Dois "Leptos" de qualidade

Lucas 21:1-4
Certa ocasião Jesus colocou-se entre o altar e o gazofilácio no templo em Jerusalém para observar os chamados adoradores ofertantes. Jesus via, naqueles chamados “adoradores”, suas ofertas, via suas quantidades, como também a intenção em ofertar as sobras na casa de Deus. Diz o texto em Lucas 21: 1-4 que vinham os grandes ofertantes com  quantidades de dinheiro e ali depositavam suas magníficas sobras. Mas suas ofertas não ultrapassavam em qualidade a oferta da pobre viúva, que só tinha alguns centavos. Segundo Jesus, a oferta daquela pobre mulher superava toda a grana depositada ali, pois ela deu tudo o que tinha. Talvez a classificação dos administradores do templo, como nos dias de hoje, classificariam aquela pobre viúva e sua oferta como insignificante.
Eu fico imaginando quando o tesoureiro abria o gazofilácio e se surpreendia diante das grandes quantidades, esquecendo-se no fundo do gazofilácio as humildes moedinhas deixadas pelos pobres e desprovidos.
Atenção adoradores e ofertantes, Deus não se surpreende com quantidades elevadas, nem sobras de ofertas que levas para igreja. Nem tão pouco terás créditos porque o teu dízimo é o maior da igreja. Deus olha para tua intenção, motivação, obediência e acima de tudo o teu coração, mesmo pouca que seja a oferta Ele recebe maravilhado de seu ato. Caso contrario a tua oferta apenas alegrará os olhos dos administradores do templo e do tesoureiro.
Aquela mulher conseguiu chamar a tenção de Jesus com seu ato, com seu intimo doando tudo que tinha, voluntariamente como primícias.
Este “ tudo que tinha” Não é como se pregam em algumas igrejas deste século: dê tudo o que você tem, até a passagem e volte a pé para casa.
Depois o ofertante sai reclamando por ter obedecido ao seu líder e que agora tenha que caminhar dois quilômetros a pé resmungando.
Lembre-se: “ Deus quer que você oferte, primeiramente, partindo do coração” não por obrigação, nem por imposição, seja de quem for. Nem tão pouco Ele está preocupado com o valor que você leva, pois ele é dono de toda prata e ouro. Lembre-se que adoração é individual ninguém pode interferir como deve ser seu ato, apenas faça de todo coração lembrando-se que entre o altar e o gazofilácio encontra-se Jesus observando sua oferta.

Jesus, levantando os olhos, viu os ricos deitarem as suas ofertas no cofre; viu também uma pobre viúva lançar ali dois leptos*; e disse: Em verdade vos digo que esta pobre viúva deu mais do que todos; porque todos aqueles deram daquilo que lhes sobrava; mas esta, da sua pobreza, deu tudo o que tinha para o seu sustento. Lucas 21:1-4

Deus te abençoe ricamente.
Por Josiel Dias 


*Matando a curiosidade, o que é Leptos?:
O leptoV, leptos, era a menor moeda judaica em circulação e a única desta origem citada no Novo Testamento. Valia muito pouco, cerca de 2% do valor do denário, ou seja, o pagamento de quinze minutos ou menos de trabalho. Tem o seu nome derivado do termo grego leptoV, leptos, que significa "despojado da própria pele", "desnudo", "delgado", "fino", delicado", "leve", e vem do verbo lepw, lepo, "pelar", "descascar", "desnudar". Podemos notar pelos significados que o leptos não tinha nenhuma camada externa de prata ou ouro, mas era feito de materiais menos nobres como o cobre ou bronze, extremamente fino ou delgado, portanto de pequeno peso e destituído de valor monetário, conferindo pouco poder de subsistência e compra a seu ganhador ou portador. Dois dessem pequenos leptos era toda a renda da pobre viúva de Mc 12:42. Não havia oferta menor que dois leptos. Portanto aquele viúva ofertou a menor soma, porém tudo o que possuía

Um Filho De Presente

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna"
(João 3:16).
Durante a Segunda Guerra Mundial, uma mãe caminhava, à noite, com seu filho pequeno. Enquanto seguiam pela rua, o menino notou que, em várias casas, haviam pequenas bandeiras com estrelas pintadas. "O que significam essas bandeiras com estrelas, mamãe?" perguntou ele. A mãe explicou que as pessoas, naquelas casas, haviam dado um filho para a guerra. Ele percebeu que em algumas casas, haviam duas e até três bandeiras. Após alguns momentos ele olha para cima e vê a primeira estrela no céu. "Veja, mamãe", disse o menino, "Deus deve ter dado um filho também."
Sim, Deus deu um Filho, não para uma guerra entre nações, mas, para salvar o homem perdido. Não para os Estados Unidos, mas para toda a terra, para todos que crêem em Seu nome, para todos que o recebem no coração.
Deus deu Seu Filho -- para que tivéssemos paz e segurança, para que aprendêssemos a amar e perdoar, para que esquecêssemos de toda vaidade, de todo ódio, de tudo que nos leva à morte eterna. Deus deu Seu Filho, para que eu e você fôssemos um, para que estivéssemos unidos pelo bem da humanidade, para que aprendêssemos a sorrir e viver a verdadeira felicidade. Deus deu Seu Filho, para que nossas culpas fossem perdoadas e esquecidas, para que nosso nome fosse colocado no Livro da Vida, para que ocupássemos um lugar especial, junto com Cristo, nas moradas eternas celestiais.
Deus deu Seu filho -- por nós e para nós. Ele fez isso porque nos amou, porque não queria que um só de nós se perdesse, porque é o nosso Pai amado.
Deus deu Seu filho para o seu coração -- você já deu o seu coração para Deus?

Por Paulo Roberto Barbosa

Ninharias


"E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição" (Colossenses 3:14).
Um amigo viu, certa vez, Michelangelo trabalhando em uma de suas esculturas. Depois de um certo tempo, viu-o trabalhando novamente e, não percebendo muito progresso no trabalho, perguntou: "Você não fez nada desde que estive aqui da última vez?" "Claro que fiz", respondeu o escultor. "Eu retoquei esta parte e poli isto aqui; Eu suavizei esta característica e destaquei aquele músculo; Eu dei mais expressão para este lábio e mais energia para este membro". "Bem, bem", disse o amigo, "todos estes são ninharias". "Pode até ser", Michelangelo Respondeu, "mas lembre-se que ninharias produzem perfeição e esta perfeição não é nenhuma ninharia."
Temos nós buscado a presença do Senhor para um maior relacionamento com Ele e um crescimento em nossa vida espiritual? Temos procurado conhecer a Palavra de Deus para uma maior compreensão da Sua vontade e, desta forma, poder glorificá-lO em todas as nossas atitudes? Temos dedicado um tempo de oração para ouvir a voz de Deus e saber o que Ele tem para nós?
Às vezes pensamos que tudo isso é dispensável e que basta ter levantado, um dia, a mão para o Senhor que tudo mais é automático. Achamos que ir aos cultos, fazer visitas aos enfermos ou ausentes, participar dos departamentos de nossas Congregações ou distribuir um folheto evangelístico são "ninharias" espirituais que nada acrescentarão ao fato de já sermos cristãos. Chegamos mesmo a dizer que "ninguém é perfeito" e que ninguém deve pensar em perfeição.
O apóstolo Paulo nos diz que devemos crescer em Cristo e que o amor é o vínculo da perfeição. Eu sei que somos pecadores e temos muitas falhas, mas, em meu viver diário, eu peço ao Senhor que me revista de Sua graça e que me faça melhor a cada dia. Fico muito feliz quando Jesus trabalha em mim, moldando minha vida de acordo com a Sua vontade. Eu o amo e amo a todos que precisam da salvação. Sei que não sou perfeito, mas, o caminhar em direção à perfeição em Cristo é o que mais desejo e busco.

