com as luzes quando nos aproximamos de uma cidade populosa num expresso noturno.
Se buscarmos a orientação do Senhor, Ele nos guiará; mas não alimentará nossa desconfiança ou meia confiança nEle, mostrando a nós o mapa de todos os propósitos que tem a nosso respeito. Mostrará apenas um caminho, o qual Ele irá abrindo aos nossos olhos mais e mais, se seguirmos animados e confiantes.
Por/; Nandejara.

Conseqüências de nossas ações.

Porventura se procederes bem, não se há de levantar o teu semblante? e se não procederes bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo; mas sobre ele tu deves dominar. Gênesis 4:7
Este texto base é um, de vários que sustenta a teologia sobre o livre arbítrio. Embora nas escrituras não apareça a “palavra livre arbítrio”, mas em toda escrituras, vemos o “livre arbítrio” explicitamente através destes textos.
No texto acima vemos Caim diante de uma grande escolha que mediante sua ação e domínio implicaria uma reação na sua trajetória.
Grandes homens tiveram suas vidas mudadas por apenas escolher certo e outros tantos, pereceram por não escolher segundo o que Deus havia determinado. Quero falar sobre um tema que chamamos “Direito de escolha”
Quase sempre ouvimos perguntas como, por exemplo: Porque Deus salvaria alguns e condenaria outros? Se Deus é justo, porque alguns já nasceram para o céu e outros desde a madre já estão condenados?
Deus não fez uns bonequinhos e marcou-os em suas testas palavras escritas: “Este é salvo”, Este “não é salvo”. Absolutamente Deus criou o homem para a vida eterna o que passou disto é conseqüência das ações do homem.
Creio que nunca compreendemos os desígnios de Deus sobre suas decisões.
É claro e evidente que Deus dará ao homem a oportunidade de escolher, vida eterna ou morte eterna. Imagina você ter que morar com alguém forçado já que não é este seu desejo? Deus respeita sua escolha mesmo que você escolha ficar distante dEle. Você não é obrigado a viver com Ele, podes muito bem escolher viver com outro, mas o que as escrituras nos mostra sobre as conseqüências de uma vida longe Deus ou ficar separado para sempre Dele, é que esta escolha será horrenda.
Você não é obrigado a acreditar em um céu nem em um inferno. Mas isto não altera o que Deus determinou desde a eternidade para o homem, um lugar de prazer e eterno. Deus não coloca ninguém para o inferno, o condenado vai com suas próprias pernas e gritando: “Sou livre, posso escolher”
Eu não creio que Deus destinaria uma pessoa para a morte, mesmo esta pessoa arrependendo-se de seus maus caminhos e abraçando a salvação em Cristo. Afinal de contas o arrependimento é a chave para a vida. Arrependei-vos e credes no evangelho. Marcos 1:15
Todo o homem que se arrepende e atende o chamado do Senhor, abrindo a porta de seu coração, para este a salvação é garantida. Apocalipse 3:20
Temos a vida eterna à disposição de nossa escolha, porque escolher morrer? Porque perecer? Jeremias 6:8
O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; porém é longânimo para convosco, não querendo que ninguém se perca, senão que todos venham a arrepender-se. II Pedro 3:9 Não são alguns, “são todos
“A responsabilidade é pessoal, e isto é explicito em toda a escritura”
De Gênesis a Apocalipse vemos conseqüências de escolhas erradas do homem, vemos escolhas equivocadas, pelo qual o final deveria ser de outra forma, caso este homem tivesse escolhido certo ou obedecido o que Deus determinou para sua vida.
Mesmo que este homem já tivesse uma palavra de Deus determinante ao seu favor sobre vida eterna, se o mesmo desviasse ou não correspondesse este chamado, morreria pela suas más obras e escolhas praticada.Ezequiel 18, Ezequiel 33.
Só alguns são Predestinados a Salvação?
Para aqueles que defendem a teologia da predestinação, só alguns serão salvos, mesmos que estes aceitem a Cristo. Mas defendo e vejo nas escrituras que: “Todo” o ser humano é predestinado para a Salvação, é certo que Deus tem o poder de converter quem Ele bem quiser, pois tem poder para isso. Não estamos tratando o que Deus pode e é capaz de realizar.
Com certeza, Ele sabe quem corresponderá com este chamado, pois é Onisciente, Ele consegue ver o nosso presente e futuro ao mesmo tempo.
Sabe até quantos serão salvos e onde eles estão ou se ainda nascerão.
A Escritura nos mostra que o número que realmente serão salvos é bem reduzido, pois não é quantidade que Deus procura. Muitos são chamados e poucos escolhidos, mas a oportunidade é doada a “todos” gratuitamente, pois Ele ama a todos os seres humanos, isso é “Graça”. Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho unigênito para que todo aquele que nele crer, não pereça, mas tenha a vida Eterna João 3:16
Quando o justo se apartar da sua justiça, praticando a iniqüidade, morrerá nela; e, quando o ímpio se converter da sua impiedade, e praticar a retidão e a justiça, por estas viverá. Ezequiel 33:18-19

Desviando-se o justo da sua justiça, e cometendo iniqüidade, morrerá por ela; na sua iniqüidade que cometeu morrerá. Mas, convertendo-se o ímpio da sua impiedade que cometeu, e procedendo com retidão e justiça, conservará este a sua alma em vida. Ezequiel 18:26-27

Contudo dizeis: Por que não levará o filho a iniqüidade do pai? Ora, se o filho proceder com retidão e justiça, e guardar todos os meus estatutos, e os cumprir, certamente viverá. Ezequiel 18:19

Porque não tenho prazer na morte de ninguém, diz o Senhor Deus; convertei-vos, pois, e vivei, Ezequiel 18:32

Lembre-se! Você tem o direito de escolha o que vais escolher? Vida ou Morte?
Vai a sugestão das Escrituras: Escolhei, pois a vida porque morrereis?

Deus te abençoe ricamente

Josiel Dias

Você é "Bom"

Você considera-se bom o suficiente para a salvação?
Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porquanto todos pecaram. Romanos 5:12
“Eu me considero uma pessoa muito boa, pois nunca matei, nunca roubei ninguém, sempre faço caridade e visito a igreja de vez em quanto. Eu acho se Deus fosse me julgar Ele me absolveria e com certeza seria salvo”.
Muitas pessoas pensam desta forma, acham que serão justificadas pelos seus atos de “bondade”, portanto merecem a salvação, pois são pessoas boas.
O que as escrituras diz a respeito disto? O que Deus pensa sobre esta “bondade” do homem? Seria realmente o homem justificado pelas obras?
Vejamos o que as escrituras diz através do apostolo Paulo: “Como está escrito: Não há justo, nem sequer um”. Paulo aqui refere-se ao Livro de Salmos 53:2-3, Salmos 51:5. Onde diz: Deus olha lá dos céus para os filhos dos homens, para ver se há algum que tenha entendimento, que busque a Deus. Desviaram-se todos, e juntamente se fizeram imundos; não há quem faça o bem, não há sequer um. Diante destes textos de Salmos e diante do que o Apostolo Paulo diz em Romanos 3:10, será que podemos considerar o que o Apostolo Paulo diz? Será que Paulo está falando de algum grupo de pessoas em determinado tempo, ou Paulo refere-se a humanidade? Vejamos então o contexto desta mensagem: “Não há quem entenda; não há quem busque a Deus. Romanos 3:11.
Veja; Paulo diz não há quem entenda, nem há quem busque a Deus. Segundo Paulo todos os homens são pecadores, não há um sequer, que seja imaculado. Todos sem exceção, trazem em sua carne o gene do pecado. Portanto não somos tão “bons” assim como pensamos. Até o apostolo Paulo se considera o principal pecador, pois o que é para ele fazer ele não faz. E o que não é para fazer ele faz. Veja o que ele diz sobre o assunto: Porque eu sei que em mim, isto é, na minha carne, não habita bem algum; com efeito o querer o bem está em mim, mas o efetuá-lo não está. Pois não faço o bem que quero, mas o mal que não quero, esse pratico. Ora, se eu faço o que não quero, já o não faço eu, mas o pecado que habita em mim. Romanos 7:19-20
Querido e amado leitor, por mais que façamos de “bondade' não seremos justificados diante de Deus por isso. Somos justificados portanto através de Cristo Jesus, pois ele é a única redenção da humanidade. Romanos 3:24, Romanos 3:28, Salmos25:4-6.
Talvez você pergunte: Mesmo se eu for justo e bom e sempre fizer minhas orações, e caridades preciso mesmo assim de um salvador?
Talvez a pergunta de muitas pessoas seja: porque tenho que aceitar a Cristo como Salvador?
Creio que a história do primeiro "Gentio" convertido, chamado Cornélio, possa responder esta complicada pergunta, vejamos: Esta história está no livro de Atos dos apóstolos, Capítulo 10. O texto logo no segundo versículo, diz que Cornélio era piedoso, temente a Deus e fazia muitas esmolas aos pobres, ou seja, vivia uma vida para a caridade e orações. Mas o que ocorreu? Mais tudo isso não era suficiente, então Pedro teve uma visão, relacionada aos gentios, onde Deus deixara bem claro para Pedro, que a salvação também era para os não-judeus. Cornélio então precisou ouvir uma palavra salvadora chamada Jesus, pois mesmo sendo uma pessoa devota e temente não conhecia o salvador Jesus. Concluímos portanto mesmo praticando o correto precisamos desesperadamente de Cristo. Atos 10:24-34, Atos 11:14.
Todos precisam de um Salvador
Independente de nossas obras ou bondade, precisamos de um salvador. Sobre bondade temos a obrigação de fazer o correto e sermos justos, pois foi para isto que Deus criou o homem. Assim que concluiu a criação humana, Deus logo exclamou! “Muito Bom”.
Mas após a Queda do primeiro homem, a humanidade perdeu a comunhão com o criador e de bom passou a ser mal e praticar iniquidades. Necessitando assim de perdão, remissão e salvação. De muito bom o homem passou a ter o conceito de “Muito Ruim”
Jesus é o nosso perdão, Jesus é a nossa remissão, Jesus é a Salvação. Romanos6:23, Romanos 10:13.
Então o que fazemos de bondade ou
caridade não vale nada?
Claro que vale sim! Pois Deus não é injusto para esquecer do vosso trabalho. Com certeza colheremos os frutos de nossas boas ações. Mas a Salvação da alma, não quero frustá-lo, não depende do que fazes ou de ser “bom”.

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie. Efésios 2:8-9

Somos Salvos para as obras, não pelas obras.

Por Josiel Dias

Não Vejo Nenhum Rebelde Aqui

"Ele é o que perdoa todas as tuas iniqüidades..."
(Salmos 103:3).
Havia um rei que sofria com problemas de rebeldia em seu reino. Certo dia, os rebeldes vieram à presença do rei e, curvando-se a seus pés, pediram clemência. Imediatamente o rei lhes perdoou a todos. Um dos amigos mais chegados do rei se aproximou e lhe perguntou: "Você não disse que todo rebelde deveria morrer?" "Sim", respondeu o rei, "mas, eu não vejo nenhum rebelde aqui."
É dessa maneira que o Rei dos reis nos trata. Somos rebeldes, mentirosos, egoístas, indiferentes às coisas
espirituais, mundanos... porém, quando reconhecemos nossos erros e nos aproximamos dEle pedindo perdão, Ele nos afaga a cabeça, recebe-nos de braços abertos e perdoa todos os nossos pecados. E mais ainda, ensina-nos a andar pelo caminho da verdade e ajuda-nos a viver de maneira santa, pura e abundante.
O Senhor Jesus, ao entrar em nossos corações, transforma nossas vidas e nos faz novas criaturas. Os nossos erros do passado são, por Ele, esquecidos. Ele também nos orienta a não pecar mais.
O sangue remidor de nosso Salvador nos purifica completamente. E, quando o acusador vem para nos lembrar de um erro do passado, podemos lhe dizer que deve cobrar tudo de Jesus que "levou sobre Si as nossas iniquidades".
Quem tem Cristo em sua vida, é feliz e vive tranquilamente. Além de nos perdoar as faltas, Ele nos conduz por sendas de paz e regozijo, nos fortalece para que vençamos as adversidades da vida e promete vitórias em todos os nossos propósitos.
Quando paramos um pouco para refletir sobre o que éramos e o que somos hoje, constatamos que todas as coisas mudaram. Onde está a rebeldia? Não vejo mais. Onde estão as mentiras? Não vejo mais. Onde está a depressão? Não vejo mais. Onde estão as derrotas? Não vejo mais.

O que vejo agora? Vida! Alegria! Felicidade!
 
Por Paulo Roberto Barbosa

Um broto chamado amargura

Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem; (Hebreus 12:15)
Você conhece alguém amargo? Alguém que nada os adoça a vida ou melhore a baixa estima? Você conhece alguém que vive momentos de alegrias, mas logo aquelas risadas viram lágrimas de fel?
Por que disso? Teria como tratá-las?
Liberar perdão é o caminho mais rápido para o processo da cura
Primeiramente é preciso diagnosticar realmente o que provocou esta amargura nas pessoas. O tratamento às vezes doe, pois aqueles que estão incluídos nestas amarguras e conflitos, precisam antes da cura confessar, admitir seus problemas, muitas não querem nem tocar no assunto. Falta de perdão gera o broto da amargura. Quantas pessoas precisam liberarem perdão, quantas coisas do passado, que simplesmente deveriam ficar para trás, acompanham seus donos amargos. Muitas delas além de carregarem este broto, não perdoam a si mesmas e quase sempre também causam amargura nas outras pessoas, pois mesmo que não queiram contar o que estão passando, sua amargura fica evidente por suas atitudes.
Nada poderá ser feito, se esta pessoa não admitir seus problemas e permitir ser tratada. "Aquele que encobre suas transgressões nunca prosperará, aquele que confessa e deixa, alcança misericórdia" Provérbios 28.13
Eu não posso permitir que algo que aconteceu a trinta anos atrás, continue me ferindo ou fazendo mal. Embora tenham ficado marcas profundas, mas estas marcas não podem mais atrapalhar nem embaçar minha alegria. Esquecendo das coisas que para trás ficam, prossigo para o alvo. Filipenses 3:13-14
O Texto base desta mensagem nos aconselha a não deixar brotar a raiz de amargura e muitos por isso tem se deixado contaminar.
Diagnosticando o problema e arrancando a amargura pela raiz.
Perceba que o autor de Hebreus diz que: nenhuma raiz de amargura deve em hipótese alguma brotar. A palavra brotar vem de “broto”, planta minúscula ainda em fase de desenvolvimento. Antes que a amargura cresça, deve ser interrompida seu crescimento e arrancada pela raiz, para que não se desenvolva novamente. Muitas pessoas estão contaminadas, pois esta plantinha que outrora era um brotinho hoje criou-se raiz profunda em seus corações e vivem muito amargas, pois algo do passado ainda estão vivas em seus corações. Só o “Médico” dos médicos para arrancá-la de uma vez, pela raiz. Perceba que na cura, muitas vezes realizada por Jesus, o enfermo tinha que colocar para fora aquilo que fazia mal. Muitas vezes Jesus mesmo sendo onisciente perguntava: “O que queres que Eu te faça”? Logo o enfermo abria o coração e dizia, meu problema é este e quero a cura.
Muitas vezes ficou BEM explícito que Jesus curava tanto o corpo como o interior dos homens, transformando-os de uma forma que todos percebiam a mudança.
Jamais, queridos e amados irmãos, devemos permitir que esta planta chamada amargura crie raiz em nossos corações.
Jesus é o único que tem todo poder para adoçar a sua vida, portanto deixe Ele te tratar, apenas confie que Ele é poderoso para fazer infinitamente mais do que você imagina.