E você, ainda acha que tudo é ninharia e
sem importância?

Por Paulo Roberto Barbosa

Grandes Maravilhas

"Disse Josué também ao povo: Santificai-vos, porque amanhã fará o SENHOR maravilhas no
 meio de vós" (Josué 3:5).
Há muitos anos atrás, em uma visita humanitária, o missionário Dan Crawford, junto com seus companheiros na África, se viram bloqueados por uma enchente que fez aumentar o volume de água de um rio que precisavam atravessar. A única coisa que podiam fazer, diante daquele obstáculo, era orar -- e eles oraram! Quando terminaram suas orações, uma grande árvore tombou sobre o rio formando uma ponte! Com um grito de puro júbilo, eles seguiram adiante e cumpriram a missão que Deus lhes havia confiado. (Gary Bowell)
Por que não vemos mais os grandes milagres acontecerem? Por que não vemos as grandes maravilhas que tanto esperamos do Senhor? Por que as nossas orações não produzem mais os grandes efeitos do passado?
O Senhor é o mesmo; Seu poder é o mesmo; Seu desejo de abençoar é o mesmo... Mas, nós não somos mais como os homens do passado! A nossa fé é vacilante, nossa esperança é frágil, nosso amor ao Senhor é insignificante, nossa determinação espiritual é quase nula. Buscamos ao Senhor por interesse, oramos por mera rotina, vamos aos cultos quando nada temos de melhor a fazer. O poder da igreja é fraco porque não confiamos verdadeiramente no Senhor.
Josué conclamou o povo a se santificar. E o povo obedeceu! Hoje somos convocados para buscar a Deus, para manter o coração puro, para glorificar ao Senhor em tudo que fazemos, porém, quase sempre nos mantemos indiferentes a qualquer convocação.
Queremos ver as maravilhas; queremos ver os milagres; queremos ganhar muito dinheiro; queremos conquistar o mundo, mas, não queremos nos submeter à vontade do nosso Deus e nem abrir mão de nossos próprios prazeres materiais.
As grandes maravilhas são conseguidas com santidade. Os grandes milagres são obtidos com obediência e fé. Uma vida abençoada é fruto de uma plena comunhão com o Senhor Jesus Cristo.

Você quer ver Deus agindo em sua vida?
Siga o conselho de Josué!

Por Paulo Roberto Barbosa

Sodomia é Pecado?

A Sodomia é pecado.

Leiamos o que diz a Palavra de Deus.
Levíticos 18:22.
"Com homem não te deitarás, como se fosse mulher; abominação é;"

1ªTimóteo :9-10.
09-"Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligioso, para os parricidas e matricidas, para os homicidas,"
10-"Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina,"
Agora vamos continuar......
Levíticos.20:13.
"Quando também um homem se deitar com outro homem, como com mulher, ambos fizeram abominação; certamente morrerão; o seu sangue será sobre eles."
Quando acontecia isto no antigo testamento tais pessoas seriam mortas literalmente. Nos nossos dias isso não acontece literalmente, mas a morte espiritual essa é real. O homem fica morto nos seus delitos e pecados.
Efésios  2:1.
"E VOS vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,"
Pelo mesmo motivo Deus destruiu os habitantes de Sodoma e Gomorra.
Por isso é pecado, é abominação perante Deus o acto de sodomia e homossexualidade. Pode os governos aprovarem leis, e amordaçar a boca dos cristãos.Mas o acto da homossexualidade É PECADO. Mesmo que rasguem as Bíblias todas não vão mudar Deus. Quero alertar aos governos que defendem o acto de sodomia e homossexualidade, que esses governos estão em pecado.
É de reparar o que diz a Bíblia:
Romanos 1:32.
"Os quais, conhecendo o juízo de Deus (que são dignos de morte os que tais coisas praticam), não somente as fazem, mas também consentem aos que as fazem."
Então mesmo os que não praticam o pecado, mas consente, e regulam leis para que este acto se pratique, eles estão a pecar contra Deus.
Deputados, ministros e outros governantes, são tão culpados como os que praticam o pecado. E de certeza que irão prestar contas diante do Cordeiro de Deus.
1ª Corintios 6:12,13.
12-"Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma."
13-"Os alimentos são para o estômago e o estômago para os alimentos; Deus, porém, aniquilará tanto um como os outros. Mas o corpo não é para a fornicação, senão para o Senhor, e o Senhor para o corpo."

Fonte A Verdade que Liberta

Para Onde Estamos olhando?


"Olhando para Jesus, autor e consumador
 da fé" (Hebreus 12:2).
"A derrota vem de olhar para trás. A distração vem de olhar em volta.
O desânimo vem de olhar para baixo. A libertação vem de olhar para cima."
Para onde estamos olhando? Qual o foco de nossa vida? O que queremos ver e o que esperamos encontrar na direção para onde estamos olhando?

Há pessoas que olham constantemente para trás; para justificar suas queixas, para murmurar dos tropeços, para lamentar as derrotas. Há pessoas que nunca percebem o quanto são abençoadas, o quanto Deus lhes ama, o quanto perdem oportunidades de realizar os sonhos.

Estão sempre distraídas espiritualmente e só conseguem enxergar os problemas que enfrentam. Há pessoas que desistem facilmente, não lutam e nem se esforçam, não perseveram quando sofrem o primeiro revés. Estão, em todo tempo, olhando para trás, em volta ou para baixo.

Quando olhamos para o lugar errado, vemos o que não queremos ver ou o que não devíamos ver. Erramos a direção do olhar e, ao mesmo tempo, erramos o caminho a seguir. E se erramos o caminho, perdemos a paz, as bênçãos e a felicidade.

Eu prefiro olhar para cima, para o Senhor Jesus Cristo, para o autor de minha fé. Ele me impede de estar distraído em relação à minha vida espiritual, de desanimar diante dos obstáculos do caminho, de sentir-me derrotado quando a vitória demora a chegar. Sim, é para Ele que eu olho desde que acordo até a hora em que volto a dormir. É para Ele que eu olho quando preciso tomar alguma decisão. É para Ele que eu olho sempre, para agradecer, por eu ser tão feliz.
Você também compreende que, para ter uma vida vitoriosa, precisa olhar para cima?