Por Josiel Dias

Simplesmente, mentira na mente.

Pelo que deixai a mentira, e falai a verdade cada um com o seu próximo, pois somos membros uns dos outros.
(Efésios 4:25)
Certa ocasião, eu ouvi de um pastor a seguinte frase: “Uma mentira chama outra, que por sua vez também, chama outra, para sustentar a segunda e assim sucessivamente”.
Sabe que esta situação é uma pura “verdade”?
Para o mentiroso ou para aquele que pratica com freqüência mentiras, quase sempre não há sustentação naquilo que ele profere, e quase sempre tem que criar outra história para confirmar a primeira.
Quando o mentiroso profere uma mentira, faz com muita rapidez e, quase sempre, passado alguns dias, nem ele mesmo sabe o que proferiu.
Então é questionado por alguém sobre o assunto que ele falou dias atrás, como se trata de uma estória mentirosa o seu celebro não registrou aquele acontecimento, portanto o mentiroso fica alguns segundo tentando lembrar o que falou. Logo se percebe que o que ele comentou simplesmente é uma farsa uma mentira, pois esqueceu.
Crente mente?
Boa pergunta. Não deveria mentir, mas em vez enquanto se não vigiar comete sem perceber não só uma mais varias mentiras durante o dia. Eu diria mais; Alguns pregadores, em suas pregações no púlpito com eloqüência às vezes nem percebe que está contando. Muitos deles até inventam algo que nunca existiu apenas para dar ênfase ao contexto da mensagem. No banco a esposa arregala os olhos e pensa: Não foi bem assim!
Há quem diga: Se falarmos totalmente a verdade, arrumaremos muitos problemas diários.
Muitas vezes para não machucar alguém, ou envergonhar em publico ou até mesmo na igreja, se omite alguma verdade.
Outro dia um determinado Pastor e sua esposa foram visitar uma das suas “ovelhas”. Lá chegando a querida ovelha fez um determinado tipo de comida que o Pastor abominava em casa. A humilde irmã, logo fez aquela perguntinha básica que os pastores oram para não serem interrogados, por não terem coragem de falar totalmente a verdade. Após ser forçado a comer aquele “manjar” sopa de jiló e abominável aos seus olhos na presença de sua esposa. Veio a tal temida pergunta: E aí Pastor está gostando? Está uma delícia não é mesmo?
O pastor lutando com o prato e quase se engasgando, responde sem pensar:
“Sim minha irmã, está simplesmente maravilhoso e delicioso”.
Imediatamente a esposa olha em seus olhos como que querendo dar-lhe duas, surras, uma por não comer este tipo de comida em casa. Outra por ter mentido para a irmã.
No domingo passado, advinha o sermão que este pastor havia pregado em sua igreja? Os mentirosos são filhos do diabo.
Simplesmente, Mente na mente.
É quando aquilo que você disse não corresponde com a sua mente ou coração? Fica muito complicado, não achas?
Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. Filipenses 4:8
Este texto do apóstolo Paulo, diz que até em nossa mente deve passar a verdade, nada de mentira. Portanto se a sua boca profere uma suposta verdade e em sua mente é uma “mentira”, isto as escrituras condenam.
Falando a verdade doa a quem doer, agradando ou deixando de agradar.
Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno.
Mateus 5:37
A palavra do crente seja ele pastor ou uma simples ovelha, deve ser de tal forma que todos saibam que o mesmo está falando a verdade. Se precisar dizer “não”, este crente diga. Se for necessário dizer “sim”, que este crente encontre uma forma correta no momento certo de dizer “sim”. O crente precisa ter discernimento, sobre o momento certo de falar uma verdade, pois às vezes esta verdade vai deixar alguém triste.
Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do homem velho com os seus feitos, Colossenses 3:9 Não furtareis; não enganareis, nem mentireis uns aos outros; Levítico 19:11
Não dirás falso testemunho contra o teu próximo. Êxodo 20:16
Outro dia me deparei diante de uma situação em meu trabalho e rodeado de Gerentes e Diretores surge uma pergunta direcionada a minha pessoa que com certeza a minha resposta comprometeria alguns gerentes:
Antes da Resposta, fiz uma oração a Deus bem relâmpago; Meu Deus tenha misericórdia... Esta foi minha oração. De repente, quem me fez a pergunta, desistiu de ouvir-me, pois segundo ele, já sabia a resposta.
Em caso de perguntas que comprometa terceiros, ou até mesmo o nome do Senhor em escândalo, eu creio que exista uma forma de não mentirmos, antes de nossa resposta. A Bíblia condena o mentiroso, ou seja, aquele que vive na prática da mentira. Mas devemos nos esforçar para que dos nossos lábios saiam apenas a verdade.
“Os mentirosos são filhos do diabo”
Frase muito dura de se ouvir, mas é uma realidade, não dita por nós e sim Jesus. Veja abaixo:
“Ele é homicida desde o princípio”, e nunca se firmou na verdade, porque nele não há verdade; quando ele profere mentira, fala do que lhe é próprio; porque é mentiroso, e pai da mentira. João 8:44b

“Ousa dizer a verdade: nunca vale a pena mentir. / Um erro que precise de uma mentira, acaba por precisar de duas”. George Herbert
“A mentira é como uma bola de neve; quanto mais rola, tanto mais aumenta”. Martinho Lutero
“Não suporto falsidade e mentira, a verdade pode machucar, mas é sempre mais digna”. Charles Chaplin

Por Josiel Dias

O caminho reto.


O caminho mais curto entre o Homem e Deus,
é o caminho reto chamado Jesus.
Qual seria a forma mais rápida de chegar entre um ponto a outro, em locais distintos? A menor distância de acordo com a geometria, entre dois pontos é uma linha reta, ou caminho reto. Em um ponto está o homem caído, no meio o “abismo chamado pecado” que impede a comunhão entre ele e Deus. Como este homem chegará a Deus? Como se salvará? Como ter ele a vida eterna? Não teria um atalho? Não teria uma forma mais fácil de ultrapassar este abismo chamado pecado? Romanos 3:23
Porque então o homem insiste ir por atalhos? Porque o homem fica dando voltas, se a linha reta os leva ao alvo?
Quantas pessoas não atentam para esta realidade da geometria, que a reta é a forma mais rápida de chegar entre dois pontos, mas insistem e seguem por atalhos, ou desvios dificultando e distanciando cada vez mais sua chegarem ao alvo. O homem após a queda ficou em um ponto extremo do criador, era impossível caminhar, seguir, dirigir em sua direção. Até que tentava acertar o alvo, mais quase sempre errava e dava voltas em torno de si, dificultando sua chegada.
Mas esta distância foi reduzida, através do reto caminho chamado Cristo. Pois Ele, de uma só vez, resolveu o que para o homem era impossível. Só Cristo veio para direcionar, para religar o ser humano ao seu criador. Mesmo nos dias de hoje tendo Cristo como caminho, solução, muitos se confundem por atalhos passados pela religião. Muitos estão andando em círculos, terceirizando suas orações, devoções e até invocando outros mediadores para que “estes supostos mediadores” intercedam por eles, diante de Deus. Até pensam que estão indo no caminho correto de Deus. Muitos até pensam que “religião” é a opção mais rápida e eficiente de encontra-se com seu criador. A religião mata, atrofia, a religião faz as pessoas serem intolerantes. Foi a religião que jogou dois aviões nas torres gêmeas, foi a religião que torturou e matou através de uma fogueira que de santa não tinha nada. Foi a religião que perseguiu, crucificou e matou Cristo. Embora a religião tenha sua tradução como “religare” ela mais afasta o homem, do que liga em si a Deus. Muitos são devotos da “religião” e não do Criador do Universo. Muitos pensam que apenas por serem religiosos ganharam todos os créditos diante de Deus e serão salvos “por isso”. Bela ilusão pensar e agir desta forma. Tendo apenas um comportamento de religiosidade simplesmente é sair do caminho e andar em atalhos.
Como fazer para alcançar o alvo?
Como fazer para seguir a reta?
Certa ocasião Jesus disse: Eu sou o caminho a verdade e a vida, ninguém vem ao Pai se não por mim. João 14:06 Veja o texto: Ninguém vem ao Pai se não por mim. Não existe outro caminho, sem ser o caminho “Cristo”.
Observe bem o texto de João 14:06, Jesus não é uma opção de caminho Ele é o caminho. Jesus não é uma opção de vida, Ele é a vida. Jesus não é uma opção de verdade, Ele é a Verdade. Não existem duas verdades apenas uma.
Jesus é a linha reta, Jesus é o caminho mais curto que leva o homem de volta para Deus. Não confie em atalho que se mostra como alternativa de chegar mais rápido a Deus.
Só há um mediador entre o homem para com Deus e este mediador chama-se Jesus. Segundo as escrituras, não “há mediadora” ou “mediadores”, e sim Um único mediador. Este mediador chama-se Jesus.

Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem, 1 Timóteo 2:5

Jesus é a solução para sua vida. Deus te abençoe ricamente.

Por Josiel Dias

Alívio para os sobrecarregados.