Por Paulo Roberto Barbosa

Somos Observados


"E ela disse a seu marido: Tenho observado que este que passa sempre por nós é um santo
homem de Deus" (2 Reis 4:9).
Uma secretária executiva disse, em certa ocasião: "Quando eu comecei a pressentir Jesus, de pé atrás de meu chefe, meu trabalho mudou. Eu tive que melhorar muito o meu desempenho. Até a humilde tarefa de servir café se tornou um prazer para mim e minha atitude arrogante se transformou em respeito."
Que testemunho temos dado nos lugares onde passamos nossos dias? Como nossos colegas de trabalho ou estudo olham para nós? O que vêem em nós? Quais as suas atitudes em relação a nós? Estamos despertando respeito ou indiferença? Estamos iluminando ou escurecendo os ambientes? Estamos engrandecendo o nome de nosso Senhor ou envergonhando-O?
Quando permitimos a presença do Senhor junto a nós, as pessoas percebem, agem de forma diferente, desfrutam da alegria que nós sentimos, são edificadas e abençoadas como nós. Quando dizemos que somos cristãos e não mostramos nenhum brilho, ou transformação, ou atitudes santas, as pessoas não acreditam em nós, nem nos respeitam, nem experimentam mudanças.
E se agimos assim, somos enganadores de nós mesmos, porque se as pessoas que convivem conosco não são iludidas, muito menos o nosso Deus, que tudo conhece e tudo vê.
A secretária de nossa história foi muito abençoada por seu chefe ser um fiel seguidor de Cristo. E nós precisamos abençoar a todos da mesma maneira. Devemos ser um exemplo em nossa casa e fora dela. Devemos glorificar ao Senhor na igreja e fora dela. Devemos ser firmes na fé em qualquer lugar onde estejamos.
Quando alguém olha para você, pressente a presença de Cristo ou não percebe nada?

Por Paulo Roberto Barbosa

Quanto Você Paga? Quanto Você Oferece?

"Se alguém quiser vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome a sua cruz, e siga-me"
(Marcos 8:34).
Os homens hoje querem saber : quanto o trabalho paga? O que você oferece? A história conta que, quando Garibaldi partiu para libertar a Itália, ele viu alguns jovens de pé em uma esquina e lhes perguntou se gostariam de se alistar em sua causa. "O que você oferece?" eles perguntaram. "O que
Ofereço?" Garibaldi respondeu. "Eu ofereço a vocês sofrimento, fome, trapos, sede, noites acordadas, pés feridos por longas caminhadas, inumeráveis privações, e, finalmente, vitória na causa mais nobre que vocês já enfrentaram." A jovem Itália o seguiu!
Muitos de nós procuramos uma igreja com um forte pensamento: "O que Deus me oferecerá? O que Ele me dará em troca de minha participação? O que lucrarei tornando-me um cristão? Que benefícios terei em deixar os prazeres deste mundo para enfiar-me em um local onde as pessoas cantam, oram e glorificam a Deus?
E, compreendendo o interesse daqueles que buscam as reuniões, muitos líderes deixaram de falar em Jesus como Senhor e Salvador para enfatizar apenas que "Ele dá prosperidade e muito dinheiro aos que O buscam". Mas, será esse o ensino mostrado pelo Senhor em Sua Palavra? Teria sido isso mesmo que Ele prometeu?
Ele disse aos Seus discípulos: "No mundo tereis aflições". Ele também aconselhou: "Quem quiser vir após mim, pegue sua cruz e siga-me". E, para segui-lo, é necessário que renunciemos aos nossos interesses, aos deleites carnais, aos sonhos puramente materiais.
Ele não disse que seríamos empresários ricos se déssemos tudo o que temos e nem afirmou que poderíamos comprar Suas bênçãos. Ele apenas nos garantiu que, se tivéssemos bom ânimo, venceríamos o mundo.
Não pergunte ao Senhor o que Ele lhe oferece. Ofereça-se a Ele e, tenha certeza, estará começando a ser verdadeiramente feliz.

Por Paulo Roberto Barbosa

Pressa Espiritual

"Esperei com paciência no SENHOR, e ele se inclinou para mim, e ouviu o meu clamor" (Salmos 40:1).
Muitos anos atrás, um jato bombardeiro da Marinha americana caiu no deserto de Nevada, durante teste de artilharia colocada em sua asa. O jato estava voando em velocidade supersônica, mas, as bombas de sua artilharia eram subsônicas. O que aconteceu foi trágico. O jato chocou-se com as bombas que acabara de lançar segundos antes. O jato estava se movendo muito rápidamente.
Algumas vezes nos movemos rápido demais na busca de uma bênção espiritual. Deus fala e, por causa da rapidez com que nos movemos, não O ouvimos. Devemos ter cuidado para que a pressa não nos impeça de ouvir o som da Palavra de Deus. O melhor é estarmos sempre no centro de Sua vontade.
O salmista nos diz: "Esperei com paciência no Senhor". Por que não seguir seu exemplo? Aguardar, quieto e sem pressa, é, quase sempre, a forma mais rápida de alcançar a bênção desejada. Quando confiamos no Senhor, a possibilidade da vitória é certa. Ele conhece o tempo e a forma de atender às nossas necessidades.
Quando nos apressamos na busca da realização de algum sonho, confiando em nós mesmos, o resultado pode ser tão trágico quando o de nossa ilustração. Podemos perder o rumo, podemos cair após um choque com nossa incompetência, podemos perceber que a pressa nos fez deixar para trás a bênção tão ardentemente sonhada.
Se estamos buscando, há muito tempo, uma resposta do Senhor, esperemos um pouco mais. Se almejamos uma grande conquista e muito tempo já passou, esperemos um pouco mais. Se a nossa esperança já nos fez esperar bastante, esperemos ainda um pouco mais. A paciência, com fé em Deus, é a forma mais rápida de alcançar todas as vitórias.
Você está com pressa? Então Espere!

Por Paulo Robrto Barbosa


Dois Tipos De Pessoas

"... e o que vem a mim de maneira nenhuma o lançarei fora" (João 6:37).
Existem apenas dois tipos de pessoas: aquelas que dizem para Deus "tua vontade seja feita" e aquelas para quem Deus dirá no fim "tua vontade seja feita". Todos que passarão a eternidade sem Deus, fizeram essa escolha. Ninguém que tenha feito escolha diferente ficará longe de Deus. Nenhuma alma que deseja ardentemente a alegria verdadeira, deixará de experimentá-la." (C.S. Lewis)
É verdadeira a afirmação de Lewis. Cabe a nós escolher o lugar onde passaremos a eternidade -- com Deus ou sem Ele.
Quando nossa escolha é fazer a vontade do Senhor, não apenas estamos assegurando um lugar no Céu, para sempre, mas passamos a desfrutar de uma vida nova, cheia de regozijo e plena de conquistas espirituais. Caminhamos seguros e confiantes de que estamos no rumo certo e, mesmo debaixo de tormentas, sempre vislumbraremos os raios de sol das bênçãos de nosso Deus.

Quando escolhemos rejeitar a Deus, perdemos a oportunidade de gozar de Sua companhia, de ouvir a Sua voz amorosa, de sentir as carícias de Suas mãos carinhosas, de poder, nos momentos de dificuldades, ouvir: "não temas que eu estou aqui, a seu lado".

Se escolhemos fazer a vontade de Deus, temos o nosso nome escrito no Livro da Vida e ouviremos, naquele último dia, o convite de nosso Salvador: "Vinde, benditos de meu Pai". Se escolhemos fazer exclusivamente a "nossa vontade", a única coisa que poderemos ouvir, quando estivermos diante do trono do Senhor, será: "Tua vontade seja feita"... e mais nada!

Que tipo de pessoa é você? A que faz a vontade de Deus ou a que faz sua própria vontade?

Por Paulo Roberto Barbosa


Apenas Vá....