Mateus 11:28-20
Freqüentemente a gente ouve pessoas dizerem que estão precisando de um descarrego, existem igrejas que praticam o culto ao descarrego, se você esta carregado venha que tiramos o seu descarrego. Na verdade nos conhecemos o maior descarregador do universo, ele é o único que verdadeiramente descarrega. Os outros apenas anestesiam, a fim de que se possa suportar a dor por algum tempo; injetam uma espécie de morfina espiritual, algo parecido com um estimulante, para que não se sinta tanto a dor que está latente. No início desta narrativa Jesus faz 3 declarações importantíssimas:
1) A simplicidade de Deus em se revelar aos humildes ofusca a visão dos sábios (v. 25-26) – aqueles que tentam diagnosticar Deus, explicá-lo, ficam perdidos. Foi Ele que se revelou e não o homem quem descobriu sua existência;
2) Ele Diz Ter toda a Autoridade – Tudo me foi entregue – Ele tinha e tem nas mãos todo o poder;
3) Ele é o único capaz de revelar Deus (v. 27) – Não existe outra fonte de informação ou revelação mais precisa sobre o Pai que não seja o Filho.
E logo após estas declarações Ele faz O convite que ninguém, nunca, jamais, pôde fazer. Cada palavra que surge dos lábios do Messias chegam até os ouvintes cheias exclusividade. Esse é um convite único.
Ainda hoje e mais precisamente em função do mundo em que vivemos essas palavras funcionam como remédio; como resposta e solução para o grande número de pessoas que se vêem em crises, as mais diversas. E vemos Jesus optando pelos cansados, abatidos,oprimidos, frustrados, abandonados, amargurados, desconhecidos até recebe , o título de “amigo de publicanos e pecadores” (Mts 11.19).
Vivemos uma época em que a cada dia é mais fácil encontrarmos pessoas sobrecarregadas. São aquelas que levam um fardo além de sua capacidade de resistência. Há um excesso em determinadas áreas da vida. Alguns de nós somos capazes de suportar determinadas circunstâncias, certos pesos, enquanto outras pessoas cedem mais facilmente. Alguns são capazes de ouvir certas palavras outros não. Apesar dessa diferença entre nós, TODOS TEMOS UM LIMITE DE CARGA. Chega um momento em que o acúmulo sobrecarrega, pesa, é demais, é excesso. A pessoa vai levando, suportando até que um dia não agüenta mais, e cansa, dobra os joelhos, se curva, desiste ou então muitas das vezes deseja jogar tudo para cima. Tenho uma paciente que me disse: não estou agüentando mais o meu marido, vou deixa-lo porque não suporto mais a falta de carinho, tensão dentro de casa esta forte demais para mim. Estou desistindo da família.
As pessoas podem estar sobrecarregadas por causa de:
Problemas Familiares – a rotina de uma casa em conflito é um dos motivos que mais tem sobrecarregado as pessoas. Relacionamento conjugal incompatível, pais e filhos, genros, noras, sogros e sogras.
Problemas Financeiros – As preocupações advindas de uma crise financeira é simplesmente assoladora, principalmente quando não há recursos para se efetuar o pagamento. Daí surgem as pressões, perde-se o sono e a sobrecarga se multiplica; gostaria de colocar alguns dados que são importantes sobre a questão do sono, todos nós sabemos que dormir mal, ter dificuldade para conciliar o sono, traz desconforto para o ser humano. Estima-se que 70% da população mundial apresente algum tipo de distúrbio relacionado ao sono, como por exemplo a insônia que é a principal queixa entre os distúrbios do sono, atinge 30% a 35% da população. O CID 10 que é a classificação internacional dos distúrbios do sono com 84 patologias sendo os principais de dissônias seriam: Insônias, hipersônia, Síndrome da apneia noturna e Narcolepsia como também fatores de riscos: cardiopatias e hipertensão, o sono é uma necessidade básica do ser humano, o que passamos 1 terço de nossas vidas dormindo. A falta de sono pode causar”irritação, demência, epilepsia, asma e muitos outros distúrbios neurológicos. É obrigação alertar aos irmãos sobre esses perigos, estava lendo algo parecido sobre a historia do naufrágio do titanic, antes de acontecer a tragédia eles foram avisandos do iceberg, mas ignoraram pelo excesso de confiança.
Problemas Espirituais – São pessoas que não sabem a origem de tantos problemas e sensações estranhas. Aparentemente não tem motivos, mas na verdade existe uma ação maligna que tira o vigor, desestimula, enfraquece.
Infelizmente nem todos recorrem a Cristo para aliviarem sua sobrecarga.
Alguns chegam a tentar o suicídio. Porque a sobrecarga excede a própria vontade de viver; Alguns outros reagem em busca desse descarrego de maneira que se comprometem ao fazerem trabalhos espirituais malignos; Já outros simplesmente se entregam ao acaso – Estão entregues a um conjunto de pequenas causas independentes entre si, e que determinam um acontecimento qualquer: Vivem de total imprevisibilidade, não programam mais sua própria vida, são escravos da casualidade. É o vaso quebrado de Jeremias.
Talvez você esteja se sentindo assim ou quem sabe conheça alguém nesse estado "irmão Eudaldo, não sei quanto tempo vou agüentar mais. Sinto que estou chegando no meu limite. O que fazer?" O que te cansa, o que te sobrecarrega? O que te puxa para traz, de volta, tirando o teu vigor? Seja o que for, saiba que Jesus pode aliviar tua sobrecarga; descansar tua alma; aliviar tua dor; pode mudar a rotina de derrota e desânimo que impera em sua vida. Jesus está convidando ainda hoje. É sobre esse convite que desejo meditar com você.
VEJAMOS OS DETALHES DESSE CONVITE:
Em primeiro lugar, É UM CONVITE DIRECIONADO A ELE MESMO. (V. 28)
"Vinde a MIM" – Jesus não aponta para outro. Não existem outras pessoas, não existem filosofias, nem pensamento positivo que aliviam a alma. Ele sabe disso, por isso diz: "Vinde a MIM" - À minha pessoa, às minhas palavras. Ele não recomenda outro. Não aponta para a religiosidade, não recomenda mais dinheiro, uma casa nova, fama, prazer, não indica outro tratamento, não indica seções terapêuticas. Não recomenda a reencarnação, nada disso. Ele é o único capaz de dizer: Vinde a mim e eu vos aliviarei. EU mesmo vou aliviar. Ele não recomenda fazer bruxaria, matar galinha preta, andar de joelhos, usar um amoleto nada disso Nos momentos de dificuldade em que nos sentimos incapazes. Somos tentados a pensar que Deus também desistiu de nós. Isso é mentira maligna. Deus nos ama e jamais desistirá de nós.
Eu vos aliviarei.. EU POSSO E QUERO ATENDER A VOCÊ. Eu vou te aliviar, Eu mesmo. Você vai ser tratado por mim, minhas mãos. Este convite expressa o interesse de Deus em alcançar as pessoas. A Bíblia diz que "Deus deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade"1Tm 2:4.
Você pode receber hoje teu alívio não porque teve um encontro com um pastor; ou com um cristal; ou com um gnomo; ou com uma pirâmide; mas porque JESUS deseja tirar a sobrecarga, o peso. Ele vai tocar em você, mudar sua vida, descarregar teu coração, tua alma, teu corpo.
Em segundo lugar É UM CONVITE FEITO A TODOS (V. 28)
Não importa o motivo nem quantos são. Esse "todos", significa que não há impossíveis, ninguém fica esquecido, o poder não se acaba. O amor, a atenção é indistinta. Ele não escolhe as pessoas, não predestina, qualquer um que entender e quiser pode vir. Não faz acepção a partir de nomes, sobrenomes, títulos, cargos. Seja você quem for precisa de Jesus para receber alívio.
Esse "todos" é uma exclusividade de Jesus porque somente ele deseja os indesejáveis, aqueles que já foram desistidos. Ele olha para os doentes e diz eu sou o remédio, sou saúde para você. Por isso meu querido, minha querida, ouça com atenção, não há nada que possa tirar o amor de Deus sobre você. O alívio é possível.O fato de que Deus chama a todos não significa que ele não os conheça individualmente.
Jesus não diz: "Se houver alguém cansado aqui, quem sabe alguém esteja sobrecarregado. Ele não trabalha com hipótese. Ele diz: Você, você aí que está me ouvindo, EU falo contigo. Diz teu nome. Conhece tua dor, sabe onde você mora, o que te sobrecarga, teus anseios, tua espera. Sabe tudo a teu respeito. Nem você mesmo se conhece como Ele. Existem coisas sobre sua vida que você esqueceu, Ele não.
Jesus sabia com quem estava falando, estava olhando nos olhos daquelas pessoas. Seus olhos invadiam a alma e as convencia. Venha a mim, você.
Era como se Jesus tivesse saído aquela manhã com o único propósito de falar com cada pessoa individualmente. Mateus não foi capaz de registrar a presença e nem os problemas dos ouvintes, mas Jesus sabia com quem falava. Em terceiro e último lugar É UM CONVITE QUE OFERECE APRENDIZADO (V. 29-30)
Alguns oferecem benefício sem responsabilidade, sem mudança de vida. Jesus não. Ele oferece mais que solução imediata para o cansaço. Ele oferece aprendizado de vida. "Aprendei de mim..." Venha aprender a viver; aprender a caminhar; aprender a escolher; a decidir; aprender a projetar a vida, aprender a ser manso e humilde de coração. Quando aprendemos a viver como nos orienta Jesus, nos prevenimos contra a sobrecarga, evitamos o excesso, lançando sobre Ele nossa ansiedade, porque tem cuidado de nós. Ele quer te ensinar a ser manso e humilde de coração com todos. Ele não só nos assegura dar alivio, como nos afiança que vai ensinar-nos a viver, você vai aprender a amar e a responder às hostilidades da vida sem amargura. Vou estar com você todos os dias. "Tomai sobre vós o meu jugo..." Receba minha direção, seja conduzido por mim. "Achareis descanso" Há uma descoberta, uma surpresa, uma novidade. O que você procura? Reconciliação, vida com Deus, cura, vida eterna, amor, carinho, presença, refúgio, direção, libertação, descanso. Esta é uma das conquistas mais difíceis do ser humano, pois estamos fechados em nós, que não enxergamos o outro, que só existe como projeção do nosso eu. Conta-se uma historia que havia uma chave que abria a porta do céu e a porta do inferno. Ao mergulhamos em nós mesmos e nos encontrarmos, e nos conhecermos melhor, encontramos aquele que nos alivia, nos dá descanso à alma, abrindo-nos novas e deslumbrantes perspectivas de vida. Então, ela se faz leve, e até as ocasionais cargas se tornam lucro.

Por Eudaldo Freitas Medrado
(Bacharel em Teologia;
Psicanalista Clínico;