Se você conhece algum lugar no mundo onde o evangelho não possa ser pregado, fale para mim e eu lhe mostrarei como entrar nele. Só não posso garantir que voltará. Jesus disse “Ide”, mas não nos assegurou que voltaríamos. Devemos confiar Nele. "
(Irmão André, Portas Abertas)
Estamos cada vez mais enchendo as igrejas, lotando ginásios e teatros. Nada contra estes eventos evangelísticos, pois sabemos que há colheitas. Fazemos chamadas na mídia para encher cada vez mais os nossos templos. E os que estão lá fora,que não atendem estes chamados? O que a igreja pode fazer por estes? Ficamos a semana inteira, às vezes torcendo que chegue logo o domingo para rever os nossos irmãos e colocar o nosso papo em dia. E os que estão lá fora sem ninguém para compartilhar suas dores e problemas? Ar condicionado central, bancos estofados e sistema de vídeo deixa o crente acomodado e preso ao seu lugar de costume. Compreenda-me não sou contra a uma comunidade ou igreja que pode dar este conforto ao seu membro. O que eu estou me referindo é que cada vez mais, estamos parados, conformados, estacionados dentro das quatro paredes de nossos templos. E os que estão lá fora? Como ouvirão se não há quem pregue, se não forem ao seu encontro?
Outro dia vi em um programa de televisão um pastor chamando todos os enfermos e problemáticos para comparecerem no dia e hora marcado por ele, que todos os seus problemas seriam resolvidos. Estaria Deus com compromisso naquele dia e hora, naquela igreja? Eu te faço algumas perguntas: Foi este ensinamento que Cristo nos passou? Era desta forma que Cristo e os Apóstolos faziam? Os apóstolos ficavam parados aguardando o povo encherem os locais escolhidos por eles? Os apóstolos marcavam horários e dias para realizarem grandes milagres? Pergunte a Bíblia e ela responderá. E sobre os shows e as curas que vemos estampadas em propaganda, diários, em nossa televisão? Igreja “tal” tenta mostrar mais curas do que as “outras” e parece até briga de concorrente, em propaganda comercial. Algumas até usam slogan “Vem para cá Brasil”! Porque estes, operadores de milagres não vão aos hospitais, curar todos os enfermos como fazia Cristo indo ao encontro dos enfermos? Se realmente são portadores de tamanho dom, porque só em suas “igrejas” acontecem tais milagres? Porque eles não vão aos hospícios, orfanatos, debaixo dos viadutos, praças e etc? Porque não vão aos presídios, aos prostíbulos buscar os que estão perdidos?
Sei que muitos servos de Deus já fazem esta busca por esta parte esquecida da sociedade, mas vemos muitas propagandas para que os templos se encham cada vez mais. Fazemos evangelismo, às vezes dominicalmente, e achamos que fazemos de mais. “Nossa como trabalhamos”! Ficamos chateados quando alguém ignora o folheto que distribuímos, cruzamos os braços e ficamos quietos em nossa igreja, em nosso banco estufado. Alguns até dizem: Meu chamado é para ficar no banco! Sei lá se isto é chamado. Perdoem-me os que concordam com este “chamado”. Preocupamo-nos muito com as reações negativas, dos evangelizados. Quem te disse que evangelismo seria moleza? Quem te disse que todos aceitariam a mensagem do evangelho?
O texto que dá título a esta mensagem é duro de ler, mas é real. Jesus te envia a pregar o evangelho, mas à volta nem sempre é possível. Nem todos aceitarão o evangelho, nem todos aceitarão a Cristo, mas todos precisam conhecer o Salvador. Este evangelho precisa ser levado aos quatros cantos desta terra, somente isto precisamos fazer. Semeando e o Espírito Santo fazendo a obra e colheita.
Precisamos urgentemente sair do nosso local de acomodação e ir ao encontro destes que estão vagando, perdidos sem saberem o caminho de volta para casa. Deus quer que todos conheçam o seu Filho Jesus, e que há solução para os seus problemas. Nenhum lugar no planeta é tão fechado que Cristo não possa entrar. Vamos aos campos, becos, estradas, vilarejos, hospitais, presídios, enfim, aos quatro cantos, anunciar que Jesus cura, Liberta, Salva e nos livra da ira futura, garantindo ao homem vida eterna. Era esta a mensagem que a igreja primitiva pregava, era esta a realidade vivida por nossos irmãos primitivos. Voltemos às primeiras práticas, ao primeiro amor. Voltemos ao evangelho.

Deus os abençoe ricamente.