Cuidado com a Língua


“Uma língua bela é uma língua que não se envolve em mexericos” Koopman.
O autor tem ouvido pessoas que admitem terem cometido toda a sorte de pecados, mas nunca ouviu ninguém admitir que se tenha envolvido em mexericos. O bisbilhoteiro para desculpar-se usa as seguintes frases:
“Não estou a dizer mal dela”, “Não diga nada a mais ninguém”, “Posso até dizer isto na cara dele/dela” ( na hora diz que não era bem assim)
Os mexericos são uma das mais subtis e comuns doenças da língua. Ataca a toda gente, e é extremamente contagiosa. É uma doença que deixa cicatrizes horríveis e profundas.
Os mexericos são Irreparáveis
“Tem-se afirmado que tirar um gato para fora de uma mala é suficientemente fácil; o problema é tentar pô-lo de novo lá dentro”.
Uma vez lançado um rumor, é quase impossível pará-lo. Podemos arrepender-nos do que fizemos, podemos ser perdoados por Deus, mas não podemos desfazer as circunstâncias.
Acredite nisto: aquilo que você diz acerca de outra pessoa, eventualmente chegará aos seus ouvidos.
“Nem ainda no teu pensamento amaldiçoes ao rei, nem tão pouco no mais interior da tua recâmara amaldiçoes ao rico, porque as aves dos céus levariam a voz, e o que tem asas daria notícias da palavra ”Eclesiastes 10:20
Esta é uma regra a seguir: Se não lhe diria isso na sua presença, então não o diga.
1– Os Mexericos São Opostos ao Amor. Ninguém pode estar a dizer mal de outra pessoa e ao mesmo tempo amar verdadeiramente essa pessoa. 1 Cor 13:6
Três Razões Porque Nos Envolvemos em Mexericos
1-Envolvemos-nos em mexericos porque temos falta de confiança e respeito por nós próprios.
É quando nos sentimos inseguros e ameaçados que temos mais a tendência para nos envolvermos em mexericos sujos, acerca dos outros. Pensamos que roubando o brilho da coroa de outra pessoa a nossa brilhará mais! Pensamos que “deitando os outro abaixo” nos sentimos mais altos.
2- Envolvemo-nos em mexericos, porque não estimulámos suficientemente as nossas mentes com coisas mais importantes.
Charles Allen no seu livro “A Psiquiatria de Deus”, diz: “Quem tem a mente avançada fala de ideias; quem a tem a mente num nível mediano fala de factos e os de mente mesquinha falam dos outros”.
3- Envolvemos-nos em mexericos porque não temos nada para fazer.
“Mentes vazias e mãos vazias, oficina do diabo”
Exercícios de beleza: Conceitos para eliminar grandes movimentações.
1- Antes de “contar a história” de alguém verifique se ela é verdadeira. Por exemplo, se ouvir dizer que a senhora Antunes deixou o marido, pergunte-lhe se é verdade. Isto vai resolver dois problemas: acaba com a sua conversa e evita eventuais atitudes da parte da senhora Antunes.
Filtre as histórias que lhe contam por Filipenses 4:8 É verdade, é honesto, é justo, é puro, é amável, traz boa fama? Se passar todos estes filtros, então siga em frente. Diga-o a toda gente!
2- A próxima vez que se encontre com um amigo, ou irmão, talvez para tomar café, faça um acordo mútuo de falar em tudo excepto acerca das outras pessoas. Se quiserem podem até estabelecer uma multa para quem infringir a regra!

Baseado no livro de Koopman “Cuidados de beleza a ter com a língua”.

Por: António Magnani

Boa Largada

“O Que define a vitória, não é a arrancada...”
O que a nossa corrida espiritual tem a ver com o atleta maratonista?
Todos nós já assistimos ou temos conhecimento sobre corredores maratonistas não é mesmo? Também temos conhecimento sobre todas as dificuldades que os atletas encontram para chegarem ao pódio. Entre tantas maratonas, creio que todos nós conhecemos a famosa Corrida de São Silvestre, que acontece todo final de ano, e a TV transmite na íntegra esta corrida. O que podemos aprender com o atleta maratonista? Eu diria que uma corrida de maratona seja ela inteira ou meia podemos tirar várias lições para a nossa corrida, ou vida espiritual. Vejamos:
"A largada"
Você já deve ter se perguntado, porque quase sempre aqueles corredores que saem em disparadas, não são os mesmos finalistas ou ganhadores?
Eles conseguem até uma largada excepcional mas após certa distância começam a sentir o peso e cansaço e sua velocidade já não é como na largada.
Não é assim que ocorre em nossa corrida espiritual? Muitos começam tão bem na fé, tem uma arrancada sensacional todos o veem na frente como um vencedor, mas após um trecho percorrido, começam a perceber que o cansaço já os abatem devido o trajeto e a distância da corrida. Então, simplesmente entregam os pontos e aos poucos vão parando até desistirem do percurso.
"É Preciso persistir, e olhar para o alvo.."
Muitos corredores olham o tempo todo para os lados, olham insistentemente para trás, preocupado com os outros que correm atrás dele e nisto perdem tempo e perdem a visão do principal, que é a chegada ao alvo determinado. O apostolo Paulo fala algo tremendo, quando diz: Esquecendo-me das coisas que para trás ficam, prossigo para o alvo....Filipenses 3:13-14 Filipenses 3:12
O apostolo Paulo diz que ele mesmo ainda não chegou lá, mas continua a correr, pois ele sabe que parar ou desacelerar não é a solução. Simplesmente agindo assim, causará retrocesso em sua corrida. Neste momento o que interessa ao corredor Paulo, é simplesmente o alvo o final da corrida o final da prova. Doendo ou faltando-lhe o fôlego, apenas ele visualiza a faixa escrito “Chegada” I Corintios 9:26, I Corintios 9:26-27.
"Quem vencerá a maratona"?
Vencerá a maratona o corredor que persistir, o corredor que está bem preparado e com firmeza e convicção do alvo. Vencerá aquele que não desistir, que não parar nem voltar atrás. Vencerá a maratona aquele que corre não só na largada, mas mantem sua corrida, não olhando para o trecho que falta, apenas dizendo para si mesmo: Estou chegando, estou quase lá..Hebreus 10:38. Quem vencerá segundo Paulo? Vejamos: Não sabeis vós que os que correm no estádio, todos, na verdade, correm, mas um só é que recebe o prêmio? Correi de tal maneira que o alcanceis. I Corintios 9:24.
"A Tentação de parar"...Tiago 1:12
Para o maratonista, existem várias etapas no percurso da maratona que praticamente o convida à desistir. Dizem que na metade da prova é preciso uma concentração muito grande do atleta, pois parece que o coração vai parar, parece que as pernas somem, e é difícil até respirar. O corpo entra em um período crítico. Mas o atleta olhando para coroa e o prêmio que os espera, busca forças e consegue terminar bem a prova. Ele sabe que no final descansará de toda aquela corrida.
Queridos e amados do Senhor sabemos que o nosso descanso não é aqui. Está difícil até de respirar, o caminho é longo? Creia que chegarás no final da prova. Não pare, não desista o Senhor é a nossa força. A tentação é grande para fazer você parar, mas apenas visualize o alvo, veja a coroa de vitória que já está garantida para você. I Corintios 9:27
"Chegando ao final da prova".
O Apostolo Paulo fala algo tremendo de sua carreira ou corrida veja:
Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda. II Timóteo 4:7-8
Começar bem, manter-se firme no trajeto é a garantia de chegar ao final da prova e ainda tendo a fé preservada. O combate com certeza será grande a carreira difícil, mas tenha a certeza que serás vencedor.