Por Josiel Dias

Jornal Estadão questiona distribuição de Bíblias em universidade evangélica

Universidade Mackenzie deveria parar de distribuir Bíblias?
Em vez de questionar distribuição de kits gays para crianças de escola, jornal Estadão questiona distribuição de Bíblias em universidade evangélica Julio Severo
A Universidade Mackenzie deveria parar de distribuir Bíblias para seus próprios estudantes? No que depender dos sentimentos do jornal Estadão, a resposta parece ser sim, de acordo com uma matéria tendenciosa que diz:
Os calouros da Universidade Presbiteriana Mackenzie ganharam no segundo dia de aulas um kit contendo mochila e uma Bíblia com o logotipo da instituição. “É desejo do Mackenzie que você encontre aqui não só conhecimento humano, mas que você conheça a Deus, relacione-se com ele e encontre alegria nesse relacionamento”, diz a universidade no texto de apresentação.
Além do Antigo e do Novo Testamento, o livro, em formato de bolso, traz informações sobre a Igreja Presbiteriana do Brasil, que controla o instituto responsável pelo colégio e pela universidade — descrita como “cristã, fiel à cosmovisão reformada e, ao mesmo tempo, comprometida com um ensino de qualidade, em ambiente de liberdade acadêmica e ausência de discriminação”.
Os novos alunos também foram recebidos pela direção, coordenações de curso e professores. Um dos que deram as boas-vindas foi o reverendo Augustus Nicodemus Gomes Lopes, chanceler do Mackenzie. Em novembro, a universidade publicou em seu site um manifesto assinado pelo líder religioso em que ele se posiciona contra a aprovação do Projeto de Lei da Câmara (PLC) 122/2006, cujo objetivo é criminalizar a homofobia.
Após polêmica na internet e entre seus alunos, a universidade retirou do ar o texto do chanceler. Ele estava no site para “servir de orientação à comunidade acadêmica”. O manifesto desagradou ao Diretório Central dos Estudantes (DCE) do Mackenzie e motivou a realização de um protesto que reuniu cerca de 300 pessoas em frente ao câmpus da Rua Itambé, na região central de São Paulo.O Estadão parece pensar que não faz sentido uma universidade evangélica distribuir Bíblias para seus estudantes. Nessa lógica, fará sentido uma laranjeira produzir laranjas? Fará sentido uma macieira produzir maçãs?
Mas o problema é mais profundo. O sentimento do Estadão é que já que o Mackenzie cedeu no manifesto anti-PLC 122, por que não também na distribuição de Bíblias? Aliás, o sentimento da mídia esquerdista em geral é que os cristãos têm a obrigação de ceder toda vez que algum grupo de gays, feministas, bruxos ou outros indivíduos politicamente corretos se sentir “ofendido”.
Quando nós nos sentimos ofendidos com as iniciativas agressivas deles para impor a agenda gay em nossos filhos, eles não cedem um centímetro. Mas quando eles se sentem ofendidos com nossas atitudes de proteger nossos filhos contra a agenda gay, eles ainda têm a cara de pau de exigir que cedamos quilômetros.
Ao contrário do Mackenzie, que retrocedeu em seu manifesto anti-PLC 122, provavelmente por causa das pressões e reclamações da forte ala esquerdista que há nessa instituição, os ativistas da agenda gay jamais recuam em suas posições imorais. Pena que entre eles não haja uma ala “conservadora” para fazer barulho e dizer: “Ei, vamos parar com isso! Retiremos tal projeto gay (ou manifesto gay). Estamos violentando a inocência das crianças!”
Kit gay
O famoso e infame kit gay, que o governo distribuirá nas escolas com o pretexto de combater o “preconceito” e a “homofobia”, ensinará as crianças a valorizar o sexo anal dos homossexuais. (Veja este vídeo: http://www.youtube.com/watch?v=lCsBc0tm6lc) Crianças de todo o Brasil estão para sofrer um sistemático estupro psicológico com a distribuição dos imorais kits gays nas escolas, e o Estadão está incomodado com a distribuição de Bíblias numa universidade evangélica?
O PLC 122, que é o maior projeto de lei anti-“homofobia” do Brasil, provocará paranoias muito maiores, usando igualmente a desculpa do combate à “discriminação” para impor todos os tipos de doutrinação homossexual em todos os níveis da sociedade. E o alvo principal da obsessão anti-“homofobia” são os que Toni Reis tachou de “religiosos fundamentalistas”.
O que é necessário fazer para sofrer o rótulo de “religioso fundamentalista”? Apenas dizer que o sexo homossexual é pecado. Nada mais. Basta dizer isso, e você entra automaticamente para a categoria de “homofóbico”, “fanático”, “preconceituoso”, “incitador de ódio e violência”, “incitador de assassinatos de homossexuais” e mil e um títulos dignos de filmes de terror. Se ficarmos calados, talvez eles parem de nos fazer encolher de medo com rotulações e estereótipos. Entretanto, se cedermos sempre às birras deles, chegará o tempo em que precisaremos lhes perguntar: “Eu ainda tenho permissão de dizer que sou cristão?”
“Sim”, dirá o governo e a mídia, “desde que seja sozinho no seu quarto, longe de sua esposa e filhos. Nem seu cachorro deve escutar isso! Por enquanto, você tem plena liberdade de expressão e religião de dizer isso para si mesmo”.
Os ativistas da agenda gay querem distância da Bíblia, pois esse é o único livro que orienta de forma enérgica os leitores a evitar todos os pecados.
Os autores — o próprio governo federal! — do kit gay querem levar crianças diretamente para o buraco do estupro psicológico e físico. O Autor da Bíblia não quer ninguém no buraco.
Por isso, enquanto é tempo — e mesmo fora de tempo —, distribuamos Bíblias, como muito bem fez o Mackenzie. E, enquanto ainda nos resta alguma liberdade de expressão, façamos, sem ceder e sem esmorecer, todos os tipos de manifestos e manifestações contra toda lei que, com o pretexto de combater o “preconceito” e a “homofobia”, quer calar os que discordam da agenda gay e impor selvagemente sobre as crianças uma perversa doutrinação pró-homossexualidade.



Fonte: www.juliosevero.com
Palhaçada gay contra o Mackenzie
Olavo de Carvalho fala sobre o Mackenzie e Luiz Mott

"Não consigo me imaginar distante da presença de Deus" diz ex-Globeleza

Valeria Valenssa, ex globeleza
Ela se chama Valéria Conceição dos Santos Donner, mas tornou-se conhecida como Valéria Valenssa ou “a ex-globeleza”. Hoje, aos 39 anos, a mulata carrega outro título: serva de Deus.Casada há 18 anos com o famoso designer gráfico Hans Donner, atualmente trabalha com ele na administração e coordenação de suas palestras ministradas dentro e fora do Brasil, e se dedica aos filhos João Henrique e José Gabriel Donner.
Valéria é evangélica desde 2004, ano em que viveu um período difícil ao ser dispensada pela Globo depois de 15 anos como símbolo do carnaval na emissora. Ela conheceu o amor e a verdadeira felicidade em Jesus, e afirma que não se imagina mais distante de Cristo.
Como aconteceu a sua saída da TV Globo?
Depois que nasceram os filhos a Globo decidiu escolher outra mulata.
O que mudou em sua vida após essa fase?
Tudo. Primeiro porque pensava que estava preparada para enfrentar qualquer coisa, o que não era verdade. Pensava também que eu era insubstituível, e ninguém é. Naquele momento não esperava ser dispensada. Aprendi que o homem te coloca num pedestal e o próprio homem te tira dele. Mas com Deus tenho aprendido a andar nas alturas, conforme está escrito em
Habacuque 3:19.
Como e quando você se converteu a Jesus Cristo?
Nessa fase em que a Globo me demitiu, em 2004. Um dia estava em casa muito angustiada e triste. Lembrei de um convite que havia recebido algumas vezes, tratava-se de uma reunião de oração feita por funcionários da Globo, às segundas-feiras, no horário de almoço. Resolvi aceitá-lo e lá tive um encontro com o Senhor Jesus Cristo.
Conte seu testemunho.
Sempre fui uma pessoa religiosa e tinha muita fé em Deus, mas não o conhecia.Quando a Globo me chamou para uma reunião e disse: “hoje você não é mais”, o mundo caiu ali pra mim. Fiz loucuras, coisas que hoje não faria. Eu estava 10 quilos acima do peso. Fiz plástica num período curto de dois meses, perdi 12 quilos. Meu filho tinha oito meses de idade. Virei escrava daquela situação, para provar para o homem que eu poderia alguma coisa. Eu esperei do homem ajuda.
Quando passei por esse momento delicado, cheguei a ficar deprimida, mas foi aí que Deus se revelou para mim e entrou de verdade em meu coração, transformando toda a minha vida. Não consigo me imaginar distante da presença de Deus.
Percebo que minha história é marcada por muitos milagres. Hoje faço questão de testemunhar que sirvo a Deus. Isso está muito nítido na minha vida.
Tenho visto o mover do Senhor. Estou caminhando há sete anos, com muita oração e pedindo muita sabedoria. Tenho dado testemunho em várias igrejas sobre a minha mudança de vida.
O seu marido, Hans Donner, também é?
Ainda não, mas não abro mão da minha promessa em Josué 24:15 “Eu e a minha casa serviremos ao Senhor”. Ele tem visto o mover de Deus em minha vida.
Você é mãe. Costuma levar seus filhos a igreja?
Já falou de
Jesus para eles?
Sim, sempre. A Bíblia nos ensina em Provérbios 22:6 “Instrui o menino o caminho que deve andar, e até quando envelhecer não se desviará dele”.
Ser evangélica fez você diminuir a preocupação com o corpo?
Sim, de certa forma. Mas aprendi na Bíblia, em I Coríntios 6:19 que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, logo preciso ter zelo e cuidados com meu corpo e saúde.
Como foi a recepção das pessoas à sua conversão, principalmente daqueles que te viam antes como símbolo sexual?
As pessoas me vêem com carinho, dizem que sentem saudade. São elas que vão me ouvir falar de Deus.
Desde o momento que chego num ambiente fico “ligada”. Um dia precisei acompanhar meu marido num evento ligado a samba. Tudo depende da minha postura e do que vou falar, como me comportar, como me vestir.
Eles dizem que hoje estou diferente. Temos que passar para as pessoas a diferença daqueles que servem a Deus e dos que não servem. Muitos sabem que estou na igreja, que não faço mais carnaval, mas o amor e o respeito dessas pessoas não mudaram. Sempre busco a oportunidade de dizer que o que Deus tem feito na minha vida pode fazer na delas também.
Você participa de projetos sociais?
Sempre participei. E quando você faz não precisa falar, mostrar. Quando Deus chama, Ele tem propósito, é para pregar a Palavra. Antes eu era madrinha de ONG, cedia a minha imagem para buscar recursos.
Hoje sou voluntária de uma ONG que assiste a mulheres carentes, mães abandonadas que criam seus filhos sozinhas. Dedico um tempo por semana para conversar, apoiar, falar sobre minha experiência de vida com Deus.