Deus o abençoe ricamente

Por Josiel Dias

Os pregadores mais estranhos da Bíblia

Através da Bíblia entendemos que, capacidade humana nunca foi pre-requisito para ser instrumento de Deus. Nos grandes livramentos de Deus ao seu povo, vemos Deus usando coisas loucas para confundir as sábias.
Usando coisas fracas deste mundo para confundir as fortes. Escolhendo as coisas vis e as desprezíveis, e as que não são para aniquilar as que são; Para que ninguém se glorie perante Ele.
Baseados na ótica de escolha de Deus, contemple comigo alguns pregadores que Deus usou grandemente – diremos logo: “Senhor! Que pregadores mais estranhos!”
A Pomba que Noé Soltou
Gn 8:11 “E a pomba voltou a ele sobre a tarde; e eis, arrancada, uma folha de oliveira no seu bico; e conheceu Noé que as águas tinham minguado sobre a terra” A) Noé soltou esta pomba por 3 vezes
B) Ao voltar a terceira vez pregou com a folha de oliveira que trazia – Pregou para Noé – A MENSAGEM DA FIDELIDADE DE DEUS
A jumenta de Balaão
Nm 22:28 “Então, o Senhor abriu a boca da jumenta, a qual disse a Balaão: Que te fiz eu, que me espancaste estas três vezes ?”
A) Balaão estava desobedecendo a Deus...E, Deus chama para ser pregadora a jumenta que levava o profeta desviado...
B) Duas coisas concernente a jumenta:
1a. Balaão estava sem visão, mas a jumenta estava vendo (Nm 22:22-27) Viu o anjo 3 vezes (Nm 22:33)
2a. Balaão tinha perdido a muito, as mensagens de Deus – Mas Deus abre a boca da jumenta (Quantos pregadores que já perderam a Visão e a mensagem)
C) A jumenta de Balaão pregou a MENSAGEM DE ADVERTÊNCIA para ele.
Os Corvos que alimentaram Elias
1 Rs 17:6 “E os corvos lhe traziam pão e carne pela manhã, como também pão e carne à noite; e bebia do ribeiro.”
A) Estes corvos pregavam para Elias duas vezes ao dia
B) E a mensagem era sempre a mesma: A MENSAGEM DA PROVIDÊNCIA (Deus cuida dos seus servos)
Os cães da parábola do Rico e do mendigo Lázaro
Lc 16:21 “E desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas.”
A) O quadro calamitoso daquele mendigo nos traz comoção
B) Aqueles cães lambendo suas feridas – falam do limite do sofrimento (Fome, miséria, abandono e enfermidades)
C) Aqueles cães foram únicos a se aproximarem do desprezado Lázaro. Pregaram a MENSAGEM DA COMPAIXÃO.
O galo que cantou
c 22:60-62 “E Pedro disse: Homem, não sei o que dizes. E, logo, estando ele ainda a falar, cantou o galo. E virando-se o Senhor, olhou para Pedro, e Pedro lembrou-se da Palavra do Senhor, como lhe tinha dito: Antes que o galo cante hoje, me negarás três vezes. E, saindo Pedro para fora, chorou amargamente.”
A) Este galo pregou para Pedro a MENSAGEM DE ARREPENDIMENTO
6. OS BICHOS QUE DEVORARAM O REI HERODES AGRIPA
At 12:23 “No mesmo instante, feriu-o o anjo do Senhor, porque não deu glória a Deus; e, comido de bichos, expirou.”
A) Agripa era um homem extremamente soberbo e arrogante...
B) Aqueles bichos(vermes) pregaram para Herodes a MENSAGEM DE JUÍZO (Gl 6:7)
CONCLUSÃO:
-Se Deus pode usar estes pregadores tão estranhos... Não poderá usar você, imagem e semelhança de Deus, salvo e lavado pelo Sangue de Cristo? Entregue-se inteiramente nas Mãos do Senhor e sejas usado por Ele.

Tente Explicar Deus..

O Mistério de Deus, é inexplicável
É Mistério, as coisas de Deus não tem explicação, são mistérios.
É Mistério, quem tentar contender morre sem entender, porque é mistério.
Me explique, como um homem entra numa cova de leões e sobrevive?
Pela manhã ainda da um grito: Rei! Para sempre vive! Tente se puder me dê uma explicação. Me explique, como é que uma chave de madeira consegue abrir o mar? E milhares de pessoas a pés enxutos atrevessar, estudem esse fenômeno e se podes me dê uma explicação.

Você me explique, como é que treze voltas e um grito botam muro no chão? Sem precisar de bomba, se ouve a implosão.

É difícil imaginar, pois este assunto é muito sério. Me explique, como é que três jovens entram numa fornalha e não se queimam? E pra dar um charme lá dentro, ainda passeiam.... Você não sabe explicar, pois este assunto é mistério.

Me explique, como é que de uma só vez, Deus escuta todos nós? E de forma alguma Ele confunde a nossa voz, quando clamamos a Ele de coração. Me explique, como é que Deus complica e descomplica e explica porque complicou? Sem nunca ir a uma escola, mas dos professores ele é o professor. Deve haver em algum lugar pra isso uma explicação.

Você me explique, como é que Cristo desce ao mundo pra morrer pormim? Mesmo sabendo que eu era todo cheio de defeito assim, aquela morte lá no Gólgota será que tem uma explicação? Você me explique, como Deus derrama sobre nós o Espírito Santo? Que com gemidos intercede por nós e inspira nosso canto. E ainda derrama sobre nós, uma cachoeira de unção.

Me explique, como foi naquele tempo que aquele livramento aconteceu? Foi por um fio, por muito pouco, que você não morreu. Quando pensaram que você tinha morrido, Deus te colocou de pé. Me explique aqueles hinos que você canta dentro de teu lar? E quantas vezes não sabes a letra, mas não deixas de louvar, e através de teu louvor Deus vai almentando tua fé? Você me explique, como você sofre tanto e ainda consegue cantar?

Mesmo sem forças se arrastando, mas conseguiu chegar, estás aí e parece que nada aflige o teu coração... Ainda é mistério, o que Deus irá fazer na tua história, enquanto isso, vai cantando e dando gloria, pois ele hoje abraça tua alma e o teu coração.
Por Samuel Mariano

Haverá Crianças no inferno?