Por: Redação CPAD News
via movimento Gospel

Da Morte Para a Vida

Sopre dentro desses mortos, para que vivam. Ezequiel 37:9
De vez em quando, a mídia veicula, em seus noticiários, imagens e textos chocantes e deprimentes. Crianças famintas estendendo a mão, pessoas feridas, vítimas de um atentado terrorista ou a destruição causada por uma enchente arrasadora. A Bíblia mostra, no livro de Ezequiel, uma cena funesta, digna da Divina Comédia e que deixaria longe qualquer Thriller. Era um vale coberto de ossos. A visão dada ao profeta não visava a salientar a impossibilidade do homem, mas trazer uma mensagem de esperança para mostrar o que Deus pode fazer com algo que achamos impossível.
Em visão, o profeta foi levado uma e outra vez a esse vale de ossos. Não era uma visita relâmpago; era seu próximo e inesperado campo de trabalho. Quem gostaria de trabalhar num lugar assim? Claro que preferiríamos a montanha e não o vale; pessoas vivas, não ossos secos.
O que também impressionou o profeta foi a quantidade de ossos e a aparência que tinham. Veio à mente do profeta a pergunta, feita pelo próprio Deus: “Como voltarão a viver?” E “se é para acontecer, somente com uma grande manifestação de poder”.
“Ossos, ouvi a palavra do Senhor!” Que auditório reverente! Mas sem vida...
Você já pregou em algum lugar em que há pessoas com aquele olhar vidrado, como se fossem mortos? Frias, não o acompanham, sem reação nenhuma.
Aquele vale de ossos era pior do que isso; no entanto, se tornaria o cenário de demonstração do poder de Deus. O profeta diz que, enquanto estava falando, houve um barulho... e os ossos se juntaram, osso com osso. “Olhei, e eis que havia tendões sobre eles, e cresceram as carnes, e se estendeu a pele sobre eles; mas não havia neles o espírito” (Ez 37:8, ARA).
Se estivesse ali, você veria aquele espetáculo como se fosse uma multidão de múmias, “Frankensteins”, num lugar só. Uma multidão sem vida. Para essa multidão era realmente necessário muito, muito poder. Deus disse: “Porei o Meu Espírito em vocês e vocês viverão” (Ez 37:14).
Sopro é sinônimo de vida. O vento é o ar em movimento. O Espírito é como o sopro, é comunicação de vida sobrenatural. Deus deseja encher nossa vida de cor, renovar nossa esperança e restaurar nossos sonhos. Ele quer encher-nos do Seu Espírito. Por isso, Senhor, sopra em mim hoje!

Vivendo com o Senso de Admiração


Atônitos e maravilhados, eles perguntavam: “Acaso não são galileus todos estes homens que estão falando?” Atos 2:7
Perplexos, atônitos, maravilhados, surpresos, não imaginavam como aquilo poderia ter acontecido. Essa foi a primeira avaliação do que havia ocorrido no dia de Pentecostes. E não era a opinião de apenas algumas pessoas, mas de toda uma multidão: “Você viu o que aconteceu? Nunca vimos algo assim! Fantástico! Eu não sabia que eles falavam outra língua. Que legal!”
E diante do que aconteceu, houve duas reações diferentes: a primeira foi a do grupo dos que surfavam na onda do assombro: “Puxa! Escutamos em nossa própria língua a mensagem de hoje! Veja como as pessoas estão mudando!” Era o grupo do “Oh! Que legal!”
O outro grupo era o daqueles que ficam à beira da praia, o grupo do “ti-ti-ti”. Diziam: “Está fora dos padrões. É novo. É perigoso! Não é legítimo porque não tem a minha digital. Não estudamos esse assunto em comissão. Isso é atribuição do meu departamento, e eu nem sabia de nada.”
Eles não podiam suportar o fato de que alguma coisa nova e boa estivesse fora do seu controle. Certamente Deus não iria fazer nada que eles não soubessem. E acrescentaram: “Gente, está tudo explicado. É óbvio, eles estavam bêbados!”
Estamos no grupo dos que se admiram, que gostam das surpresas, ou no grupo que tem explicações para tudo?
Logo depois do Pentecostes, o cristianismo virou o mundo de cabeça para baixo. Era considerado perigoso e subversivo. Como o cristianismo é descrito agora? Em termos de conformidade. Significa ter boa reputação e não “sair dos trilhos”. A igreja hoje é descrita como uma cidade de refúgio, lugar aconchegante e de carinho. Isso também é verdade, mas não nos esqueçamos de que o reino de Deus é uma influência transformadora.
Mike Yaconelli dizia: “A igreja deve estar cheia de cristãos que fazem perguntas em lugar de procurar respostas; que procuram mistério antes de soluções; e que procurem assombro antes de explicações.”
Será que não podemos manter em nossa vida uma porta aberta para a maravilha que são especialmente as pessoas com as quais convivemos e trabalhamos? Devemos somar, demonstrar a cada uma delas nosso senso de admiração, e não limitar em nossa mente as expectativas daquilo que elas devem ser.
Jesus nos desafia a abrir espaço em nossa vida para esse senso de admiração e fascínio ao percebermos a atuação da graça de Deus na vida das pessoas.

O Capitão Pode Chegar Hoje

Vocês também precisam estar preparados, porque o Filho do homem virá numa hora em que vocês menos esperam. Mateus 24:44
Por trás das notícias e manchetes dos jornais e noticiários, está o incessante tique-taque do relógio de Deus indicando que estamos nos momentos finais da história da Terra. Parece que a natureza está demonstrando que o desrespeito às leis do meio ambiente tem limite. Transgredimos essas leis e por isso a própria natureza está se rebelando.
Mais do que fazer um levantamento detalhado de quantas enchentes, terremotos, tufões e incêndios de floresta estão acontecendo, vamos checar como está nosso preparo. Que área da minha vida precisa ser atendida a fim de que eu esteja preparado quando Jesus regressar?
Peça a Deus que o ajude a identificar suas falhas de caráter, más tendências a abandonar e coisas que devem ser mudadas. Melhore a qualidade de seu relacionamento com Deus.
Jesus adverte para que os cuidados da vida, posses, investimentos, diversão não ocupem nosso tempo de tal maneira que deixemos a volta de Jesus em segundo plano. Os treinadores de maratonistas dizem que não se deve treinar o percurso total dos 42 quilômetros da corrida, mas, no máximo, de 30 a 32 quilômetros. Dez a doze quilômetros serão totalmente desconhecidos. O atleta sabe que vai ser difícil, mas se treinou o suficiente, sabe que conseguirá chegar até o fim. Jesus descreve o período que antecede Sua volta como se fossem esses quilômetros totalmente desconhecidos, com acontecimentos nunca vistos pela humanidade.
O explorador da Antártida, Sir Ernest Shackleton, foi certa vez compelido a deixar alguns de seus homens na gélida e barrenta Ilha Elefante, com a intenção de voltar até eles quando estivesse regressando à Inglaterra. Porém, contra sua vontade, ele se atrasou. Na época em que pretendia fazer a viagem, o mar estava congelado, impedindo o acesso aos homens. Após três tentativas, Shackleton finalmente partiu para a ilha onde encontrou seus homens não apenas vivos, mas totalmente prontos para embarcar. “Como vocês sabiam que eu chegaria hoje?”, ele perguntou. “Não sabíamos”, um deles respondeu. “Mas a cada manhã nosso líder enrolava seu saco de dormir e dizia: ‘Aprontem-se, rapazes, o capitão pode chegar hoje.’”

O segredo de convidar Jesus para viver em nossa vida é estar preparado, cada dia, para recebê-Lo.

Extraído http://www.cpb.com.br/          

Os Loucos deste mundo.


Pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para confundir os sábios; e Deus escolheu as coisas fracas do mundo para confundir as fortes; e Deus escolheu as coisas ignóbeis do mundo, e as desprezadas, e as que não são, para reduzir a nada as que são; I Coríntios 1:27-28
De repente parei perplexo no meio da avenida e fiquei olhando para o mundo. Cheio de perturbações, aflições e maus pensamentos, chateado e sem direção. Desviei o meu olhar do correto e me virei para as paixões terrenas. Por uns dois minutos vaguei perdido no pensamento no tempo e no espaço, no calor insuportável de quarenta graus naquela avenida.

Surge uma voz, uma gritaria do outro lado da avenida que dizia assim: Ei Você aí meio perdido neste sol, você é especial para Deus. Olhe para o alto, olhe para o alto, sua vitória vem de cima, tire isso de seu coração.Perplexo e fingindo que não era comigo, dei uma olhada em volta para ver se tinha outra pessoa do meu lado. Torcendo que aquele grito e aquelas palavras não fossem dirigidas para mim.

Resmunguei: Eu Hem! Parece louco.. Como pode ficar gritando assim, o que as pessoas vão pensar?

Meu homem interior pedia, implorava que eu escutasse atentamente aquele “ Louco”. Ele continuava do outro lado da avenida com os gritos mais alto ainda: Ei você! tira isso de seu coração! Olhe para o alto! Deus te ama! Você é especial! É do alto que virá sua vitória! Olhe para cima.

As pessoas perplexas e apressadas olhavam aquele “louco” aos berros em um diálogo não correspondido.

Eu até queria passar e ir ao seu encontro, mais uma eternidade de carros impossibilitava a nossa comunicação. De repente param os carros e eu atravessei aquela avenida em direção daquele “ Louco”

Aproximei dele, e ele de camisa social fechada até o pescoço, com os botões nas casas erradas, todo sorridente com a boca faltando dentes conclui sua mensagem. Meu homem exterior murmurava dizendo: Será que ele pensa que eu sou surdo? Todavia a minha alma bem sabia que palavras eram aquelas proferidas por aquele servo de Deus bem louco. Eu me rendi, reconhecendo que por trás daquele aparente “louco” estava um homem cheio do Espirito Santo, cheio de sabedoria divina, deixando um recado para um sujeito desajustado e carnal.

Como pode Deus usar alguém assim? Eu pensava que a sabedoria do mundo, a teologia, a filosofia resolvia a questão. Percebi que o louco desta história era eu por não querer ouvi-lo de imediato. Deus é assim mesmo, usa quem quer na hora que quer. Seja louco, seja jumento ou, na falta dos dois, as “pedras”
Eu não posso negar que faço parte deste bando de crentes loucos. Amo tudo isso, pois o Eterno me amou primeiro me resgatando trazendo para o meio deles. Amo a loucura daquele livro que os “loucos” andam debaixo de seus braços.

Por Josiel Dias

Auto Ajuda ou Ajuda do Alto?


Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos; vê se há em mim algum caminho perverso, e guia-me pelo caminho eterno. Salmos 139:23-24
Após 2 anos que comprei meu carro descobri que ele tinha alarme. Talvez você esteja pensando: Nossa! Como pode um proprietário de um carro não conhecer o seu próprio carro?
Eu lhe direi: Há alguns defeitos que não são visíveis até que ocorra, pois são internos. Quem me vendeu este carro apenas havia me informado que ele possuía: Ar, injeção eletrônica, vidros elétricos e travas.
Um belo dia após dois anos inteiros ao trocar a bateria o meu carro começou a alarmar desesperadamente, piscando os faróis. Eu quase caí de susto, descobri desde então que havia naquele carro algo a mais. O grande problema foi desativar o alarme, pois eu não tinha o controle nem sabia como fazer aquele carro parar de berrar.
O que fazer? Liguei para o meu mecânico, que também ligou para o eletricista, que por sua vez também ligou para um colega que sabia como desativar estes alarmes de fábrica. Foi me informado pelo telefone e segui as orientações desativando e fazendo o meu carro silenciar. Ufa!! Resolvido em parte meu problema.
Mas o que adianta ter um carro com alarme sem o seu controle não é mesmo? Nenhum eletricista por mais sábio que seja ou curioso, resolveria meu problema, simplesmente a solução estava na concessionária que tinha o segredo, só o fabricante tinha a solução e podia me ajudar. Sabe porque?
O número de série do meu alarme era único, sendo assim só eles tinham como restituir o controle para que este alarme funcionasse corretamente, simplesmente eles tinham o “segredo”, só eles.
Como assim? Não existe outra forma? Embora existam milhões de carros, com modelos iguais ao meu, cores e etc, o meu tinha um pequeno detalhe que deixaria único e diferenciava dos demais.
"Só a fábrica tem o segredo"
O que aprendi com este acontecimento em minha vida?
As vezes pensamos que nos conhecemos suficiente, por fora esta tudo bem, tudo bonito e funcionando, mas quando menos esperamos, descobrimos por “dentro” um pequeno detalhe algo insignificante, e imperceptível que está atrapalhando o nosso funcionamento e o nosso caminhar. O que fazer? Onde buscar ajuda? Existe algum manual que diga o que fazer ou como proceder? Teria como desativar este problema?
Eu te aconselharia: Não procure ajuda em curiosos, que nada podem fazer por você, não aceite alternativa fácil, de auto ajuda. Procure por quem pode realmente, e tem o segredo para resolver seu problema. Ele te projetou e te fez com todo carinho e sabe muito bem o que está acontecendo com sua vida. Ele tem as respostas para tuas perguntas, Ele tem a solução.
Você meu querido amigo e irmão, é único e especial, ninguém é igual a você. Você carrega um segredo e um DNA que só o fabricante conhece, ninguém mais. Outro dia vi uma reportagem sobre um tipo de automóvel que em todo mundo só havia dois exemplares. Segundo o colecionador, não havia dinheiro que comprasse aquela relíquia. Realmente era uma relíquia de valor incalculável para aquele colecionador.
Sorria você é mais relíquia do que qualquer jóia, pois em todo planeta terra não existe outro exemplar de você. Você é único, suas digitais são únicas, Deus te fez e jogou a forma fora. Isto não é motivo para alegrar-se?
Quando Deus nos fez, por sua presciência e sabedoria, sabia que em nossa trajetória apareceriam alguns problemas e as vezes seríamos convocados para uns possíveis recal's, não por erro de fabricação, mas por provocarmos até conseguirmos um defeito.
“O Fabricante fez sua obra perfeita”
Gênesis 1:31 E viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom.
Só que o homem procurou pôr problemas e arrumou muitos defeitos. Mas o fabricante logo solucionou convocando todos a aceitarem um novo concerto, já que o antigo eles rejeitaram. Jeremias 31:31 Hebreus 8:8.
Você é Único você é Especial para Deus.
Atualmente somos 6,5 Bilhões de pessoas em todo o planeta terra, o mais interessante é que Deus conhece cada uma destas pessoas. Não só conhece, mais sabe detalhes de cada um. Particularmente Deus sabe onde você mora, o que gosta de fazer, sabe o que fazes de errado ou certo, isto não é magnífico?
Ele até sabe quanto cabelos há em sua cabeça. Imagina nos 6,5 Bilhões de habitantes terrenos? Isso é demais para minha pobre mente, miserável homem que sou, seria um grão de poeira diante a majestade Divina do Grande “Eu Sou”. Este fabricante consegue visualizar o seu problema e tem a resposta certa para suas aflições. Ele procura um relacionamento pessoal com todas as 6,5 Bilhões de pessoas, pena que poucos correspondem a este relacionamento. Salmo 139.
A intenção deste fabricante é que todos os homens conheçam o Senhor e saibam que ele tem as respostas e soluções dos problemas ou defeitos. Só ele tem o segredo da humanidade. É uma pena que muitos procuram por meios alternativos ou atalhos, ou curiosos para resolverem seus problemas.
e invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás.
E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se desviar dos seus maus caminhos, então eu ouvirei do céu, e perdoarei os seus pecados, e sararei a sua terra. Salmos 50:15. II Crônicas 7:14.

Por Josiel Dias

Deus Aguarda Nossa Adoração

Venham! Adoremos prostrados e ajoelhados diante do Senhor, o nosso Criador; pois Ele é o nosso Deus, e nós somos o povo do Seu pastoreio, o rebanho que Ele conduz. Salmo 95:6, 7
“Como é que foi o voo?” Fazemos essa pergunta quando vamos recepcionar alguém no aeroporto, como ponto inicial de conversa. A resposta que recebemos é: “Tranquilo! Bem! Normal!” Ninguém faz questão de ter passado por um voo turbulento, com sacudidas que nos enchem de susto, só para ter o que contar depois. O autor Max Lucado escreve: “As pessoas no avião e as pessoas nos bancos da igreja têm bastante em comum. Foi bom, costumamos dizer.” Quando se trata da igreja, você aguarda com alegre expectativa a oportunidade de assistir aos cultos? Será que podemos afirmar juntamente com Davi:
“Alegrei-me com os que me disseram: ‘Vamos à casa do Senhor’ (Sl 122:1)?
Quando falamos em adoração, diferentes coisas vêm à nossa mente. Podemos pensar em uma família reunida na hora do culto familiar. Imaginamos um ambiente agradável, com sons de órgão de tubos, vitrais nas janelas. Ou um grupo de jovens cantando “O Poder do Amor” ao redor da fogueira. E mesmo que haja muitas coisas que chamem minha atenção: a decoração, a música e os músicos, Deus é que será o objeto central da minha adoração.
Quando pensamos em adoração, temos em mente uma experiência de elevar nosso coração a Deus e sentir Sua presença. Nosso coração será tomado de um sentimento de gratidão ao meditar sobre quem é Deus, tudo o que faz por nós e o quanto nos ama. Há satisfação pelo fato de ter assistido aos cultos? Ao voltar para casa, podemos dizer que realmente estivemos na presença de Deus? Para nós que estamos vivendo no fim de todas as coisas, a Bíblia nos lembra da importância de reunir-nos em culto para adoração: “Não deixemos de reunir-nos como igreja, segundo o costume de alguns, mas procuremos encorajar-nos uns aos outros, ainda mais quando vocês veem que se aproxima o Dia” (Hb 10:25).
Seria bom perguntar: Que tipo de adoradores vamos ser no próximo fim de semana? Nossa adoração deve revelar a grandeza de Deus e o nosso coração estar cheio de louvor por todas as bondades que Ele nos dá.

500 Anos


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Tags

(778) Cristãos Perseguidos (530) Cristãos (518) Bíblia (488) Intolerância Religiosa (363) Israel (338) Evangélicos (302) igreja (264) Reflexão (247) apocalipse (194) oração (184) Homosexualismo (177) catolicismo (153) Rede Record (148) homofobia (146) Irã (140) escatologia (132) Missões (131) Evento Gospel (128) Silas Malafaia (125) pecado (120) Política (113) islan (112) ateus (109) judeus (109) Religião (105) Aborto (104) Milagres (103) Natal (102) Ahmadinejad (91) Criança (91) esporte (91) Testemunho (86) globo (77) guerra (73) Salvação (71) Perdão (70) Morte (64) pastores (64) Aline Barros (59) Religiosidade (56) Yousef Nadarkhani (56) PL122 (55) Amor (54) adoração (48) heresia (48) Drogas (42) Prosperidade (42) festival promessas (41) Judaísmo (39) Thalles Roberto (39) campina grande (39) Apostasia (38) carnaval (36) Idolatria (35) mulçumanos (34) Estados Unidos (33) Família (33) Maconha (31) adoradores (29) Shows (28) Catástrofes (26) Hipocrisia (26) Páscoa (22) esperança (22) Confiança (19) Mentira (19) Alegria (18) Nasa (18) DIP (16) Oriente Médio (16) Rei David (16) Suicídio (16) adversidade (16) consciência cristã (16) BAND (15) Conforto (15) Paz (15) Pena de Morte (15) Pornografia (15) Promessa (15) Sofrimento (14) BBB (12) Graça (12) Tatuagem (12) benção (12) obediência (12) dia das mães (11) impureza (11) Ansiedade (10) Justin Bieber (10) Rio +20 (10) livro (10) masturbação (10) Catástrofe (9) Desobediência (9) Filho pródigo (9) Perlla (9) Jotta A (8) Pedro Leonardo (8) Whitiney Houston (8) filho de crente (8) livre arbítrio (8) sony music (8) Darwin (7) Eutanásia (7) Hackers (7) Perigo (7) Senadores (7) União (7) presença de Deus (7) Perfeição (6) cura pela palavra (6) Purgatório (5) alienígenas (5) lei da palmada (5) Aline Barros mostra sua filha (4) Cegueira Espiritual (4) Kaka (4) escolhas (4) texto e contexto (4) torá (4) vasco (4) vigilância (4) Gratidão (3) Ressentimento (3) Segurança (3) Semeadura (3) Sodomia (3) o Caminho (3) servos (3) Cristo Redentor 80º aniversário (2) Guinnes Wolrd Records (2) Harold Camping (2) Impossiveis (2) Pressa (2) Sonho de infância (2) mundial da juventude (2) Flórida (1) Galardão (1) Michel Teló (1) Redenção (1) impios (1) recall (1) vingadores (1)

Uma Reflexão sobre a Crise no Brasil