Essa questão tem motivo de muita discussão há séculos, e a muitos cristãos ainda faltam argumentos bíblicos que comprovem o destino celestial dessas pessoas muito estimadas. Deus, na sua sabedoria, poderia ter escondido a resposta bíblica daqueles que a esmagariam debaixo de seus pés e a rasgariam, criando um jogo de confusão, mas isso não é consistente com o caráter de Deus revelado na Bíblia, que ele poderia privar crentes sinceros dessa informação, dentre os quais alguns têm perdido seus pequenos com pesar.
Se não podem ser encontradas afirmações diretas sobre o assunto nas sagradas Escrituras de Deus, a resposta, então, deve ser encontrada em princípios bíblicos claramente estabelecidos, que podem ser adequadamente aplicados ao caso em questão. Em Romanos, capítulo nove, um lugar não esperado, encontra-se um princípio válido e convincente. É Aqui, nesse trecho em que muitos pensam estar sendo delineado um Deus severo e irracional, que encontramos o maior Deus de misericórdia. Esse capítulo é provavelmente uma das passagens menos compreendidas e menos aceitas de toda a Bíblia, mesmo contendo uma pérola preciosa de verdade com um peso substancial sobre o assunto.
Começando pelos versos 10-13, vemos o apóstolo Paulo procurando regular as obras segundo o princípio de que Deus confere misericórdia. Jacó e Esaú eram igualmente pecadores por natureza no ventre de Rebeca, quando Deus tornou conhecido a ela o decreto de que Jacó seria a semente da promessa e recebedor da misericórdia de Deus (Gênesis 25:21-23; Salmos 51:5). É Plenamente sabido que a escolha feita por Deus resulta do seu propósito de trazer glória para Si mesmo, e não de alguma previsão dos feitos deles. Não foi a previsão das ações e das obras do homem a motivação para Sua escolha dentre aqueles que Ele salvaria, mas sim um conhecimento prévio que fluiu do propósito eterno de Deus e amor eletivo (veja o versículo 13). O apóstolo afirma ainda, "Porque os que dantes conheceu também os predestinou para serem conformes à imagem de seu filho" (Romanos 8:29). Esse é um ponto importante porque, se Deus pode prever o arrependimento e a fé de uma pessoa, o que acontece com aqueles que morrem no ventre ou na infância?
Nossa natureza pecaminosa herdada da concepção é digna da ira de Deus por toda a eternidade, mas nosso texto mostrará que, se alguém, possuindo tal natureza, é brecado pela morte antes que possa manifestar uma resistência pessoal consciente a Deus, torna-se manifestadamente um vaso de misericórdia. Deus viu a ambos Jacó e Esaú necessitados de misericórdia quando a graça eleita foi atribuída a Jacó e retida em relação a Esaú. Fora da misericórdia de Deus, não há esperança. O próprio arbítrio e determinação do homem são inúteis (verso 16).
Assim como Jacó é um caso clássico da graça de Deus e representa todos os eleitos, o Faraó é um exemplo clássico de todos aqueles sobre quem Deus exercitará sua ira. Esaú caiu nesta última categoria, mas é mencionado em nosso texto para mostrar a benevolência da escolha de Jacó feita por Deus. Deus tinha um exemplo melhor para demonstrar seus propósitos com relação a Sua santa ira por meio do infame Faraó.
Deus permite que a natureza pecaminosa de alguns floresça como objetos de ira, sobre os quais obtém glória. O versículo 17 mostra que Deus sofreu muito com a maldade crescente do Faraó, tornando-se objeto da ira de Deus. É Crucial o entendimento do versículo 18 para compreender o princípio sobre o qual essa passagem se constrói. Toda a raça humana se inclui nesse pronunciamento inspirado por Deus no versículo 18. Não há uma pessoa sobre a Terra que morre sem ser ou um vaso de misericórdia ou um vaso de ira. Ou se experimenta a obra regeneradora do Espírito ou se permanece no processo de endurecimento do coração. O "mesmo barro" de que se fala no versículo 21 é uma referência a toda a humanidade em seu estado de queda.
O barro tem qualidades inerentes que incluem seu endurecimento. Deixá-lo em seu estado natural e admitir sua existência o levará ao endurecimento. O endurecimento é atribuído a Deus, mas esse é um trabalho negativo porque Deus permite que alguns continuem em sua natureza arruinada até que manifeste resistência à justiça de Deus. Se o processo de endurecimento do coração não é parado, tem-se uma prova de que se trata de um vaso de ira. Se o processo de endurecimento é interrompido em alguém sobre quem antes tinha domínio, tem-se evidência de que se trata de um vaso de misericórdia. Apenas a graça de Deus manifestada em si mesma no novo nascimento pode interromper a influência do endurecimento da natureza decadente do homem (Efésios 2:1-10).
Deus não colocou uma maldade nova no coração do Faraó e nem mesmo no coração de qualquer um. "Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta. Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência" (Tiago 1:13b-14). O pecador não ajudado pela graça da eleição de Deus continuará em seu endurecimento até que alguma medida da horrível resistência à justiça de Deus apareça. Todos os humanos são, estando no processo de endurecimento, um vaso de ira, ou, estando sob o trabalho de regeneração que pára o endurecimento, um vaso de misericórdia.
Os vasos de ira devem ser encaminhados para a destruição (a punição eterna resultante do julgamento procedido por Deus). Nenhum vaso que não foi preparado para a destruição terá parte no julgamento de Deus com vistas a destruição (verso 22). Nenhuma pessoa perdida deixa de ir para o inferno se não tem sido objeto da paciência e da longanimidade de Deus. Nem todos serão submetidos à mesma medida de ira, assim como nem todo vaso de misericórdia manifestará o mesmo grau de absolvição. Romanos 2:3-6 ensina que, quanto mais o coração de alguém resiste ao arrependimento, mais a ira de Deus recairá sobre ele.
Em Mateus 18:1-6, Jesus usa crianças como ilustração de algumas qualidades que existem no reino de Deus. O que foi que Jesus viu nessas crianças? Não uma natureza pecaminosa, porque todos são pecadores desde o tempo de sua concepção. Aquilo a que Jesus se referiu nas crianças foi essa falta de resistência consciente, o processo de endurecimento falado em Romanos, capítulo nove. O que há em comum entre o salvo e as crianças? Ambos têm uma natureza pecaminosa, a regeneração também tem uma natureza sagrada que exercita um poder que breca o processo de endurecimento, tornando-o como as crianças. Aquilo que comumente se chama idade da responsabilidade é, na verdade, aquele ponto na vida quando a natureza de uma criança pecadora conscientemente, isto é, pessoalmente, resiste em testemunhar a justiça de Deus. Deve ser observado que o argumento desenvolvido neste parágrafo recai não sobre a falta de responsabilidade de um bebê ou uma criança, mas sobre a prova de que são recebedores de misericórdia.
Aqui está a pérola preciosa encontrada em Romanos nove que responde nossa pergunta. Se Deus, que sustenta a vida de todos em Suas mãos, escolhe tirar desse mundo alguém cuja idade, entre a concepção e a morte, não lhe permitiu tempo para experimentar esse duro processo, não é digno da ira de Deus, e, conseqüentemente, é um vaso de misericórdia. Deus não receberia glória de alguém que não foi justamente preparado para o inferno. A longanimidade de Deus não é mostrada em ação até esse duro processo começar. Se alguém morre antes desse duro processo começar a tomar lugar, cai na categoria daqueles que são vasos de misericórdia. Ninguém merece a salvação, nem mesmo aqueles que ainda estão no ventre. Mas há um grupo que deixa esse mundo antes mesmo que lhe possa ser dito que, aos olhos de Deus, cometeu alguma bondade ou maldade como uma ação pessoal conscientemente contra Deus. É nessa categoria que Jacó e Esaú estavam quando ainda estavam no ventre. Nos ensinamentos de Jesus concernente ao reino, no qual usou crianças como seus objetos de comparação, parece evidente que jovens crianças, pecadoras por natureza, podem também estar nesse grupo.
Todas as pessoas, sem exceção, quando morrem, morrem como alguém que é vaso de misericórdia ou vaso de ira. O princípio de verdade ensinado em Romanos nove estabelece que jovens e crianças que morrem antes que seus corações comecem a robustecer contra a Deus incluem-se na categoria daqueles sobre quem Deus mostrou misericórdia. A morte deles testifica que Deus deve tê-los preparado instantaneamente para o céu através da limpeza e regeneração, sabendo que morreram despreparados para a ira. Mateus 21:16b é uma conclusão adequada, "pela bocas dos meninos e das criancinhas no peito tiraste o perfeito louvor". O louvor deles pela glória de Deus será ouvido no céu, não no inferno.

Por Pastor Charles Hunt

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(778) Cristãos Perseguidos (530) Cristãos (518) Bíblia (488) Intolerância Religiosa (363) Israel (338) Evangélicos (302) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (194) oração (184) Homosexualismo (177) catolicismo (153) Rede Record (148) homofobia (146) Irã (140) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (125) pecado (120) Política (113) islan (112) ateus (109) judeus (109) Religião (105) Aborto (104) Milagres (103) Natal (102) Ahmadinejad (91) Criança (91) esporte (91) Testemunho (86) globo (77) guerra (73) Salvação (71) Perdão (70) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (54) adoração (48) heresia (48) Drogas (42) Prosperidade (42) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (38) carnaval (36) Idolatria (35) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Confiança (19) Mentira (19) Alegria (18) Nasa (18) DIP (16) Oriente Médio (16) Rei David (16) Suicídio (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Paz (15) Pena de Morte (15) Pornografia (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) obediência (12) dia das mães (11) impureza (11) Ansiedade (10) Justin Bieber (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) livre arbítrio (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil